Como Escovar os Dentes


Escovar os dentes é algo realmente simples. O que não quer dizer que você saiba fazê-lo :) . Porque, por mais que a técnica seja simples, ainda é uma técnica… que precisa ser aprendida, exercitada, aprimorada. Vamos ver se a gente aprende, de uma vez por todas?

Tô devendo este post há um tempão, vários leitores (e pacientes) já me pediram por orientação em higiene bucal. Mas se vocês não têm tempo de escovar os dentes, imagine eu de escrever post 😀 ! Vamos começar pelo básico: o material necessário. Você irá precisar de uma escova de dentes e pasta dental. (OH!)

Escovar os dentes é uma arte!

Qual é a melhor escova de dentes?

A escova de dentes ideal deve ter cerdas macias. Acredite, as escovas médias e duras PARECEM que limpam mais, mas não limpam, além de aumentar as chances de você machucar sua gengiva. A cabeça da escova, onde estão as cerdas, não pode ser muito grande, pois ela precisa caber em todos os cantos da sua boca.

Vale a pena comprar uma escova de última geração, do tipo ultra maxi mega cleaning effect? Se você tiver condições financeiras e a escova power preencher os requisitos que eu citei, compre. Uma bem bonita. Mas se o seu dinheiro não dá em árvore, compre uma escova mais barata , pra não ter pena de jogar ela fora quando estragar. E, ao primeiro sinal de cerdas tortas (viradas pra fora), troque-a imediatamente. Não interessa se você a possui há 15 dias, 1 mês ou 3 meses. Troque, ela não serve mais.

Qual é a melhor pasta de dentes?

As empresas de produtos de higiene bucal vivem se engalfinhando pra convencer você de que só a pasta de dentes que elas vendem é que é boa. E os cremes dentais famosos, são mesmo bons? São ótimos. Mas cumprem o mesmo papel que opções mais baratas. O importante é que a pasta não seja muito abrasiva e que contenha flúor, na proporção de 1100 ppm a 1400 ppm (partes por milhão) –> ATENÇÃO: isso para adultos (crianças até 6 anos devem usar dentifrício sem flúor caso ainda não dominem o reflexo de cuspir por completo. Vale a indicação do dentista / odontopediatra). Essas  informações estão na embalagem, é só procurar.

E o fio dental?

Sim, sim, não esqueçamos dele. A escova não consegue limpar entre os dentes, é fato. Portanto, se você ainda não tem o costume de usar o fio dental, já tá na hora. Você pode usar o fio ou a fita, tanto faz. O que interessa mesmo é usar, de preferência antes de escovar os dentes.

Tá, e como escovar os dentes? Veja:


Ou assista aqui: http://youtu.be/bSXbBJ1ZrlQ


Ou assista aqui: http://youtu.be/CnbG0Sj919M


Ou assista aqui: http://youtu.be/34CAqhXugEg

Comentários sobre os vídeos:

1. O quarto vídeo, que eu nem coloquei aqui, se refere ao uso do enxaguante bucal. Não recomendo que você use qualquer enxaguatório de forma contínua e sem orientação e/ou prescrição do seu dentista. Eu mesma não tenho costume de usar e vejo esses produtos apenas como coadjuvantes na higiene bucal, mas certamente não são essenciais como se prega por aí. Existem vários tipos de enxaguantes bucais, com propriedades bem distintas. Usá-los de forma indiscriminada pode causar dois problemas: alteração do seu paladar (a forma como você sente o gosto das coisas) e uma bela bagunça na sua flora bucal (as bactérias “boas” que vivem na sua boca). Já falei aqui no blog um monte de vezes: nem todas as bactérias são inimigas. Não há necessidade nenhuma de agir como um bactéria killer.

2. A parte de trás da cabeça da escova de dentes não é o melhor instrumento para limpar a língua, funciona pouco ou nada. Use um raspador lingual específico pra esse fim ou, melhor ainda, escove a língua com as cerdas da escova de dentes.

3. Não recomendo especificamente nenhuma marca de produtos de higiene bucal.

E o mais importante: não entendeu alguma coisa? Pergunte ao seu dentista. É nossa função, a mais importante e nobre delas, orientar você com relação à sua higiene bucal. :)

Compartilhe:

Tem uma dúvida? Pergunte!

Caso tenha uma dúvida, use o formulário de comentários (lá em baixo!) para perguntar. A resposta à sua pergunta pode demorar até 72h para ser publicada (eu não respondo por e-mail). Eu sempre respondo mas, por favor, seja paciente. Leia a Política de Comentários deste blog.

Os comentários / perguntas não são publicados(as) automaticamente, pois antes passam por moderação. Se você fez uma pergunta, ela será publicada junto com a resposta (note que os comentários mais recentes são os primeiros).

Categoria: Higiene Bucal

Marcadores:

77 comentários

  1. Oi Doutora, meu nome é Adriana, tenho 17 anos, bom meu dente de tras é cariado e tem um buraco, está rachado e quando aperto do lado sai uma secreção de pus, isso msm :'( e quando toco na gengiva abaixo do dente sinto como se ele tivesse troncho por baixo. Bom doutora, quase tds os dias eu penso e choro, não tenho coragem de dizer a minha mãe, tenho vergonha. Peço sua ajuda doutora, por favor, pois não aguento mais. Quero contar a minha mãe, mais que atitudes devo tomar?? Sua resposta vai me ajudar se tratando de uma dentista, se eu for a um dentista o que ele ira fazer?? Por favor ME RESPONDA O MAIS RÁPIDO QUE PUDER !

    1. Adriana, vergonha do quê? A maioria das pessoas têm ou já tiveram algum problema dentário… eu mesma tenho algumas restaurações… e tenho CERTEZA que a sua mãe tem as dela! Seja franca com a sua mãe, diga que você está com dor de dente e precisa visitar um dentista. Você não precisa mostrar pra ela nem dar detalhes… isso é entre você e o dentista. E se há pus, é bom você ir logo, parece haver uma infecção. O dentista vai avaliar e o tamanho da cárie e a extensão da fratura pra indicar o tratamento, que pode ir desde uma restauração até o tratamento de canal com coroa e pino. Depende da quantidade de tecido dentário perdido. Bora lá resolver logo isso! 😉

  2. 1) Quanto tempo esperar depois de comer para escovar? Li sobre escovar logo após comer ácidos e um desgaste gerado por isso.

    2) Escovar após cada ingestão de alimentos (barrinha de cereal entre refeições principais, por exemplo), ou algumas vezes por dia já bastam?

    Obrigada!

    1. Mônica,

      1. O ideal é aguardar mais ou menos meia hora. Isso porque nesse tempo o meio bucal fica mais ácido e, portanto, o esmalte dentário mais solúvel. “Esfregar” o esmalte mais solúvel pode levar a desgaste.

      2. Após cada refeição. Claro que nem sempre dá pra chupar uma bala e escovar os dentes, então sugere-se o “número mágico” de 3 vezes ao dia (já que temos 3 refeições principais por dia). Lembrando que a mais importante das escovações é antes de dormir.

  3. Verdade ou mentira? Quando a gente escova os dentes não precisa enxaguar porque sai o flúor dos dentes? Eu sempre enxaguei, nunca tentei ficar com a pasta nos dentes, isso é verdade ou mentira?

    1. Paulo, mentira. O flúor necessário pra proteger os dentes permanece na saliva e sobre os dentes, mesmo. E é importante enxaguar bem a espuma pra que não haja excesso de flúor, pois pode até fazer mal.

  4. Oi Doutora, tenho algumas duvidas.
    A escova eletrica é melhor pra limpar ou é a mesma coisa que uma normal?
    E escovar os dentes em circulos tbm ta certo? Pq eu sempre escovei assim e meio que nao consigo escovar que nem o do video… E o que seria o fio dental em fita que vc diz no texto? Enfim, obg!

    1. Manu, não que a escova elétrica seja melhor… mas ela facilita MUITO a escovação. Ou seja: se a pessoa sabe escovar os dentes direitinho, pode usar a normal mesmo, já se ela não sabe (e a maioria das pessoas não sabe), a escova elétrica é uma ótima ideia. A técnica de escovação varia com as necessidades da pessoa, escovar em círculos pode ser indicado, sim. O fio dental em fita é a fita dental… em de ser um fio, é uma “fio que expande”, um fio “mais largo”, digamos assim. Eu gosto muito, acho mais efetivo e confortável, uso e indico o da Johnson’s.

  5. Boa noite doutora, adorei o texto e o vídeo, achei bastante esclarecedor. Mas minha dúvida é em relação às escovas. Minha mãe me comprou um tipo de escova que tem cerdas de borracha em volta, usei uma vez e não gostei, tanto que até as arranquei. Mas continuo usando ela sem as cerdas de borracha, isso pode ser um problema ou posso continuar usando até a escova desgastar? E qual escova você me recomenda (não tenho nenhum problema dentário)? Vivo trocando e até hoje não achei uma que foi de total agrado.

    1. Juliana, essas escovas que associam cerdas normais com cerdas de borrachas são ruins pra gengiva. A ideia dos fabricantes é aumentar a sensação de limpeza, já que os dentes ficam mais lisos após a escovação (a borracha faz um polimento), mas a ação da borracha aumenta a chance de recessão gengival. Então, evite esse tipo de escova. O ideal é uma escova BEM macia, com cerdas retas e da mesma altura e cabeça não muito grande, pra alcançar todos os “cantinhos”. Ou seja: prefira as escovas mais simples, sem invencionices. Se você quer saber uma marca, a melhor mesmo é uma marca suíça chamada Curaprox, mas é uma escova relativamente cara (custa uns 15 reais) e não é em todo mercado / farmácia que vende. Dê uma pesquisada no Google que você acha.

  6. Dra. Ana, relatei a ele e o mesmo me informou que este dente era desvitalizado já (pelo que me recordo faz mais de 5 anos que tratei o canal desse dente), e que seria normal sentir sensibilidade no dente em até 2 meses, seria isso mesmo após ele mexer e finalizar a restauração, porém a sensação que sinto nunca senti antes, “eu sinto a presença desse dente na minha boca” e isso está me incomodando muito, achei estranho ele não ter tirado rx depois do que relatei, e normal isso?

  7. Bom dia,

    Dra. Ana, sentia um desconforto em meu dente, fui ao dentista, o mesmo removeu a restauração antiga e colocou uma massa, a qual segundo ele teria que ficar uns dias até a mesma endurecer para ai finalizar a restauração, porém meu dente agora da umas fisgadas, e sinto ele (não sei explicar direito). Mas está me incomodando, o que pode ser?

    1. Kamylla, sempre que o dentista “mexe” num dente, pode ficar meio sensível. Antes de fazer a nova restauração, relate ao seu dentista as “fisgadas”, pra que ele possa verificar se está tudo ok.

  8. Eu fico confusa na maneira de escovar os dentes. Tive dentistas que ensinavam a escovar assim como está no video.

    Porém, outros me ensinaram diferente, dizendo q o certo é usar a escova fazendo movimentos circulares. Está errado?

    1. Fernanda, em pacientes adultos a técnica do vídeo é a mais indicada. Movimentos circulares geralmente são indicados pra crianças, até por ser um movimento mais fácil delas compreenderem.

  9. Doutora, só mais uma pergunta (é a última mesmo, rs ): lesões brancas inativas precisam ser remineralizadas? Mais uma vez agradeço pela atenção e paciência :).

    1. Cássia, se elas são inativas é porque já foram remineralizadas. Se você se refere às ativas, se elas forem remineralizadas se evita ter que restaurar o dente… então, se for possível, é uma boa ideia!

  10. Doutora, essa remoção de tecido dentário (provocada pela sonda) em lesões brancas ativas, costumam ser facilmente vistas? Ou são muito pequenas, de forma que possam passar despercebidas, provocando um dano maior ao dente no futuro? Grata pela atenção.

  11. Essas desmineralizações inativas podem ativar a qualquer momento? É verdade que nesses casos utilizar a sonda exploradora pode piorar a situação? Desculpe por tantas perguntas, é que são muitas as dúvidas. Ah, adorei o site, muito esclarecedor. Mais uma vez agradeço pelas respostas e pela atenção.
    Abraço.

    1. Quando essas cáries iniciais regridem, o esmalte que se forma acaba sendo até mais forte que o esmalte normal, portanto é difícil que a lesão branca “reative”. E sim, usar a sonda exploradora numa lesão branca ativa, onde o esmalte está amolecido, pode remover tecido dentário e, aí, só restaurando o dente.

  12. Muito obrigada pela resposta, Doutora. Fui ao dentista hoje, e ele realmente me disse que as cavidades que tenho não são cáries e que certamente foram provocadas pela forma com que escovo meus dentes (com força mesmo e escova bem durinha) e me ensinou a maneira certa de escovar. Perguntei sobre o enxaguante bucal porque já usei aparelho e após retirá-lo notei umas manchinhas brancas, mas brilhantes em alguns dentes. Minha ortodontista levantou a hipótese de serem desmineralizações e por isso comecei a usar enxaguante bucal fluoretado, mas confesso que sem orientação de um dentista. Mas fiquei um pouco preocupada, pois li que os enxaguantes só devem ser usados por um tempo determinado e com indicação do dentista.

    1. Sendo manchas brancas brilhantes, não devem se tratar de cáries mas, como seu dentista falou, de desmineralizações inativas. Enxaguantes bucais realmente não devem ser usados de forma contínua, apenas com indicação do dentista (veja aqui mais a respeito: http://medodedentista.com.br/2011/12/bochechos-5-razoes-para-nao-utiliza-los-sem-indicacao.html ). No seu caso, se o seu dentista julgar necessário, poderiam ser feitos bochechos com flúor mesmo (manipulado), não com enxaguatórios prontos. Converse com ele sobre essa possibilidade / necessidade.

  13. Ana, existem cavidades nos dentes que podem não ser causadas por cárie? E, em caso afirmativo, uma das causas poderia ser escovar os dentes com muita força e em movimentos que não são circulares? Para pessoas que possuem dentes com áreas desmineralizadas, costuma ser indicado o uso de enxaguantes bucais fluoretados?
    Grata pela atenção.

    1. Cássia, sim, existem lesões que levam à perda de tecido dentário mas que não são cariosas (veja aqui: http://odontopedia.info/index.php/Les%C3%B5es_cervicais_n%C3%A3o-cariosas ). Elas podem ser causadas, também, pela força na escovação. Os bochechos com flúor são indicados nos casos em que a pessoa tem sensibilidade dentinária generalizada ou cáries iniciais com potencial para se remineralizarem (cáries de esmalte), mas no caso dessas lesões que eu citei, o flúor não seria efetivo (já que consistem em perdas grandes de estrutura dentária).

  14. Aproveitando o assunto: escovar demais os dentes pode causar algum problema?

    A escovação excessiva pode provocar problemas no esmalte dos dentes ou algum problema de abrasividade?

    1. Escovar demais, não. Mas escovar com muita força, sim. É importante não exagerar pra evitar recessões gengivais e a perda de estrutura do esmalte pela utilização de cremes dentais muito abrasivos.

  15. Dra. poderia me indicar uma escova de cabeça pequena e realmente macia?

    Utilizo a Colgate Twister cabeça normal atualmente e já utilizei a Colgate Classic e essas duas são macias mesmo, como indicado nas suas respectivas embalagens; porém, são grandes.

    Com a Colgate Professional Extra Clean cabeça compacta, ocorre que na embalagem a inscrição é “macia”, mas na prática, parece uma escova com cerdas médias. Caso igual me ocorreu com a Oral-B Indicator Plus cabeça pequena (35).

    Resumindo, ainda não encontrei uma escova de cerdas realmente macias com cabeça compacta.

    Vi que existe a Twister com cabeça compacta, mas não encontrei e por isso não sei se é tão macia quanto a Twister clássica.

      1. Sem querer me intrometer mas já me intrometendo, eu uso a Colgate 360 e é super macia, confesso que a cabeça é meio grandinha mas, ela é muito boa. Espero ter ajudado.

  16. Dra., estou com dúvidas em relação ao uso de fio dental, assim como todos os iniciantes em fio dental. Como grande parte dos brasileiros, não era meu hábito usar fio dental, até que há pouco tempo fui ao dentista e ela constatou gengivite. “Para solucionar o problema, não basta escovação, tem que usar fio dental.” — resposta genérica. Tá, e como se usa o fio dental (detalhadamente)? Achei alguns vídeos na internet, inclusive o que foi postado aqui da J&J, mas nenhum deles me mostrou o “passo a passo” de como fazer (dente a dente). A maior dificuldade está no posicionamento dos dedos para alcançar cada espaço entre os dentes, especialmente os de trás, onde faço malabares para tentar limpá-los. Também não dominei a técnica de desenrolar fio novo a cada dente.

    Fio dental é tudo igual? Qual a Dra. indicaria para os casos em geral e para casos de pessoas que têm os dentes mais juntos, como eu?

    Atualmente uso o fio dental Oral-B Pro Saúde, que, na verdade, tem formato de fita e é monofilamento (PTFE). Estou à procura de uma alternativa mais barata e eficiente, que não desfie e seja compatível com meu caso (dentes muito juntos).

    Li alguns comentários de que o fio dental da Colgate desfia muito, talvez por ser multifilamento. O da J&J Reach também é multifilamento e li o mesmo, apesar de que o estudo científico mostra o contrário a respeito do produto: http://www.conectfarma.com.br/clientes/fiodental.pdf Gostaria que lesse o artigo e esclarecesse se a Dra. corrobora o resultado desse estudo ou não.

    Por causa desse estudo, pensei em comprar o J&J Reach Extrafino, só estou aguardando o comentário de algum profissional especialista na área (você) para me dar o parecer sobre o produto, se possível.

    Muito obrigado!

    1. Francisco, existem vários tipos de fio dental… eu não diria que eles são todos iguais (definitivamente não são), mas o que é bom pra mim, pode não ser pra você. Tem gente que se adapta melhor com o próprio fio, tem gente que prefere a fita e, dentre sua escolha, existem várias marcas. Eu me dou bem com a fita e costumo usar a da J&J, mas acho a fita da Oral-B sensacional. Tenho colegas que “odeiam” a fita da Oral-B, por exemplo… ou seja, a experiência depende muito do usuário. No caso de dentes “muito juntos”, eu indicaria esse.

      Um passo a passo assim tão específico sobre o uso do fio dental, eu acho difícil de você achar mesmo… é questão de treino. O importante é usar um pedaço grande, ir renovando o fio durante o procedimento (o esquema de enrolar nos dedos anulares e segurar com o polegar e o indicador) e limpar até “em cima”, no sulco gengival, “entrando” um pouquinho na gengiva. O mesmo pra todos os dentes.

      Quanto ao estudo do link, é inevitável notar que ele é patrocinado pela J&J… portanto, considere-o com discernimento. A recomendação de uso de Listerine, por exemplo, de forma contínua, já é um belo motivo pra eu não levá-lo muito a sério… já que é sabido que enxaguantes bucais só devem ser usados por períodos específicos e com prescrição do dentista, considerando que eles alteram o equilíbrio da flora bucal.

  17. Otimo texto, mas infelizmente acho que eu faço tudo errado. Na minha ultima consulta, a minha dentista disse que eu havia melhorado muito. Mas eu nao escovo dessa maneira (nao sabia que se escovava assim), e nem sabia que era importante escovar a lingua. E tambem sinto um pouco de dor em algumas areas da gengiva quando passo o fio dental. Nao sei se as vezes eh porque tenho que forcar um pouco, porque tenho varios dentes muito juntos, segundo a minha dentista.

  18. Deveria existir aulas de higiene bucal nas escolas, não acham? E a Ana Lindona seria uma excelente professora.

    O q mais falta é conscientização. Desleixo tbm é falta de orientação. Pegando eu como exemplo, só comecei a usar fio dental no dia q percebi o tanto de sujeira q ficavam entre os meus dentes. Só comei a escovar os dentes antes de ir pra escola quando era criança e um coleguinha zombou q meus dentes estavam sujos. Depois q vi o resultado de uma obturação (o buraco) fiquei traumatizado e é sempre o maior incentivo q tenho na maçante tarefa de escovar os dentes várias vezes ao dia. A higiene bucal é algo q fui melhorando e incrementando progressivamente, na base do estímulo real, meio q na “porrada”. E não tem outro jeito, existe momento pior do dia do q escovar os dentes? É terrível de chato, ainda não inventaram coisa pior.

    Porém, depois de tantos traumas, erros e acertos, hj considero q na hora q me proponho a limpar, limpo direito. Talvez alguns ajustes na pressão, pois meus dentes ficam sensíveis.

    Uso fio dental antes de escovar os dentes, passo exatamente da maneira q o vídeo ensina, só a ordem dos dentes q é diferente, sigo a sequência normal, primeiro arcada superior e depois inferior, não tem como esquecer algum dente se vc estiver diante de um espelho.

    Na escovação, a ordem tbm não é a mesma, porém a técnica sim. Acho q na verdade, cada um tem seu jeito de escovar, o importante mesmo é a técnica e q a escovação alcance todos os pontos da boca.

    A higiene da língua é de total importância para evitar o bafo e o ideal mesmo, como a Ana explicou, é usar limpadores específicos q são vendidos em drogarias. Uso um q raspa. Esfregar pode ser com a própria escova durante a escovação. O detalhe é q passo o limpador depois do fio e da escovação.

    Antisséptico bucal seria a etapa final e uso apenas de vez em quando, principalmente antes de dormir, mas sem álcool.

    Depois de muita experimentação, recomendo tais produtos top de linha (“óia a forga”):

    1- Escova = Curaprox ultra soft 5460.
    Cerdas ultra soft, cabeça pequena, cabo longo, importada da Suiça, eleita pela revista Veja a melhor escova, principalmente para quem tem dentes sensíveis. Preço: de 12 a 15 reais.

    2- Pasta de dente Colgate Total 12 Clean Mint
    É uma pasta q todos conhecem, eu gosto de usá-la pois tenho a impressão de limpar mais pelo fato de haver o agente antisséptico triclosan na fórmula. Só é um pouco mais caro q outras pastas. Preço: de 2,50 a 4 reais.

    3- Fio dental Johnson & Johnson Essencial Reach menta 100 m
    Dos q conheço é o de melhor custo benefício. Além da marca ser confiável, esse fio dental é resistente, não desfia com facilidade, o fio não é nem muito fino nem muito grosso, portanto não fica prendendo nos dentes, é encerado e tem gosto de menta, vem uma boa quantidade (100 metros) e o preço é mais barato, de 3,90 a 5,50 reais.

    4- Limpador lingual Kolbe
    É o melhor q já usei, mas na real, todos q usei foram bons. É q esse eu acho um pouco mais fácil de usar por ter um formato mais aberto. Preço: de 5 a 8 reais. Existem os mais baratinhos q são tão bons quanto.

    5- Antisséptico Bucal Malvatricin amarelo, 250ml.
    É o melhor de todos. Não possui álcool na fórmula, portanto não arde e não agride a mucosa da boca, age através do poder natural antisséptico da planta malva e o gostinho é mt bom. O único porém é q custa mais caro q qualquer outro antisséptico desses mais conhecidos. Média de 12 a 15 reais.

    O q acha das minhas escolhas, Ana? To sabendo mais q dentista, hein?

    1. Nico, a escolha dos produtos é algo bem pessoal… se você se dá bem com esses, ótimo, manda ver. É aquela história, vale mais a técnica e a assiduidade do que a marca dos produtos. O triclosan da Colgate é interessante, mas depois de 1 semana não faz nem cócega mais nas bactérias, que se adaptam :). E o antisséptico, como arduamente discutimos no post do Dr. Sérgio, só deve ser usado com prescrição do dentista. No mais, pra você ser dentista só falta se formar em Odontologia. 😀

  19. Além de ter gostado do post, bastante didático, gostaria de parabenizar os autores do blog! Conteúdo de qualidade, textos bem elaborados, informação e descontração na medida certa. Abraço!

  20. Sinto nauseas quando escovo a lingua, geralmente não consigo por causa disso. Existe alguma forma de se diminuir ou aliviar esse desconforto? Desde já obrigada.

    1. Adriana, geralmente a náusea acontece quando a escova encosta ou se aproxima demais da úvula (“campainha”). Uma dica é procurar recolhê-la, ou seja, abrir a garganta o máximo possível, pois isso faz com que a úvula suba. Também, procure prender a respiração enquanto escova a língua, isso pode ajudar. :)

  21. Ótimo texto! E acho também muito bom esclarecer que nem todas as pessoas devem usar os bochechos. Muitos de nós temos o péssimo hábito de “recomendar” algum bochecho sempre que o paciente pede.

    1. Oi Gessyka! Não, não é verdade. Pelo contrário, a forma mais eficaz de remover a saburra (aquela camada branca que fica sobre a língua, formada por restos de alimentos, células mortas e etc.) é escovando a língua.

  22. Olá, gostei muito do post sobre escovação. Os vídeos são ótimos para ilustrar a técnica. Só não concordo na parte dos cremes dentais sem flúor que você indica para crianças com menos de 6 anos de idade. Entendo que existam opiniões divergentes sobre o uso do creme dental fluoretado, mas defendo seu uso a partr do momento que os dentes aparecem na boca. Todos que têm dentes devem ter contato com o flúor e o creme dental é uma excelente fonte. Para reduzir os níveis de fluorose deveríamos bater na tecla da escovação supervisionada. Para mim a pasta de dente é um remédio e, como os outros, não devem ser usados em livre demanda. Qual pai deixa a criança beber o vidro de xarope todo?? Acho que o raciocínio é o mesmo. :)

    1. Oi Ingrid! Obrigada pelo comentário. Concordo com você com relação ao benefício do flúor, isso em qualquer idade. O problema está na ingestão acidental do flúor, que se for constante pode levar à fluorose na dentição permanente. Muitas crianças não dominam o reflexo de cuspir, e isso pode ser um problema, mesmo de forma supervisionada. Acho que vai do bom senso… se os pais acham que dão conta de garantir que os filhos cuspam toda a pasta de dentes, vale usar o dentifrício fluoretado antes da idade sugerida. Abraço e mais uma vez obrigada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

No plantão: Ana Tokus

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal do Paraná, especialista em Radiologia Odontológica e Imaginologia pela ABO-PR, convicta de que medo de dentista se combate (também) com informação. Diva-Boss do OdontoDivas e autora do Blog Raios Xis. Twitter: @AnaTokus e @medodedentista