Nem os dentistas sabem escovar os dentes!


É o que diz a reportagem da Veja. E se tá na Veja, deve ser verdade, né?! 😛

Qual o jeito certo de escovar os dentes? Quantas vezes é preciso fazê-lo por dia? Quanto tempo deve demorar cada escovação? Tem que usar fio dental sempre? Se TODOS os dentistas não concordarem em TODAS as respostas, concluí-se que NENHUM deles sabe o que está dizendo, certo?! Errado.

Um estudo publicado no periódico British Dental Journal traz uma pesquisa de cientistas da Universidade College London, na Inglaterra. A ideia era comparar as recomendações de higiene bucal feitas por associações odontológicas, livros e fabricantes de pastas e escovas de dente de dez países: Austrália, Brasil, Canadá, Dinamarca, Finlândia, Japão, Noruega, Suécia, Inglaterra e Estados Unidos. O estudo concluiu: não há consenso quanto a correta forma de se escovar os dentes, as fontes têm opiniões diferentes.

Escovando os dentes
Tô fazendo certo?

“As pessoas precisam de uma informação concreta sobre qual é o melhor método de escovação. Se elas ouvem uma coisa da associação de odontologia, outra do fabricante de escovas de dente e mais uma do seu dentista, ficarão confusas sobre como escovar os dentes”, diz o líder do estudo, Aubrey Sheiham, professor da Universidade College London.

A afirmação acima faz muito sentido. Como saber a forma mais adequada de escovar os dentes?

Atenção, guarde o que eu vou dizer para o resto da sua vida de higiene bucal: quer saber como escovar os SEUS dentes? PERGUNTE AO SEU DENTISTA! Não ao dentista da vizinha… ao seu. Não à Colgate… não à Oral-B… não à Associação Brasileira de Odontologia. Esse pessoal não conhece você e nunca examinou seus dentes e sua boca. A única pessoa que fez isso é o SEU dentista.

Gente, pensem junto comigo: todas as pessoas são iguais? Todas as pessoas têm dentes iguais? Todas as pessoas comem a mesma coisa e têm os mesmos hábitos de higiene? Não. Então POR QUE RAIOS deveria haver apenas um método correto de escovação? Método de escovação não é receita pronta, assim como qualquer tratamento em Odontologia.

Portanto, os dentistas sabem escovar os dentes, sim. Só que sem conhecer e examinar você, o máximo que dá pra fazer é uma orientação genérica. Se você tem problemas de gengiva, há uma forma de escovar os dentes. Se você usa aparelho, há outra.

E esqueça o diz o comercial de pasta de dentes na TV… ele fala com consumidores, não com pessoas.

Compartilhe:

Comentários via Facebook


Categoria: Higiene Bucal

Marcadores:

19 comentários

    1. Mi, nesse caso é preciso cuidar com a escovação muito forte (tanto a pela força aplicada quanto pelo uso de escovas de cerdas duras, totalmente contraindicadas). Ainda, pode haver indicação de uma escovação mais paralela à gengiva, e não a 45 graus, como geralmente se indica. Vale a avaliação e orientação do seu dentista a respeito.

  1. Eu ouço falar que escovação correta é com movimento circular; outros falam que é movimento de varredura e outros com movimentos de fricção e varredura. Eu fico as vezes com dúvida e eu acho que eu faço errado, pois em dentes específicos eu vejo que fica com placa bacteriana no sulco gengival (olhando beeem de perto), apesar de fazer os movimentos aconselháveis (ou talvez seja a escova que não seja adaptada para isso). Doutora, por favor, tire a dúvida de como deve ser a escovação de quem tem dentes com implantes e para quem teve histórico de periodontite.
    Amo seu blog. 😀

    1. Obrigada, Ester. 🙂 De forma geral, aconselha-se a escovação em movimentos de vai e vem, fazendo angulação de 45 graus com a gengiva, pra remover a placa bacteriana do sulco gengival. Quando se tem implantes, dependendo do tipo de prótese, pode ser necessário usar outros tipos de escova além da convencional, como a escova interdental e de tufo, além do passa-fio, pra ajudar a usar o fio dental.

    1. Valério,

      1. Escovar os dentes logo após comer: concordo. O ideal é aguardar mais ou menos meia hora, pra que o pH bucal aumente um pouquinho e o esmalte dos dentes tenha menor chance de sofrer desgastes.

      2. Roer as unhas: concordo. Hábito parafuncional que, além de prejudicar os dentes (pode causar pequenas fraturas, desgastes, movimentações dentárias indesejadas), deixa as unhas horrorosas! 😉

      3. Nadar na piscina: discordo. Uma grande bobagem, até porque ninguém faz bochecho com água de piscina. Eu mesma nado 3 vezes por semana e ó, tô ótima. 😉

      4. Usar os dentes como ferramentas: concordo. Parafunção, como roer unhas. Prejudicial da mesma forma (até mais, dependendo do que você morde).

      5. Mastigar cubos de gelo: depende. Como o gelo é muito duro, se a pessoa tiver uma cárie grande e nem souber disse, o dente pode literalmente “desabar”, levando a uma grande fratura que pode, até, inviabilizar esse dente (necessidade de extração). Já se todos os dentes são saudáveis, em princípio, ok… o esmalte do dente é muito mais duro que o gelo.

      6. A forma como se escova os dentes: concordo. A forma como se escova os dentes, a técnica, é muito mais importante do que a pasta de dentes que se usa, por exemplo. A escolha da escova é muito importante, também (macia e de cerdas retas).

      1. Legal! Essa questão de aguardar o aumento do pH bucal eu desconhecia!!
        O restante realmente são coisas óbvias… Roer cubo de gelo nem imagino como uma pessoa consiga fazer isso, me dá arrepio só em pensar kkkk

        A questão da forma de escovar os dentes também não sabia que é importante manter a posição inicial… Eu mesmo começo com movimentos circulares, mais pro final faço “arrastões” na horizontal… Mudarei esse hábito 😛

  2. Oi, Dra. Ana

    Mas para uma pessoa que tem dentes, digamos, normais, dentro do padrão de normalidade (que não usa aparelho, não tem gengivite, nada) e que se alimenta de forma saudável, a forma correta de posicionar a escova é mesmo na diagonal, com as cerdas entrando na gengiva?

    Outra coisa: eu como de 6 a 7 vezes por dia. Devo escovar os dentes todas as vezes, ou essa rotina acaba machucando os dentes e a gengiva? Nesse caso, devo escovar quantas vezes?

    Obrigada
    Leeah

    1. Leeah, sim, 45o com a gengiva. Isso considerando que não há recessões gengivais, etc..

      Escovar os dentes nunca é demais… se a técnica estiver correta, não há como machucar / desgastar a gengiva nem os dentes. Então, oficialmente 🙂 , é preciso escovar os dentes após cada refeição. Mas vamos ser sinceros, no dia a dia isso é até inviável… então que seja pelo menos após as 3 principais refeições do dia: café, almoço e jantar (ou antes de dormir, se o jantar não for a última refeição).

  3. Excelente matéria! Drª Ana, a senhora se expressa de forma muito clara e profissional, sempre me identifico muito com seu posicionamento perante essas distorções e confusões que a mídia faz entre atender um paciente e atender um cliente. Estou no 5º semestre de Odontologia e sempre acompanho as postagens aqui, todas me ajudam muito a tomar rumo nos meus estudos e sei que servirão também para me dar rumo na vida profissional. Parabéns pelo site e pelo grande profissionalismo. Quando “crescer” quero ser igual a senhora RSRSR.

  4. Oi Dra. !

    Minha dúvida é simples, porém eu vou perguntar assim mesmo…
    Durante uma avaliação no dentista que fiz, ele informou que não haveria necessidade de fazer uma limpeza nos dentes… Isso pode acontecer ou todos precisamos de limpeza? E ainda que nao haja necessidade, posso solicitar mesmo assim?

    Obrigada e parabéns pelo blog!!

    1. Lai, nem todo mundo precisa de “limpeza” nos dentes… depende da “sujeira”. Se você mantém uma boa higienização, não tem placa / tártaro, não deve precisar. Você até pode solicitar, mas vai pagar por um procedimento do qual não precisa…

  5. Oi Ana, a dentista fez uma limpeza nos meus dentes mas ela não removeu todo o tártaro, achei incompleta a limpeza, ela só passou aquela maquininha com ponta em volta da gengiva e jogou o jato com bicarbonato, e depois deu um flúor para fazer bochecho, só isso, mas quando cheguei em casa ainda vejo tártaro nos meus dentes, o q vc acha? E posso fazer outra limpeza sendo q meus dentes estão ainda sensiveis?

    1. Ruty, procure sua dentista e relate o problema… embora seja inusitado que o dentista deixe de remover parte do tártaro, não faz muito sentido. Pode ser… mas pode ser também que sua dentista tenha planejado fazer a “limpeza” em mais de 1 sessão (o que não é incomum, dependendo das condições) ou você está confundindo um certo amarelado dos dentes – principalmente entre os dentes – com tártaro. Enfim: procure sua dentista e esclareça isso.

  6. Ótima refutação, a Veja sempre usa dessas artimanhas para “chamar a atenção” distorcendo os fatos… gostei mesmo das suas palavras…

    Dra. Ana, já vim comentar algumas vezes aqui, na maioria com medo por antecipação rs… mas hoje estou vindo aqui com muita felicidade, pois depois de sentir medo a ponto de não conseguir nem comer direito, apareceu uma paixão pela Odontologia, o medo se transformou em amor. Agora fico feliz quando vou até a minha dentista, é muito bom, essa transformação de medo para amor me deixou com uma decisão para minha vida, QUERO CURSAR ODONTOLOGIA !!
    E fiz 18 anos agora há pouco tempo… esta mais que decidido, essa ideia só cresce e começarei o mais rápido que eu puder =) !!
    O seu site teve grande impacto nessa minha decisão também.

    Agradecerei se você puder me dar umas sugestões quanto ao caminho que vou trilhar rs… um abraço.

    1. Fico feliz em saber, Daniel! A Odontologia é apaixonante, mesmo. Você já começou bem, enxergou a beleza dessa ciência. Tenha em mente que você vai precisar estudar BASTANTE, e pelo resto da vida. Mas vai poder ajudar muita gente, o que é gratificante em si. Faça estágios nas disciplinas da faculdade pra aproveitar bem a fase acadêmica e, ao se formar, procure sempre valorizar a Odontologia e o bom profissional que você será. No mais, fica o meu desejo de sucesso! Boa sorte!

A área de comentários / perguntas está fechada. Agradeço a compreensão.

No plantão: Ana Tokus

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal do Paraná, especialista em Radiologia Odontológica e Imaginologia pela ABO-PR, convicta de que medo de dentista se combate (também) com informação. Diva-Boss do OdontoDivas e autora do Blog Raios Xis.

Twitter: @AnaTokus e @medodedentista