A Guerra das Pastas de Dente


Comercial de produtos de higiene bucal é a coisa mais engraçada do mundo. Se você é dentista, deve rir a beça com tudo aquilo. Saem raios laser das cerdas da escova de dentes, as bactérias gritam em desespero e, para ratificar a eficácia que só aquela marca é capaz de proporcionar, tudo isso tem a chancela de 9 entre 10 dentistas. E eu devo ser a décima, porque não lembro de ter sido consultada a respeito. 😀

E aí? Vai em qual?

Não tenho nada contra qualquer marca de produtos de higiene bucal, pelo contrário, acho que estamos muito bem servidos com relação a isso. Mas é que, pra quem é dentista, é inevitável não refletir sobre as informações que as embalagens de cremes dentais, por exemplo, trazem estampadas. As duas marcas líderes em vendas no Brasil são essas aí da imagem: Colgate e Oral B. A Colgate sempre foi (e continua sendo) mestre em marketing. É capaz de vender escova de dentes pra banguela.  E a Oral B vem investindo pesado em publicidade, além de ter lançado uma linha de pastas de dente, segmento no qual nunca havia marcado presença antes. E eu não consigo imaginar o porquê.

Pois bem. Em relação aos cremes dentais, essas marcas cumprem o que prometem? Vejamos:

–> COLGATE TOTAL 12: (leia no Vida de Dentista também)

Diz ser tiro e queda para 12 problemas bucais, os quais eu cito:

  1. Cárie
  2. Protege a gengiva
  3. Tártaro
  4. Previne a placa bacteriana
  5. Previne a desmineralização dos dentes
  6. Previne as bactérias da língua
  7. Combate as bactérias
  8. Cáries nas raízes
  9. Problemas na gengiva
  10. Mau hálito
  11. Fortalece o esmalte dos dentes
  12. Promove a remineralização dos dentes

Ela muito provavelmente faz tudo isso mesmo. O que me chama a atenção é que, segundo as informações da embalagem, faz várias coisas mais de uma vez. Os itens 1 e 8 são a mesmíssima coisa. Entre 2 e 9 não achei diferença. Os problemas 3 e 4 são iguais, já que o tártaro é a placa bacteriana mineralizada. Controlou a placa, resolveu o tártaro.

Os itens 5, 11 e 12 poderiam ser um só, e agradecerem de mãos dadas ao flúor, que está presente em qualquer creme dental para adultos. O flúor presente de forma constante na cavidade bucal previne a formação de cáries ao mesmo tempo que promove a regressão das cáries que estão começando a se formar.

Gente! Deixem as bactérias em paz! Os problemas 6 e 7 (além de serem o mesmo) precisam sim da nossa atenção, porém todavia contudo AND entretanto, nem toda bactéria merece a morte!

Por último e não menos importante, consideremos o item 10. Escovar os dentes resolve o mau hálito? Depende da origem da halitose. E se o problema for mais complexo do que falta de escovar os dentes? Aí você continua escovando os dentes direitinho e procura essa moça aqui. 😀

–> ORAL B PRO-SAÚDE:

Alega trazer 7 benefícios para a nossa cavidade bucal:

  1. Combate a cárie
  2. Combate a placa bacteriana
  3. Previne a gengivite
  4. Proteção contra a hipersensibilidade dentinária
  5. Combate o tártaro
  6. Branqueia os dentes inibindo o acúmulo de tártaro
  7. Refresca o hálito

Vamos lá. Benefício 1, ok. Os itens 2, 3 e 5 pra mim poderiam ser um só, já que a gengivite é uma reação inflamatória gengival ao acúmulo de placa bacteriana e, o tártaro, como já expliquei, é a placa bacteriana que virou pedra (e que, depois de formado, não é removido apenas escovando os dentes, só com intervenção profissional). Portanto, esses benefícios são o mesmo. O número 4… tá, vai. O benefício 6 me deixou confusa: o que é que branquear os dentes tem a ver com a inibição do acúmulo de tártaro? Além de que, essa propriedade que alguns cremes dentais reinvindicam é extremamente discutível…

Número 7: vale o mesmo que para o problema 10 da Colgate Total 12. Além disso, água gelada também é capaz de refrescar o hálito… 😛

Ontem fui ao mercado e, com o post já pronto para ser publicado, fui dar uma olhadinha nas embalagens de creme dental. Imagine a minha surpresa ao perceber que os 12 problemas que a Colgate Total 12 combatia “de repente” viraram 12 benefícios (adivinha de onde saiu isso?) que ela proporciona… 5 a mais que a Oral B Pro-Saúde. Qualquer semelhança terá sido mera… estratégia de marketing. Em tempo: não existe creme dental que proteja seus dentes por 12 horas. Ponto final.

12 prob… benefícios?

Então, isto posto, concluímos que essas marcas enganam o consumidor? Não. Elas resolvem os problemas e oferecem os benefícios a que se propõem. Mas, sem dúvida, “enfeitam demais o pavão”. Tudo o que você que quer manter a saúde em dia precisa saber é o seguinte:

  1. Compre uma escova de dentes macia e de cabeça pequena, que atinja os lugares mais “ermos”. Pode ser a mais barata delas, daquelas “3 pelo preço de 2”. No dia em que a primeira cerda entortar, jogue a dita-cuja no lixo. Quanto mais barata é a escova, menos pena a gente tem de jogar fora.
  2. Aprenda a escovar os dentes e a usar fio dental. Peça orientação para o seu dentista, é o trabalho dele. Não precisa ter vergonha.
  3. A pasta de dentes que você usa precisa ter apenas 2 características básicas: possuir entre 1000 e 1500 ppm (partes por milhão) de flúor (leia a embalagem, o mais comum é 1100 e 1400 ppm) e ser gostosa :P. Acredite: as super partículas de limpeza profunda power fresh, os microcristais de polimento active clean  e o pó de pirlimpimpim que os cremes dentais prometem conter provavelmente não servem pra muita coisa na prática. Mas vendem pasta de dentes pra caramba. 😀

Taí a única lista que você tem que saber decor: “As 3 verdades sobre higiene bucal do Blog Medo de Dentista.  9 entre 10 dentistas recomendam. O décimo não estava prestando atenção. 😀

Compartilhe:

Comentários via Facebook


Categoria: Higiene BucalMarketing

72 comentários

  1. Oi dra. Eu tenho uma formação de tártaro mesmo escovando os dentes de 3 a 5x por dia e uso fio dental antes de dormir e o enxaguatorio. Não sei se o uso da sertralina pode estar interferindo. Não seria válido pra mim usar uma pasta com antibacteria ?

    1. Jemima, não acho que tenha a ver com a Sertralina nem que mudar a pasta de dentes resolva. Mesmo escovando os dentes tantas vezes, algum fator está impedindo a remoção de toda a placa bacteriana, pois o tártaro só se forma se houver placa. Converse com o seu dentista, é preciso identificar o que está acontecendo pra sugerir alguma solução.

  2. Boa dia, dra. Ana. Me oriente em algo, por favor. Me indique uma pasta dental menos abrasiva possível para escovar prótese total, ok? Agradeço desde já e parabéns pelo blog.

    1. Bia, você pode usar sabonete neutro, não precisa ser, necessariamente, pasta de dente. Mas se for usar pasta de dente, não use as do tipo “Whitening”, prefira as mais “simples”, brancas. Existem escalas que medem a abrasividade das uma pastas de dente, REA (Relative Enamel Abrasivity, abrasividade com relação ao esmalte) e RDA (Relative Dentine Abrasivity, abrasividade com relação à dentina), mas essas escalas nem sempre correspondem entre si (uma pasta de dentes que tem RDA alto não tem necessariamente um REA alto), mas na embalagem não costuma constar essa informação, é preciso entrar em contato com o fabricante pra saber qual o RDA / REA da pasta. Há pastilhas efervescentes pra limpeza periódica da prótese também, é uma boa ideia usá-las de vez em quando.

  3. Olá Dra. Ana, gostei muito de seus posts, parabéns!

    Então, queria tirar uma dúvida. Sofro com meus dentes muito amarelados, e isso me incomoda bastante. Ao longo da minha infância, infelizmente, não cuidei muito bem dos meus dentes, e consequentemente estão do jeito que estão. Claro que hoje trato dos meus dentes da melhor maneira possível. Mas enfim, queria saber se fazendo o clareamento a laser, adianta algo…

    1. Giovana, obrigada. 🙂 Um clareamento pode ajudar, sim… não precisa nem ser a laser (que é mais “marketing” que outra coisa). Procure um dentista pra avaliar.

      1. Dra. Ana Boa Tarde, gostaria que me ajudasse, ha Quatro Dias to com incomodos nos dentes (doloridos e sensíveis), quando como algo, por exemplo manga, meus dentes sangram. Estava estudando sobre dentes e cheguei a conclusão que estou com tártaro nos quatro dentes da frente da parte de baixo, nunca tive problemas com meus dentes, embora um desses meus dentes com tartaro é torto ! Mas ha quatro dias sofro c incomodo até mesmo com dor no me dente, é uma dor fraca mas incomoda !
        As vezes da impressão que meu dente da frente de cima está mole, sei la, mas as vezes não ! É impressão ? E tipo o dente fica latejando, sinto como se ele tivesse mole e atrás dele a gengiva ta um pouco inchada.

        O que pode ser ? Confesso que nesses 4 dias to morrendo de medo, quase não durmo ! Nunca usei o fio dental, tinha medo de machucar os dentes !

        1. Fernanda, os sintomas que você descreve são de gengivite, talvez já com envolvimento periodontal (problema não só na gengiva, mas já no osso em volta dos dentes). Pode ser impressão, mas pode ser que seus dentes já tenham alguma mobilidade, sim. Procure um dentista especialista em Periodontia pra avaliar e tratar de acordo. E use o fio dental!

  4. Dra. Ana,
    Tenho retração gengival. “Controlo” há anos, uso placa para dormir (faço pressão nos dentes) e um dos dentes que é praticamente todo preenchido de restauração, desde os meus 8 anos, também tem retração e está me incomodando muito. Um dentista disse para eu tratar o canal e eliminar a dor. A dentista do canal não quer fazer isso porque meu dente não tem cárie e nem trauma. Aquelas coberturas para proteger os dentes, que se faz no consultório, caem em meses e não são baratas. Enfim, qual o melhor creme dental? Sensodyne Repair, Colgate Pró-Alivio? Qual é o produto ou a composição que preciso para realmente diminuir a sensibilidade nos dentes? Muito obrigada.

  5. É verdade que o flúor promove a regressão da cárie?? Queria fazer outro tratamento que não fosse a restauração, dá dó em pensar que vai ter que furar o dente da frente…
    E tem como comprar e aplicar o flúor em casa ou só no dentista?

    Obrigada e parabéns pelo blog 🙂

    1. Lidiane, isso é verdade, mas ate certo ponto. O flúor é capaz de remineralizar cáries restritas apenas ao esmalte… se a cárie já chegou na dentina, que é o tecido logo abaixo do esmalte, já complica. E em 95% das vezes, quando o paciente chega ao dentista, a cárie já está na dentina. Mas não tenha dó de “furar” seu dente, até porque ela já está furado… o dentista não vai aumentar o furo… vai apenas remover a cárie e restaurar o dente.

      1. Dr.ª, se a cárie estiver na face do dente voltada para o outro dente, e os dentes forem beeem grudadinhos, para fazer a restauração vai ter que/ou corre o risco de furar o dente do lado também? ?

        Obrigada!

        1. Não Lidiane, se o dente do lado não tem cárie, o dentista só vai “mexer” no dente que tem a cárie, pra removê-la. O dente do lado fica intacto.

  6. Oi.
    Dra. Ana, eu tenho problema com acúmulo de tártaro, necessitando de fazer limpeza de 3 em 3 meses. Gostaria de saber se essa colgate 12 fará
    grande diferença em meu problema. Uso colgate normal.
    Obrigado.

    1. Não Pedro, o que faz diferença mesmo é a remoção mecânica da placa bacteriana, ou seja, a técnica e a assiduidade na escovação. O tipo de pasta é praticamente irrelevante nesse sentido (embora os comerciais na TV queiram que nós acreditemos o contrário).

  7. Oi Dra… Tô por aqui novamente.

    Então, eu li o post e nao pude nao lembrar da pasta Forever Bright… Além de super cara, promete mundos e fundos como essas duas citadas no post. Afinal, a pasta da Forever é isso tudo mesmo ou desde que a técnica aplicada na escovação seja boa, qq creme dental serve?

    1. Lai, o Forever Bright diz ser o melhor creme dental do mundo, o problema é que só o fabricante acha isso. 😛 É um creme dental “natural” (seja lá o que isso signifique), sem flúor. Não que qualquer creme dental sirva mas, de forma geral, eles são muito parecidos. É bom apenas evitar os muito abrasivos e o flúor, embora muita gente “demonize” ele, é um importante aliado contra as cáries… entaõ, eu recomendo um que tenha flúor. Mas você tem razão, importa mais a técnica de escovação adequada do que o tipo de creme dental, em si (desde que tenha flúor).

  8. É verdade que a pasta de dente colgate hálito fresco ajuda no mau hálito? E usar enxaguante bucal é ruim? Eu estou em quimioterapia e a médica disse que não posso ir ao dentista, entao tenho que me virar em casa mesmo.

    1. Carol, COMO ASSIM não pode ir ao dentista? Talvez você não possa fazer algum tratamento específico, mas NADA impede você de procurar um dentista pra orientação. Sua médica tá meio por fora… O.o

      Respondendo suas perguntas: sim, essa pasta pode ajudar, assim como o enxaguante bucal (sem álcool). Mas eu acho que você deveria procurar um dentista, principalmente porque a fase pela qual você está passando demanda cuidados, há baixa de imunidade, etc.. Seriam interessantes algumas orientações específicas em saúde bucal.

  9. Dra. Parabens pela boa vontade e pela humildade com que compartilhas teus conhecimentos conosco. O bom mesmo é saber que os profissionais mais jovens se preocupam em aprofundar seus conhecimentos e torna-los publicos sem sentirem-se os patroes do mundo, antes dividindo com nós os leigos, que antigamente recebiamos dos medicos e dentistas respostas tipo “faça o que eu te disser”, como se fossemos meros idiotas. Bravo dra., divida seus conhecimentos, ajude-nos, Deus te recompensará. Ah, vou ate aproveitar pra fazer a Deus uma oracao de gratidao pelos jovens profissionais. Resido na Italia, mas Deus os abençoará onde estiverem.

  10. Oi, Ana!
    Adorei o seu post!
    Também sou dentista! Tinha uma raiva dessa propaganda da Total 12 por causa dos “12 problemas bucais” (?????)
    Eu escrevi um e-mail pra colgate REVOLTADA e eles nunca me responderam!
    Podiam ter feito a propaganda falando sobre as vantagens do Triclosan, que é bactericida… mas os caras preferem mentir pro consumidor… 🙁
    Pelo menos o comercial saiu do ar. Nunca mais eu vi!

    Um abraço!

    1. Oi Liliana, eu acho que não tem UM dentista decente que não tenha raiva dessa papagaiada toda…

      Ah, eu já sou mamãe de segunda viagem, mas adorei o conteúdo do seu blog. 🙂

      Abraço!

  11. Olá Ana!
    Há 2 semanas estive preocupada com uma série de eventos estranhos em minha boca: céu da boca vermelho e irritado, proximidades dos gânglios elevada e vermelha, lábios internos com textura áspera e por fim, tão vermelhos parecendo que estourariam um monte de herpes… procurei pela internet afora sobre estes sintomas, fui ao clinico geral que também é gastro… não pediu exames, mal olhou e me receitou uma pastilha… kkk (que não comprei)… Como não sentia NADA de diferente no corpo, desconfiei que era algo LOCAL. Continuei buscando informações até que encontrei um post (odontodivas-2012) onde vc fala sobre alergia ao creme dental Oral B… e mais um tantão de comentários com sintomas com os quais me identifiquei totalmente. O creme dental que eu estava utilizando há cerca de 4 semanas (não é o Oral B) é o Sensodyne Whitenning repair & protect, sua fórmula é parecida com o Oral, e contém se não me engano uns 3 tipos de sódio. Não gosto de comprar cremes que prometem “BRANQUEAR” os dentes, justamente por entender que são abrasivos, mas a palavra “WHITENING’ está impressa quase com uma marca d’agua e não vendo, comprei.
    ENFIM, fiquei muito feliz e aliviada com seu post e todos os comentários de seus leitores. Me senti mais do que obrigada a comentar e agradecer por vc ter exposto o seu caso, bem como possibilitar outros a compartilharem suas angústias e, de certa forma, resolvê-las.
    Deus abençoe sua vida. Um abraço!!

    1. Bom poder ajudar, Alessandra. 🙂

      Interrompa o uso. Se o problema for o creme dental – e parece que é – os sintomas vão se resolver em até 1 semana.

  12. Olá, notei que a pasta Oral B Pro Saúde Limpeza Profunda que comprei recentemente possui o Fluoreto Estanoso como componente ativo e as demais marcas o Fluoreto de Sódio. Gostaria de saber se existe alguma diferença entre os dois.

    Abraços e parabéns pelo excelente post.

    1. Marcos, o fluoreto de sódio é um componente comum de pastas de dente de qualquer marca, mas o fluoreto estanoso é de uso exclusivo da Oral-B aqui no Brasil, por isso não há esse componente em outras marcas de pasta de dente. A função do fluoreto estanoso é a mesma do fluoreto de sódio, liberar o íon flúor na cavidade bucal de forma a promover a constante remineralização dentária.

  13. Essa Carla que se diz dentista me parece bem mal educada e antiética, ao vir ao blog de uma profissional como ela proferir esse tipo de palavra. Querida, me diz onde fica o seu consultório para eu NUNCA marcar uma consulta contigo!

    E Ana, muito obrigada pelo post, super esclarecedor! Beijos.

  14. Eu estou usando o creme dental colgate total 12, realmente percebi que os meus dentes estao mas brancos, so que tenho uma duvida em relacao as bacterias, se o creme dental elimina so as bacterias maleficas ou tbm elimina as bacterias beneficas, e se eu estou fazendo certo usando essa marca ja que tenho a lingua partida.

    1. Daniel, o Colgate Total 12 é um bom creme dental (independentemente de você ter a língua “partida”)… existem vários no mercado que são, desde que a escovação seja feita corretamente. As bactérias eliminadas são tanto as boas quanto as ruins, até porque às vezes o que determina se uma bactéria é boa ou ruim não é ela em si, mas o organismo em que ela está. MAs não se preocupe tanto com as bactérias, isso, por incrível que pareça, é secundário. O importante é ter uma escova de dentes adequada e conhecer – e usar – uma boa técnica de escovação.

  15. Olá Ana, gostei muito do seu post.
    Sempre fui curiosa pra saber se os dentistas recomendavam mesmo kkkkkkkkk.

    Parabéns, continue assim!

    bjos

    1. Obrigada, Álissa! Geralmente essas estatísticas de que “9 entre 10 dentistas recomendam” o uso de alguma pasta de dentes se baseiam em pesquisas feitas pelo próprio fabricante. Ou seja, não é que seja mentira (necessariamente), mas é de se desconfiar, né?! Sei lá pra que dentistas essas perguntas são feitas, pra mim nunca perguntaram ;). Abração!

  16. Olá, Gostei do post, parabéns!!

    E pensar que a primeira propaganda de creme dental, só prometia remover a película que se sentia ao passar a língua nos dentes, hehehehehh.

    Um abraço.

  17. Parabéns Ana pelos ótimos posts que você mantém nesse site. Faz pouco tempo que “descobri” e fico muito feliz, pois é repleto de informações e dicas. Sem dúvida está me ajudando muito, não só eu como várias pessoas. Enfim, só queria deixar meu comentário dando parabéns!
    Bjs

  18. Sobre o triclosano, li em diversos sites, inclusive o da FDA (Food and Drug Administration) americana, que a substância pode mais ser prejudicial à saúde do que promover algum benefício. Basta dar uma rápida pesquisada na internet e voilà. A Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos (Environmental Protection Agency ou EPA) classifica a substância como “pesticida” e também alerta para os riscos do triclosano para a saúde humana.

    “Triclosan Facts”, artigo (em inglês) da EPA sobre o triclosano:
    http://www.epa.gov/oppsrrd1/REDs/factsheets/triclosan_fs.htm

    “Triclosan: What Consumers Should Know”, artigo (em inglês) da FDA publicado em agosto de 2012:
    http://www.fda.gov/NewsEvents/Newsroom/PressAnnouncements/ucm207833.htm

    “Bactericida em produtos de higiene causa danos ao coração e músculos.” (agosto/2012)
    Fonte: http://www.diariodasaude.com.br/news.php?article=triclosan&id=8068

    http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI518670-EI298,00.html

    “Substância [triclosano] em batom e creme dental pode causar problemas cardíacos” (agoto/2012)
    Fonte: http://saude.terra.com.br/bem-estar/substancia-em-batom-e-creme-dental-pode-causar-problemas-cardiacos,9c5c9b162f429310VgnVCM4000009bcceb0aRCRD.html

    “Substância de creme dental [triclosano] pode causar câncer” (abril/2005)
    Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/interna/0,,OI518670-EI298,00.html

    Dra., as informações presentes nos artigos são fruto de pesquisa científica e mais condenam do que incentivam o uso do triclosano. Qual a sua opinião como dentista e consumidora dessa substância tão controversa?

    1. Olha, levando em conta tudo o que eu li, não há consenso nem nada conclusivo sobre o assunto. Há indícios do envolvimento do triclosan em problemas endócrinos, cardíacos, desenvolvimento de tumores… e tudo isso teria a ver com uma toxicidade inerente à substância (capaz de contaminar a água e solo, também). Mas, de forma prática, eu percebo que há uma certa “neurose” em torno da eliminação absoluta das bactérias bucais… é importante ressaltar que a maioria das bactérias, em indivíduos com imunidade normal, é inofensiva, e digo mais: benéfica. O mais importante é manter o EQUILÍBRIO da flora bucal, e não eliminar bactérias de forma indiscriminada. Substâncias como o triclosan, na verdade, provocam uma seleção de microrganismos (a exemplo dos antibióticos, aliás… essas substâncias SÃO antibióticos). E, como os antibióticos, nosso organismo, quando exposto de forma contínua, acaba desenvolvendo certa resistência à medicação. Com relação ao triclosan, basta 1 semana utilizando o produto de forma contínua… aí as bactérias se adaptam à presença dele e ele não serve mais pra nada. Considerando que há dúvidas sobre a toxicidade do triclosan, eu não vejo benefício algum no seu uso contínuo. Pelo contrário.

  19. Olá,

    Depois de ter boca e língua entupidas de lesoes, recomendo não usarem a oral b pro saúde…conheço muitas pessoas que apresentam alergia a esse creme dental (inclusive, eu)…nunca tive alergia a nenhem creme dental, mas esse da oral b me fez até gastar com glicorticóides….(decadron elixir)…

    Raquel

  20. O marketing da Colgate é mais popularesco, se bem q eles copiaram da Oral B o bordão de “a marca mais recomendada pelos dentistas” o q, aliás, foi uma jogada de marketing genial e das mais bem sucedidas da história. Quantas pessoas até hj não quiseram comprar a marca “mais recomendada pelos dentistas”? Eu quando era criança acreditava…kkk e pedia para comprarem escova da Oral b pra mim, sendo q eram as mais caras. Hj em dia a Oral B vulgarizou um pouco, mas ainda é bem melhor q a Colgate q é marca ralé e sempre será, apesar de ter um ou outro produto q preste, como a pasta Total 12 q parece ser melhor, tem triclosan, etc.

    Discordo q qualquer escova serve…isso é um pouco desinformação e querer nivelar por baixo. O q mais tem é escova ruim no mercado, principalmente essas q prometem absurdos, com cerdas tortas, hastes flexíveis, etc…são as piores, por incrível q pareça. E basta usá-las para ter certeza disso. A escova precisa ter cerdas simétricas e haste firme para limpar bem. Existe uma marca suiça muito boa, mas prefiro não fazer propaganda gratuita.

    1. Nico, em nenhum momento eu disse que “qualquer escova serve”. O que eu disse é que a escova não precisa ser cara pra ser boa.

  21. Pelo que estudei na faculdade (unesp araraquara), o triclosan é um agente anti-séptico que combate os dois tipos de bactérias (gram positivas e gram negativas), daí o seu resultado satisfatório na higienização bucal. Perceba que o enxágue bucal, Periogard, da Colgate, é o único que contém triclosan em sua fórmula, e de praxe, é o mais recomendado para pacientes com gengivite, periodontite e tratamento pós-cirurgia. Porém, há uma ressalva: o triclosan, se usado em frequência muito alta com concentrações elevadas do produto, pode ocasionar manchas nos dentes e possíveis quadros de alergia. Contudo, nas pastas dentais, a concentração é pequena, mas o suficiente para higienização. Eu recomendo o Colgate Total 12 horas, pois sou usuário e sinto muita diferença com pastas dentais convencionais.

    1. Carlos, o Triclosan tem sim essas propriedades que você menciona. A minha preocupação com relação a ele é o seu uso contínuo, principalmente como componente dos enxaguantes bucais. Não acho prudente nem eficaz, já que, pelo que estudei na faculdade (Universidade Federal do Paraná), basta 1 semana para toda a flora bucal se “acostumar” com a substância e não fazer mais efeito. Com relação aos cremes dentais da Colgate, acho-os ótimos… o que não acho legal, apenas, é a forma como eles são apresentados para o consumidor. Dá-se a entender que escovar os dentes a cada 12 horas basta para se estar protegido contra as cáries e a gengivite. Isso não é verdade, já que o biofilme começa a se formar logo após a escovação e, com certeza, em menos de 12 horas a pessoa vai comer de volta. Aí ela acha que não precisa escovar os dentes, já que faz menos 12 horas que escovou pela última vez… mas o fato é: cabe a nós dentistas orientar o paciente a respeito, que é o que eu pretendo e venho fazendo através deste blog. Abraço e obrigada pela opinião e pela visita.

  22. Já tinha percebido isso dos “12” e tem mesmo igualdade nas coisas se protege das cáries muitas vezes tira mau hálito (é isso né?) tudo enganação.
    Vlw não sabia dessa dos ppm agora só vou comprar akelas de morango xD

    1. É isso, Jeck. Não é que as pastas não cumprem o que prometem… é que elas prometem 12 vezes a mesma coisa. 😀

      Só cuidado com essas pastas de morango… tem algumas bem abrasivas.

  23. É por isso que escovo os dentes com Tandy. É para crianças mas, e daí! é gostosa e faz o mesmo que oral-b e colgate, e ja que escovo 7 vezes por dia, acho que to bem protegido.

  24. Até quando pastas com antimicrobianos serão considerados apenas produtos cosméticos pelo Ministério da Saúde? O triclosan que promove os efeitos de 12 horas de substantividade não impede nunca e de forma alguma uma placa dental já estabelecida. Só funcionam as 12 horas, se o paciente acabou de realizar aquela senhora profilaxia em um bom dentista e possui um mínimo de placa… Assim como foram feitos nos estudos… Qualquer escovação do dia-a-dia não remove placa bacteriana da mesma forma que o que é feito em consultório. E por isso não funcionará da mesma forma e no mesmo tempo.
    E o que achei mais interessante no Post da Dr. Ana Paula foi que ela disse: Deixem as bactérias em paz! Isso é o mais importante, nem toda bactéria deve ser removida e por isso sou contra o uso de antissépticos bucais de uso contínuo em qualquer paciente.

    O mais contraditório, pra mim, é com relação à remineralização/diminuição da hipersensibilidade juntamente com um agente anti-tártaro… Se alguém me explicar e demonstrar esta eficácia, agradeço:
    1 – Remineralizão e diminuição da hipersensibilidade dependem da deposição de mineral no dente;
    2 – Os sais de pirofosfatos e outros produtos anti-tártaro promovem a precipitação de outros sais que tanto formam os cálculos como promovem a remineralização dentária.

    Pra mim, diminuição de tártaro depende de outros fatores mais sistêmicos e locais como o princípio apresentado no texto: tártaro é placa dental calcificada. Diminua a quantidade de placa e diminuirá a quantidade de tártaro… Pronto!

  25. Eu acho o seguinte… Ao invés de discutir composição química-ação-benefícios dos produtos, você acabou falando um nada bem grande. Aposto que não sabe a composição e diferencial entre os produtos! Analisar o que vem escrito na caixa e a propaganda da TV é o mínimo, uma vez que para estes claims e informações serem disponibilizadas aos consumidores e, principalmente serem MANTIDAS (falo isto porque a concorrência sempre está querendo derrubar os atrativos uma da outra, LÓGICO) muitos estudos CIENTÍFICOS são feitos e PUBLICADOS em revistas e periódicos NACIONAIS e INTERNACIONAIS. Também sou dentista e acho que você não está contribuindo em nada com estes comentários infames e sem embasamento algum. Faltou estudo de sua parte!!

    1. Pra quem não diz nada eu escrevo pra caramba, hein?! 😀

      Carla, o Medo de Dentista é um blog para pacientes. Não é um compêndio científico. Minha intenção não é falar com dentistas, é conversar com o público leigo de forma a orientá-los sobre a Odontologia de forma geral, incentivando, principalmente, a prevenção em saúde bucal. Para o paciente não faz diferença alguma o que está escrito em publicações científicas nacionais e internacionais. Ele vai no mercado e lê a embalagem. E, depois disso, vem no meu consultório me perguntar se “é verdade que se eu usar aquela pasta de dentes não preciso escovar os dentes por 12 horas?”. Não, não é verdade. Por mais que as duas marcas que eu citei no texto sejam ótimas (eu digo isso, inclusive), não fazem nada sozinhas. A higiene bucal requer esforço pessoal, técnica adequada, disciplina… e é isso que eu sempre vou incentivar nos meus pacientes, e não a leitura de artigos científicos. Esses eu deixo pra você ler. 🙂

      NADA do que eu disse aqui é infame ou sem embasamento. Eu estudei SIM para escrever o post. Porém só me detive ao básico, que é o que ajuda o meu paciente. O resto fica para discutirmos nos congressos e cursos por aí. De repente um dia a gente se encontra e conversa longamente sobre pastas de dente… ou não. 🙂

    2. Composição… ok… me diz então a diferença na composição do colgate total 12 “professional gengiva saudável” e do colgate total 12 “clean mint”? Estou com as 2 caixas aqui na minha mão e ja li e e reli e risquei item por item e nada difere um do outro (a não ser o preço 2 reais mais caro do “gengiva saudável” e dos seus 20g a menos em relação ao “clean mint”!

      (E eu como paciente estou muito satisfeito com o post do blog que pra mim foi MUITO esclarecedor, Carla.)

      Caio

  26. As 12 horas de proteção do Colgate total 12 se deve ao fato de o agente microbiano do produto (triclosan copolímero) ter substantividade de 12 horas, ou seja, permanece em quantiidade suficiente na cavidade oral para ter atividade satisfatória por 12 horas.
    Gosto muito também do creme dental da Oral-B, principalmente pelo fato de ele ter uma componente anticálculo.
    Porém nada disso é suficiente se uma boa escovação não for realizada. Ótimo post mais uma vez Dra. Ana!

    1. Exatamente, Guilherme. As duas marcas são boas, mas não é a pasta de dentes que resolve o problema, tem mais a ver com a frequência e a técnica de escovação. Li sobre o Triclosan copolímero no site da Colgate para escrever o post, acho até interessante, mas sabemos que só o pobre do Triclosan não resolve, tem que ter um esforço pessoal aí :).

      Obrigada pelos comentários e pela visita. Abraço!

  27. Na minha opinião, quando uma marca de cremes dentais insinua na propaganda e na embalagem que a mesma protege por doze horas, ela engana o consumidor pois o leigo pensa: Ah, blz, é cara mas aí só preciso escovar duas vezes ao dia…

    1. Sim Julio, é NO MÍNIMO um desserviço à higiene bucal alheia. Quem é leigo acaba comprando a ideia e prejudicando a si mesmo. Complicado…

    1. Ahahahaha! Obrigada Victor… vai ver esse cara é aquele que não acharam pra recomendar a pasta de dentes… é que mandaram um E-MAIL pra ele… 😛

  28. Sobre o benefício número 6 da Oral-B: Branqueia os dentes inibindo o acúmulo de tártaro. Inibindo esse acúmulo, o dente não fica com aquela crosta amarelada. Fica branco! 😛

    Ana, post mais do que excelente! Foi pra lista negra! Ops… Pra lista de recomendações!

    1. É mesmo, Tio… taí: em vez de clarear, não deixar amarelar! 😛 E ainda entrei pra lista negra… oops… amarela… oops… ah, a sua lista aí. 😀

    2. Gustavo,
      Pois é… É que o BRANCO precisa vir antes para ficar destacado… Que nem propaganda de OMO :)))

      Nesse caso, a galinha vem definitivamente antes do ovo!

    3. Na verdade, na frase houve um erro gramatical da própria Oral-B. O correto deveria ser para um bom marketing, um pouquinho mais ético, ao manter a palavra “Branqueia” no início da frase:

      Branqueia os dentes ao inibir o acúmulo de tártaro.
      ou
      Branqueia os dentes por/a partir da/ inibição do tártaro.

      Maldito gerundismo!!! Tanto professor de português precisando de emprego e fazem isso… Acho que não é só a Odontologia que sofre na profissão… 🙂

A área de comentários / perguntas está fechada. Agradeço a compreensão.

No plantão: Ana Tokus

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal do Paraná, especialista em Radiologia Odontológica e Imaginologia pela ABO-PR, convicta de que medo de dentista se combate (também) com informação. Diva-Boss do OdontoDivas e autora do Blog Raios Xis. Twitter: @AnaTokus e @medodedentista