Por que EU tenho cáries e ELE não?


Ótima pergunta!

Aposto que você, colega dentista, já perdeu algumas horinhas escutando lamúrias de pacientes que juram que escovam os dentes direitinho mas, mesmo assim, têm cáries. Não que eu duvide disso… mas escovar os dentes direitinho e ter muitas cáries não combina, sabe? Das duas uma: ou você não está fazendo direito ou você não está fazendo.

Mas, algumas vezes, a questão está na comparação. Dia desses ouvi: “Poooooxa, eu escovo sempre os os meus dentes e ainda assim tenho cáries. Fulano não sabe reconhecer uma escova de dentes se vir uma e nunca teve cárie…”. Acontece. Tem gente que tem preguiça de escovar os dentes, aliás, MUITA gente. Mas realmente, isso não quer dizer que essa pessoa terá mais cáries do que as outras. E existem alguns motivos pra isso.

A cárie é uma doença (sim, doença) multifatorial. Isso significa que ela não tem uma causa única, mas é fruto de uma combinação de fatores. Pra ela acontecer precisamos de 4 coisas: um dente (oh!), bactérias, comida para as bactérias e tempo (porque cárie não se forma de um dia para o outro).

Vários fatores a se considerar…
  1. O dente: pode ser qualquer um, tanto faz se de cima ou de baixo. Os locais onde mais aparecem cáries são aqueles mais difíceis de limpar ou onde a comida “pára”. Entre os dentes, em lugares mais profundos e sulcados, etc..
  2. As bactérias: toda bactéria que produz ácidos ajuda na tarefa, mas o nome do grande vilão é Streptococcus mutans. O S. mutans é uma bactéria comum na boca e nos é transmitido, quase sempre, pelos nossos pais… mamãe, principalmente. Como? Beijinhos inocentes, assoprar a comida pra esfriá-la, compartilhar copos e talheres… é.
  3. Comida de bactérias: pode-se dizer, guardadas as devidas proporções, que as bactérias comem o que você come. E, assim como você, adoram doces. Evitar guloseimas é o grande desafio de quem quer evitar cáries. As bactérias pegam o açúcar, fermentam-no e liberam ácidos na nossa boca. Daí pra começarem a aparecer os “buraquinhos”… é um pulo.
  4. Tempo: quanto tempo leva pra uma cárie se formar? Depende, mas certamente não é de um dia para o outro. Ou seja: não é porque você deixou de escovar os dentes 1 dia que você terá cáries. Já se a “falta de memória” for recorrente…

Só isso? Não. Os 4 elementos acima têm que estar presentes, mas existem outros fatores que predispõem ou não alguém a ter cáries. A saliva possui uma propriedade chamada capacidade tampão, que é a de manter o pH (a acidez) bucal em um padrão mais ou menos constante. Há “salivas” que são melhores e “salivas” que são piores nessa tarefa. Tem a genética. Tem a “sorte”. E a cereja do bolo fica por conta da higiene bucal… escova e pasta de dentes, se bem usadas, não dão chance pra cárie alguma!

Concluindo e respondendo à pergunta: Por que EU tenho cáries e ELE não? Pense nas variáveis… pode ser que fulano escove menos os dentes, mas quando o faz sabe fazê-lo; pode ser que você tenha S. mutans na sua flora bucal e beltrano não; pode ser que você coma muito açúcar e sicrano não seja muito chegado… enfim, combinações não faltam. Por via das dúvidas, seja pessimista: escove os dentes direitinho e não conte com a sorte. 😉

Leia também: Por que algumas pessoas têm cáries mesmo cuidando bem dos dentes? (texto com o qual eu não concordo por completo – principalmente com a afirmação de que pessoas com higiene bucal excelente podem ter cáries recorrentes – mas vale pela curiosidade).

Compartilhe:

Comentários via Facebook


Categoria: Higiene Bucal

Marcadores:

61 comentários

  1. Doutora, tive duas cáries na infância e hoje com 28 anos nunca tive mais nenhuma. Fumo e bebo desde os 17, escovo os dentes praticamente todo dia e faço limpeza pelo menos uma vez por ano, mas sem neurose. Também como de tudo. Tem a ver com a genética?

    1. Danilo, provavelmente tem mais a ver com a qualidade da sua flora bucal do que com genética. As bactérias presentes na sua boca são suas amiguinhas. 😀

  2. Doutora, estou com um problemao… meu namorado tem caries e nao quer ir ao dentista. Estou com medo de pegar caries dele. Se eu fizer a escovacao correta, usar o fio dental, maneirar nos doces e ir ao dentista regularmente ainda assim meu risco de pegar carie eh grande?

    1. Helen, embora as bactérias que causam a cárie sejam transmissíveis, não dá pra dizer que cárie “se pega”. Se você fizer tudo isso que disse, direitinho, não vai ter cárie. E diga para o seu namorado que mulher não gosta de homem que não se cuida. 😉

  3. Recentemente tirei o aparelho e apareceu cárie nos meus dentes, mesmo escovando 3 x ao dia usando fio dental, enxaguante bucal para completar a limpeza, fiquei surpresa, mas tenho dúvida, Dra. melhor usar resina ou amalgama? Devo trocar as antigas pensando somente na estética? obg

  4. Olá Dra° Ana, queria saber porque mesmo eu escovando os dentes após cada refeição, usando fio dental e o enxaguante possuo muita carie, já restaurei os dentes, tanto os da frente como os de tras, quase a maioria, e mesmo assim elas continuam aparecendo, e tô com medo de perde-los, o que devo fazer ?

    1. Fabriele, dentes muito restaurados costumam ter mais cáries, mesmo. Isso porque as restaurações vão infiltrando com o tempo. Mas a boa higienização diminui muito a chance de cáries. Converse com o seu dentista, porque mesmo escovando e usando o fio dental sempre, você pode estar errando na forma de fazer. Vale uma avaliação nesse sentido.

  5. Cara dentista!
    Uso aparelho fixo e morro de medo dos meus dentes cariarem onde estão os braquetes. Pois sempre faço os mesmos procedimentos. Fio dental, escova de dentes convencional, escova bitufo para aparelho e enxaguante bucal, e reparei que sai dois pontinhos pretos no molar, só consigo ver quando coloco lanterna. Minha dentista na ocasião não me disse nada a respeito. Estou morrendo de medo.

    1. Gabriele, não se preocupe. Na próxima consulta chame a atenção da sua dentista para os “pontinhos”, pra que ela avalie. Mas pontos pretos não são necessariamente cáries.

  6. Prezada Dra. Ana, durante alguns anos tive depressão profunda e não escovei os dentes. Adquiri cáries em quase todos após os caninos. Hoje em dia escovo muito bem e não tenho tido cáries em novos lugares. Entretanto, tenho muitos problemas com infiltração nessas restaurações. O que faço? Do jeito que está, a cada vez que dá infiltração, a dentista tem que tirar mais tecido do dente, para tirar a cárie que aparece embaixo da restauração, e por novo material. Temo que eu perca todos esses dentes restaurados por conta disso, porque é impossível para mim lidar com esse problema, uma vez que não tenho como escovar embaixo da restauração. Estou com medo de continuar acontecendo isso e perder os dentes.

    1. Octavio, em caso de restaurações adesivas (resina), não há necessidade de remover mais tecido dentário a cada troca de restauração. Claro que é um processo delicado, em que o dentista precisa ser muito cuidadoso, mas é possível fazer essa remoção sem grandes problemas. O melhor conselho que eu posso dar é que, além de manter a boa higienização, vá ao dentista pelo menos 1 vez ao ano. Dessa forma, caso haja alguma infiltração, não dá tempo dela causar danos ao dente. E aí você vai trocando só as restaurações necessárias, e não tudo junto. Não vejo razão pra você perder seus dentes.

  7. Boa tarde, eu não entendo, escovo os dentes sempre após as refeições de forma correta, uso fio dental e ainda uso enxaguante bucal, e mesmo assim o dentista presenciou caries. Como isso é possível?

    1. Pois é, Larissa… como explico no texto, a cárie é multifatorial, ou seja, às vezes não é tão simples assim determinar a razão da recorrência de cáries. Primeiramente: onde o dentista encontrou essas cáries (entre os dentes? “Em cima” – na oclusal – do dente?)? Você tem apinhamento dentário? Sua dieta é rica em açúcares? Você tem muitas restaurações? Essas cáries estão associadas a essas restaurações (próximas ou nas bordas delas)? É complexo.

  8. Olá Doutora! Gostei do seu blog e seus textos, só tem um ponto que discordo em algumas partes, porque, por mais que pareça enrolação nossa quando dizemos que escovamos os dentes bem e passamos fio dental e fazemos essas comparações com outras pessoas, isso é a realidade. Pois eu escovo direito e passo fio dental corretamente e sempre tenho caries, inclusive canal tenho mais de 1. e tenho amigos que mal escovam os dentes e não usam fio dental e não tem caries. Resumindo acho que a generalização é que não condiz com a realidade.

    1. Mas Camila, é exatamente esse o meu ponto! Em nenhum momento eu disse que quem diz que escova bem os dentes e tem cárie está de “enrolação”… a questão vai muito além disso. Minha intenção com o texto é justamente esclarecer a complexidade do tema. A doença cárie é multifatorial, ou seja, ela é resultado de uma combinação de fatores. Quando você me diz que escova bem os dentes, eu não tenho razão pra duvidar que você acha isso e nem passou pela minha cabeça que você esteja querendo me enganar. Mas você não acha estranho que uma higienização rigorosa resulte em cáries? Certamente acha, e por isso você chegou aqui. Se isso acontece, é fato: tem alguma coisa errada. Aí é que entra a avaliação, pelo dentista, de todos os fatores predisponentes que eu cito no texto. A pessoa pode escovar os dentes e usar o fio dental 5 vezes por dia, mas dentro de uma técnica inadequada; pode ser que sua dieta seja rica em sacarose; talvez haja apinhamentos dentários que praticamente inviabilizem a limpeza de algumas regiões; talvez a qualidade das bactérias presentes na sua boca seja muito mais predisponente ao surgimento de cáries do que a daquele cidadão que escova os dentes só aos sábados (e olhe lá!). Mas ele não tem cáries, você tem. E o texto é sobre isso.

  9. Dra, adorei seu site, fiquei impressionada com sua paciência e boa vontade em responder tantas pessoas, e sua escrita é muito agradável de se ler… li vários artigos seus, e achei todos muito interessantes. Parabéns mesmo por seu trabalho admirável!
    Mas esse artigo aqui, especialmente, serviu muito para mim (inclusive ri bastante lendo-o), pois sempre me fiz essa pergunta!
    Só fiquei com uma dúvida: é possível que a BAIXA IMUNIDADE seja um dos fatores para se ter cárie com mais frequência?
    (eu costumo ter infecções com muita facilidade – infecção urinária de repetição, candidíase de repetição, amigdalite de repetição – e quando peço ajuda médica, eles costumam falar que tem a ver com baixa imunidade).
    Sinto que preciso cuidar mais dos meus dentes do que as pessoas que me cercam, para não ter cáries… é meio exaustivo isso. Pode ter relação com a imunidade?

    1. Obrigada, Sara! <3

      A imunidade, de forma geral, não tem a ver com o desenvolvimento de cárie. Mas de forma mais específica, levando em conta a presença - ou ausência - de certas imunoglobulinas e enzimas na saliva, tem a ver sim. Desnutrição e deficiência de algumas proteínas também pode interferir no processo cariogênico. Mas afirmar que alguém teve cárie por uma baixa de imunidade é um exagero, até porque, pra que uma cárie ocorra, é necessária uma combinação de fatores... e não existe cárie se há uma boa higienização, pois não sobra substrato para as bactérias "fazerem a festa". 😉

  10. Olá, dra. gostaria de saber o que esta acontecendo comigo, fui ao dentista e ela fez as restauraçoes necessarias em meus dentes que estavam cariados, mas em 1 consulta ela havia feito o meu dente, depois nas outras consultas ela fez mas outro dente, ai ela foi olhar toda a boca para ver se estava tudo ok, e a restauraçao que ela havia feito ela refez novamente e disse que tinha carie enorme, sendo que nao havia passado tanto tempo, que ela tinha feito a restauração. Concluindo, sera que nao escovo meu dentes de forma correta ? Sera que ela usou materiais de 2 linha ? Sera que ela nao é uma boa profissional ? Devo procurar outro dentista ? Acho que estou com carie novamente, faz menos de 1 mes que fui lá, a carie pode aparecer assim tao rapido ? Ou ela ja estava lá e nao viu ?

    1. Ana, quisera eu ter as respostas pra todas as sua perguntas… mas só com base no seu relato, não tenho como respondê-las. Pode haver um problema de higienização? Pode. A dentista pode não ter visto a cárie? Pode. A cárie pode aparecer de forma rápida? Pode. Mas se quaisquer dessas coisas aconteceram no seu caso, não é possível afirmar só com base no que você me contou.

  11. Olá! Parabéns pelo blog! Conheci há pouco e já gostei muito! Gostaria de saber se você pode me responder uma dúvida.
    O dentista desconfiou de cáries na minha boca. Quando viu o raio-x, teve certeza e fez uma obturação em um dente. Tudo bem até aí. Porém, fui a outro dentista e ele SÓ achou a cárie (que parecia estar maior! Dava pra ver facilmente um pequeno orifício e também uma linha escura) e nao achou nenhuma obturaçao. Afirmou com certeza que nunca haviam feito obturaçao naquele dente! Ele me mostrou no espelho e realmente nao tinha obturação nenhuma! Só vi a cárie (orifício + linha escura)! Fiquei assustada, pois tenho certeza de que a obturaçao foi feita naquele dente, nao em outro! E esse segundo profissional me passa muito mais confiança do que o primeiro. Estou muito preocupada com o que aconteceu. O que houve com a obturação? Gostaria muito de saber! Obrigada pela atenção!

    1. Lorena, difícil dizer ao certo… provavelmente a restauração caiu. Complicado dizer que um dente COM CERTEZA nunca foi restaurado só de olhar pra ele (ou o outro dentista viu a radiografia?). Se você confia no seu dentista, faça a restauração com ele e resolva logo isso.

    1. Ligia, tem sim. Porque a escova não consegue limpar entre os dentes, as cerdas não chegam lá. E “entre os dentes” significa mais ou menos 35% de todas as superfícies dentárias que precisam ser limpas. Então, fio dental não é opcional, mesmo. Tem até um post em que eu falo sobre isso, que se fosse (não é, MAS…) preciso escolher entre a escova e o fio, melhor usar só o fio. Esse texto aqui –> https://medodedentista.com.br/2011/10/eu-prefiro-o-fio-dental.html

    1. Jennifer, tomando um analgésico. Mas não há garantia de que a dor diminua, porque é preciso identificar a causa da dor e removê-la. Remédio só “mascara” a dor.

  12. Olá, doutora! Bem, sei que esse tópico não tem a ver com minha pergunta, no entanto, gostaria muitoooo que a senhora respondesse a minha pergunta!!!
    Eu perdi meu terceiro molar superior “creio que seja esse”, isto é, segundo dente depois do dente da PRESA, bem eu gostaria de saber se é possível eu utilizar um aparelho ortodôntico para fechar o espaço, pleaseeee, me respondeeeeeee !!! Eu li em alguns blogs que os dentes superiores são mais fáceis para os dentistas realizarem esse tipo de trabalho, contudo, eu gostaria de sua opinião. Perdi esse dente há 8 meses.

    1. José, pela sua descrição é o segundo pré-molar superior. E sim, em princípio dá pra fechar esse espaço com aparelho. Procure um ortodontista pra avaliar.

  13. Depois da quimioterapia, faz quase 2 anos, faço tudo certinho. Zero açúcar, zero doces, periogard quando precisa, escovação, fio dental, enxágue bucal… Daí é zero placa e a maldita cárie aparece e descubro que o dente está rachado.

    Alguns dizem que devo estar mentindo, que é improvável. Outros dentistas me dizem que a quimioterapia pode fazer isso.

    Enquanto isso levo puxões de orelha dos dentistas, obturação e vou perdendo dentes saudáveis.

    Há alguma coisa que posso fazer?

    1. Beta, esse assunto é tão importante que me inspirei na sua dúvida pra escrever um post sobre o assunto, mas ainda não publiquei. Sai amanhã de manhã. 🙂

      A radioterapia tem consequências mais sérias sobre os dentes, aumentando a chance de cáries e doença periodontal. A quimioterapia, por sua vez, causa um desiquilíbrio geral no organismo, principalmente imunológico. Pode alterar, também, a flora bucal, e isso tem interferetência direta sobre a ocorrência de cáries caso haja presença de placa bacteriana. Outro fator a se considerar é a alteração da quantidade e da qualidade da saliva, já que a saliva protege os dentes das cáries.

      O que fazer? Acompanhamento periódico do dentista e muita disciplina na higienização. É isso.

  14. Meus dentes tem algumas “erupções”, o dentista disse que é normal, mas eu acho que não, pois a comida se acumula nos espaços deixando meus dentes propensos a cáries. Tem algum tratamento que eu possa fazer?

    1. Millena, essa é uma questão de anatomia do dente. É normal sim, mas dentes com muito “relevo” e sulcos profundos realmente têm maior propensão à cárie, porque não mais difíceis de limpar. O tratamento é restaurador, deixando menos retentivas as áreas dentárias em questão.

  15. Nunca ouvi falar de alguém que não tenha o S. mutans na boca, mesmo que em pequeno número e em polulaçao super controlada. Mas sei lá tb. Outra coisa, quem não tem cárie pode ser que o S. mutans dessa pessoa seja menos patogênico que outros tipos de mutans. E esse S. mutans não deixa outras espécies mais virulentas entrar no meio bucal de determinada pessoa por controles próprios que essas bactérias possuem de colonização. (Não vou explicar esse controle. Preguiça.)

    1. Ela deixa claro no quarto parágrafo que a (doença) cárie se trata, de fato, de uma doença. Depois disso, não precisa mais ficar frisando o tempo todo no fato de cárie ser uma doença. Afinal, médico não trata DOENÇA SÍFILIS, DOENÇA GANGRENA, DOENÇA HANSENÍASE, DOENÇA MICOSE nem DOENÇA AIDS, enfim, “doença” o tempo todo. Usar apenas o nome não tira a importância do texto.

  16. Discordo deste artigo, quando você diz que “escovar os dentes com a escova e com a pasta” além do fio dental não darão chances a cárie. Pois bem, fui ao dentista ha alguns meses e estava com varias cáries, mesmo eu escovando os dentes bem depois do almoço, de manhã e a noite apos o jantar, porém nem sempre passava o fio dental. Apos o termino do tratamento, o dentista me recomendou escovar os dentes apos eu comer qualquer coisa e usar o fio dental duas vezes ao dia, então passei a fazer o que ele havia pedido todos os dias. Porém passado alguns messes, mesmo eu escovando os dentes após qualquer coisa (qualquer coisa mesmo) acredito que estou com cárie novamente. Como se explica isso? Gostaria de entender qual é o meu problema. E saber se há um tipo de tratamento. Obrigada.

    1. Giovana, você discorda… mas o seu testemunho só comprova o que eu digo no texto. Cárie é uma doença MULTIFATORIAL, ou seja, pra que ela aconteça é preciso uma combinação de fatores. A correta higienização é essencial pra se evitar as cáries. Se você mesmo escovando os dentes e usando o fio dental continua tendo cáries, é porque sua higienização não está correta, embora frequente. Sua dieta pode ser altamente cariogênica, também. Pode haver mais fatores de retenção de placa na sua boca, como apinhamentos dentários, etc.. Ou seja: é preciso investigar caso a caso pra se entender por que uma pessoa tem cáries de forma recorrente. E o tratamento é esse: descobrir a causa e eliminá-la ou controlá-la.

  17. Ola. Eu tenho um problema nos dentes de cima frontais, que parecem que foram um pouco consumidos… meu sobrinho também tem… mas nunca me apareceu esses sinais de carie… tenho 22 anos e começou a ficar aos poucos assim, a partir de algum período da puberdade até agora… penso se é algo hereditário ou carie mesmo, “pretendo fazer uma restauração”… Agradeço pela ajuda.

    1. Marcelo, não sei se compreendi o que você quis dizer com “foram um pouco consumidos”, já que você diz não ter cáries. De qualquer forma, se a estética incomoda você, é possível fazer restauração, como a faceta.

      1. Desculpe pela má explicação, mas disse no mesmo sentido que os dentes são consumidos pela cárie, porém nunca tive qualquer sinal de carie… são as pontas de três dentes da frente de cima… mas sem qualquer outro sinal…. não sei o que acontece quando se tem cárie… mas isso foi gradualmente, pelo que me lembre sem indícios e apenas nas pontas… bem longe da gengiva…

  18. Oiii meu nome é Ana Carla, tenho 17 anos, desde pequena tive que ir ao dentista, logo que apareceu meus primeiros dentes de leite, pois tinha o timpano do ouvido furado e tomava antibioticos fortes.. então sempre tive complicaçoes com caries e outras coisas… mas depois me larguei e parei de ir logo que fiquei mais velha, hoje em dia morro de medo de ir ao dentista, e estou precisando ir pois estou com caries. E ainda tomo antibioticos de vez em quando por causa do ouvido, não sei o que fazer, pois sei que tenho que ir, mas o medo não me deixa, esse medo é uma coisa tão grande que nem consigo chegar na porta de um consultorio odontologico. Ainda por cima tenho vergonha do que o dentista achara da minha boca, morro de medo de eles arrancarem tudo e ficar banguela. Tenho medo de cv com o dentista e explicar o meu caso e eles acharem q é so mais uma frescura… não sei o q fazer… sei q não tenho caries na parte de tras e uma ate precisara de um canal… SOCORRO.

  19. Vocês não escovam os dentes e falam que não sabem, ah vá mentir pra lá! Eu vou ao dentista e digo que não escovei mesmo, relaxei pra %$*¨%$, a verdade liberta, agora to com uma gata ha 3 anos e nunca mais deixei de escovar meus dentes direitinho, e nunca mais apareceu nem placa nem nada, o melhor tratamento para os dentes é ter uma namorada beijoqueira 😀

  20. Sim, mas fiquei na duvida, porque se ainda nao tenho caries, e os pontinhos pretos? Se for necessario abri-los (seja la o que for isso), eh porque sao caries, entao. Eu acho, nao sei.

    1. Podem ser pigmentações por causa da alimentação, da presença de bactérias cromatogênicas… ou cáries. Vale a avaliação do dentista.

  21. Ja eu fiquei espantada por nao ter caries levando em conta que estava ha mais de 20 anos sem ir ao dentista. Claro, placa bacteriana e tartaro eu tinha e muito. Mas minha dentista me disse que caries ainda nao tenho. Mas sei la ate quando vai durar essa sorte, apesar de eu estar seguindo corretamente as orientaçoes da dentista, tenho certeza de que nao escovo os dentes da forma certa, embora eu esteja tentando.

    1. Pois é, Erika. Um ou mais fatores envolvidos na possibilidade de desenvolvimento de cárie deve estar ausente (ou em “pouca quantidade”) em você. Sorte sua! 🙂

  22. Desde que me lembro, sofro com os dentes. Tinha cerca de 10 anos quando fiz um tratamento dentário que abrangeu quase todos os dentes. Era década de 70, os dentistas faziam grandes intervenções nas ´caries e eu tenho a boca toda preta.(rs). Éramos muito pobres e o tratamento foi feito graças ao patrão do meu pai, que tinha uma clínica médica. Foi ele quem me indicou a um parente, que possuía uma clínica odontológica e o tratamento foi executado a preço de custo, em suaves prestações. Sou grata por isso. Hoje, com mais de 40 anos, situação financeira definida, ainda sofro com os dentes. Vira e mexe, sinto uma dor e tenho que fazer canal. Depois, o dente quebra e eu tenho que colocar prótese. Já gastei “mundos e fundos”. Tenho que fazer limpeza com menor intervalo do que outras pessoas que conheço, sempre vejo pontos de placa. Comprei uma escova que a dentista trouxe de um congresso, ela veio da Suiça…rssss…Faço tudo, absolutamente tudo para não sofrer com os dentes, porque sinto mais dor do que outras pessoas que conheço. Mas minha jornada é difícil…

    1. Sou solidária a você , Neusa. Passo pelo mesmo problema. Não é questão de lamúria, como citou o autor do texto, mas uma realidade nossa. É um porre você se cuidar direitinho ( sim, a minha escovação está correta. Melhor do que isto , sinceramente, impossível) e outras pessoas que não veem escova e muito menos fio dental, não sofrem e não apresentam problemas ligados aos dentes. Genética? Medicamento? Hormônio ? Em tese,. em tese … e aí quem fica com cara de embromador é a gente, né Neusa?

  23. Este é um artigo muito importante, pois as vezes achamos que uma pessoa tem o sorriso muito bonito, inclusive a propria pessoa mesmo acha, que por isso está livre das cáries, MAS na verdade o uso do fio dental é fundamental para o não apareceimento de caries.

A área de comentários / perguntas está fechada. Agradeço a compreensão.

No plantão: Ana Tokus

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal do Paraná, especialista em Radiologia Odontológica e Imaginologia pela ABO-PR, convicta de que medo de dentista se combate (também) com informação. Diva-Boss do OdontoDivas e autora do Blog Raios Xis. Twitter: @AnaTokus e @medodedentista