Mitos da Odontologia: Higiene Bucal

Tudo nessa vida tem seus mitos e a Odontologia não poderia ficar de fora. Existem algumas lendas que circulam por aí e que a maioria das pessoas aceita como verdade, geralmente sem questionar. Talvez porque nossos pais ensinaram assim, talvez porque a verdade não é legal nem reconfortante (ou não interessa comercialmente).

Portanto, vamos deixar as coisas claras? Inauguro uma nova série aqui no blog: Mitos da Odontologia, e o tema hoje é higiene bucal. Eis 5 coisas que você achava que eram verdade e não são:

5 Mitos da Higiene Bucal
  • “Escova de dentes com cerdas duras limpa mais”

    Não limpa, pelo contrário. Cerdas duras, associadas à muita força na escovação, podem machucar a gengiva e causar recessões gengivais, o que expõe parte das raízes dos dentes e pode levar à sensibilidade dentinária. A melhor escova de dentes é aquela bem macia, de cabeça relativamente pequena (que alcança todos os lugares) e cerdas retas e da mesma altura.

  • “Para uma limpeza completa, é preciso usar enxaguante bucal”

    Ao contrário do que os comerciais das grandes empresas do ramo da higiene bucal pregam, enxaguatórios não devem fazer parte da nossa rotina de higiene. Isso por vários motivos mas, principalmente, porque esse tipo de produto “bagunça” a flora bucal, alterando o equilíbrio entre as bactérias boas e ruins que existem na boca. Ainda, o álcool presente em muitos enxaguatórios porque “quando arde é que é bom” pode causar descamação e lesões na mucosa. Em resumo: só utilize enxaguante bucal de forma contínua se o seu dentista lhe disser pra fazer isso. Escova e fio dental são mais do que suficientes para realizar uma higiene bucal completa.

  • “Quando a gengiva sangra é melhor escovar menos os dentes”

    Pelo contrário! Quando a sua gengiva sangra ao escovar os dentes e/ou usar o fio dental (e às vezes até de forma espontânea) é sinal de gengivite, que é a inflamação da gengiva. O que causa a inflamação da gengiva é a presença constante de placa bacteriana (aquela camada áspera que fica sobre os dentes depois que a gente come) e, para removê-la, você precisa escovar os dentes! Algumas pessoas pensam que o sangramento é causado pela escovação em si, que “machuca” a gengiva, mas isso não é verdade. Escove os dentes direitinho e o sangramento vai diminuir até parar.

  • “Pastas de dente abrasivas limpam melhor”

    De forma alguma. Os melhores cremes dentais são aqueles que apresentam uma relação adequada entre abrasividade e poder de limpeza, ou seja, quanto menos abrasiva e com maior poder de limpeza, melhor a pasta de dente. Pasta abrasiva é aquela de consistência “arenosa”, às vezes com pequenas partículas, e o papel principal dessas substâncias é o de “lixar” o esmalte dos dentes. Essa ação pode remover manchas superficiais (principalmente se você fuma ou toma muito café), e é esse o grande “segredo” dos cremes dentais “clareadores”. Eles não clareiam absolutamente nada, apenas desgastam tecido dentário, podendo levar, a médio prazo, à sensibilidade dentinária. Existe uma escala que demonstra o grau de abrasividade dos cremes dentais chamada RDA, mas ela não vem explícita nas embalagens. Portanto, pra saber, só entrando em contato com o fabricante.

  • “Escova boa é escova cara”

    Até parece! Escova cara é… escova cara. Ela pode até ser boa, mas provavelmente será coincidência. Já citei, acima, as características de um boa escova de dentes. Quando se vai muito além dessas características, deixa-se a esfera da higiene bucal pra se entrar no âmbito da estratégia de marketing. O que conta MESMO é saber usar a escova de dentes e usá-la sempre. A tecnologia envolvida, embora possa ajudar, não é determinante. Recomendo, inclusive, que você não compre uma escova de dentes cara… compre uma bem baratinha e macia. Assim dá menos pena de jogar ela fora quando as cerdas começarem a entortar e ela não servir mais pra nada.

Existem outros mitos sobre higiene bucal, mas esses são os principais. Em caso de dúvida, não esqueça: a pessoa mais indicada para orientar você sobre esse assunto é o seu dentista. Não pergunte pra vizinha ou pro balconista da farmácia… pergunte pra quem sabe, e não pra quem acha que sabe. 😉

Compartilhe:

Comentários via Facebook


Categoria: Mitos da Odontologia

Marcadores:

28 comentários

  1. Oi dra. Ana! Percebo que o uso de creme dentais com muita abrasividade e amentolados me causa dor no estômago. Como eu poderia fazer um exame pra ver qual é o creme dental compatível e ideal pra mim? Que eu possa saber o que acontece?

    1. Interessante, Luana… porque, em princípio, uma coisa não tem a ver com a outra, já que o creme dental não é engolido. Não há nenhum exame específico nesse sentido, é preciso experimentar, mesmo.

  2. Bom dia, tudo bem?
    Comecei a usar prevent qdo coloquei aparelho e nao parei mais… gostaria de saber se ela é muito abrasiva… posso usa-la todos os dias, em todas as escovações?

  3. Oi! Estou com uma dúvida, eu fiz limpeza em todos os meus dentes com dentista faz uma semana, porém hoje senti uma pequena aspereza atras do dente que fica do lado do canino, é normal? Pode ser por causa da pasta?

    1. Wanessa, pode ser placa bacteriana. Não acho que tenha a ver com a pasta utilizada pela dentista, ela não desgasta a superfície dos dentes.

  4. Pq depois da escovação o dente parece mais sujo, áspero, parecendo estar cheio de areia? Em tempo, escovo os dentes metodicamente a cada alimento que ingiro e a cada oito meses faço limpeza. Troquei de creme dental p um com menos flúor pq coloquei um Piercing na língua e usava anti-séptico sem álcool, mas mediante a sensação de dente sujo, voltei ao que usava antes e suspendi o antisséptico, mas nada melhora. O que fazer??? Isso dá Toc de limpeza, desesperando e quase tirando o piercing ! Socorro!

  5. Anaaaa, tudo bem?
    Qual deve ser a escova ideal pra escovar os dentes? O creme dental Prevent Anti Placa é bom pra usar, o gostinho salgado faz mal? Ahhhhh eu sou apaixonada por essa área, admiro demais essa profissão, tou ai, na luta me preparando pra fazer parte dessa familia: ODONTOLOGIA!
    Parabéns pelo seu trabalho, sucesso sempre.

    1. Maria Clara, a melhor escova é: MUITO macia, de cabeça não muito grande, cerdas retas e barata… pra você não ter pena de jogar fora quando as cerdas começarem a entortar. Uma escova sensacional é a Curaprox, que é uma marca suíça, ela só não é barata (uns 15zão). Tem um post em que eu falo só sobre o assunto aqui –> https://medodedentista.com.br/2011/09/qual-e-a-melhor-escova-de-dentes.html

      A Prevent é boa sim, eu só acho o gosto horroroso. Mas se você curte, manda ver!

      E bora estudar! Pra ser dentista é isso aí, pelo resto da vida… 😉

  6. Ola Doutora, gostaria de saber a sua opinião a respeito da Colgate Sentive (original), se ela diminui mesmo a sensibilidade dentária e se a escova Slim Soft, por ser mais macia, também é boa.

    1. Patrícia, as pastas para dentes sensíveis têm desempenhos diferentes em pessoas diferentes. Sim, A Colgate Sensitive é boa, mas é bom experimentar outras, porque cada pessoa se adapta melhor a uma. Tem gente que tem resultados excentes com a Colgate e nada com a Sensodyne, por exemplo… e o contrário, também. Gosto muito da escova Slim Soft, ela é boa justamente por ser macia.

  7. Dra., li em alguns artigos científicos que o triclosan, apesar de ser uma substância controversa por diversos pesquisadores (considerada aliada à saúde bucal por uns e perigosa para a saúde como um todo por outros), ajuda na remoção e prevenção de manchas nos dentes. Usando a Colgate Total 12 convencional, comparada à Colgate clássica, confirmo essa informação. Meus dentes parecem mais amarelados após usar por alguns dias a Colgate clássica, fato que é solucionado ao usar a Total 12 por alguns dias. Cremes dentais com triclosan, no entanto, são bem mais caros que os tradicionais, então não há forma de prevenir essas manchas com cremes dentais mais baratos sem triclosan?

    Li que o carbonato de cálcio é um dos ingredientes mais abrasivos e é o mais comum dentre os cremes dentais. Quando escovo com a Colgate classic sinto essa abrasividade na hora: dentes “ásperos” durante a escovação e lábios ressecados, semelhante como ficaram os seus, Dra., quando você utilizava o “creme dental azul”. Caso igual com a Colgate Tripla Ação. Talvez seja por outro ingrediente da fórmula, mas quem sabe não seja por causa do carbonato de cálcio mesmo esse meu desconforto? Na Total 12 o abrasivo é a sílica hidratada, quando escovo não sinto meus dentes ásperos nem meus lábios ressecados. Outro abrasivo é o dióxido de silício, que tem na Close Up e gostaria de saber a respeito de sua abrasividade com relação aos outros dois abrasivos citados, pois não me lembro da última vez que usei essa marca e se poderia provocar os sintomas supracitados.

    1. Francisco, é a primeira vez que alguém se queixa pra mim desse efeito de “dentes amarelados” que você relata ao usar a pasta clássica da Colgate. Eu acho que, simplesmente, o abrasivo usado na Total 12 deve ser mais eficaz na remoção de manchas superficiais para o seu esmalte dentário, em específico. A questão da abrasividade é muito “obscura”. Embora existam escalas pra isso, taí uma informação que nunca está presente nas embalagens. Pra saber mais a respeito, só entrando em contato com o SAC da empresas, mesmo.

  8. Oi Ana!
    Também tenho uma dúvida.
    Atualmente, a maioria dos nutricionistas recomenda fazer 6 refeições por dia. Na higiene bucal, isso significa fazer 6 escovações e passar o fio dental 6 vezes por dia?
    Obrigada!

    1. Flora, oficialmente sim. Mas convenhamos… nem dentista tem paciência (e tempo) pra isso ;). Portanto, seria legal fazer pelo menos uma escovação rápida a cada lanchinho e usar o fio dental com muito critério pelo menos antes de dormir.

  9. Nao posso olhar essas fotos de gengiva sangrando, dentes com problemas, que começo a me sentir mal. Mas tenho uma duvida, por que quando as cerdas entortam a escova nao serve mais?

    1. Porque ela perde quase por completo sua capacidade de limpeza. As cerdas, quando em bom estado, limpam com mais eficiência… ou seja, a pessoa teria que escovar mais e por mais tempo para o mesmo efeito. E a gente sabe que as pessoas não fazem isso… 🙂

  10. Como sempre, bem no alvo! A gente faz o trabalho de formiguinha, explicando para as pessoas, uma a uma no consultório e a TV mostra propagandas que falam o contrário! Ótimo post de educação em saúde bucal!

  11. Ana querida, td bem?

    Sobre a questão das pastas de dente, tenho alguns questionamento a fazer:

    1- Se não me engano, vc havia me respondido q a abrasividade de uma pasta é medida pelo seus ppm de flúor, não foi? E q não poderia passar de 1200 ppm de flúor. As pastas Colgate total 12 e colgate sensitive pro-alívio possuem 1450 ppm de flúor. Isso quer dizer q são mais abrasivas do q deveriam e portanto representam um risco pra quem usa?

    2- Vc deve conhecer a pasta de nome Prevent Anti-placa da colgate. Ela promete ser mais eficiente contra a formação da placa bacteriana por conter agentes como o citrato de zinco. Vc recomenda essa pasta? Ela é rosa, tem algum risco de manchar os dentes?

    1. Oi Nico, tudo e você?

      Não, as ppm de flúor não têm a ver com abrasividade, são coisas diferentes. A escala que mede abrasividade é a RDA, mas ela nunca está na embalagem, é preciso entrar em contato com o fabricante pra saber. A maioria das pastas de dente com flúor tem entre 1100 e 1450 ppm de flúor mesmo. As pastas com componentes anti-placa são boas sim, a Prevent também. O fato dela ser rosa não causa manchamento nos dentes. Mas sempre tenha em mente que o mais importante é a técnica de escovação, ou seja, a remoção mecânica da placa. Os componentes anti-placa ajudam, mas sozinhos não resolvem, infelizmente.

A área de comentários / perguntas está fechada. Agradeço a compreensão.

No plantão: Ana Tokus

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal do Paraná, especialista em Radiologia Odontológica e Imaginologia pela ABO-PR, convicta de que medo de dentista se combate (também) com informação. Diva-Boss do OdontoDivas e autora do Blog Raios Xis. Twitter: @AnaTokus e @medodedentista