Entendendo o Hemograma


Seu médico com certeza já pediu pra você fazer um hemograma. E seu dentista? Pois é, é bem provável que não, principalmente se você nunca precisou fazer nenhuma cirurgia odontológica mais complicada. Mas para os dentistas especialistas em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial, por exemplo, é rotina.

Não é uma dúvida assim tão comum aqui no blog, mas de vez em quando alguém me pergunta sobre as implicações dos resultados de exames de sangue nos procedimentos odontológicos. Então eu acho que vale a pena falar sobre isso.

Entenda o hemograma
Entenda o hemograma

Exame de sangue e hemograma são a mesma coisa?

Não. Exame de sangue é uma expressão genérica, que pode representar uma série de exames. No sangue existem inúmeras substâncias, e é possível pesquisar a “quantidade” de quaisquer delas em circulação: proteínas, anticorpos, potássio, cálcio, sódio, colesterol, glicose, hormônios, drogas, bactérias… e por aí vai.

Já o hemograma avalia especificamente certas células sanguíneas, a saber: hemácias, leucócitos e plaquetas.

É preciso estar em jejum pra fazer um hemograma?

Não é preciso estar em jejum pra fazer um hemograma, nem deixar de comer algum tipo de alimento previamente.

O que o hemograma avalia?

O hemograma estuda os 3 tipos básicos de células presentes no sangue que são produzidas na medula óssea.

  • Hemácias (eritrócitos ou glóbulos vermelhos): sua função é transportar o oxigênio (principalmente) e gás carbônico aos tecidos. A contagem baixa de hemácias (eritrócitos, hemoglobina e hematócrito, analisados em conjunto) pode representar anemia, enquanto uma grande quantidade caracteriza uma policitemia (eritrocitose), o que causa o aumento da viscosidade do sangue e da chance de formação de coágulos (trombos), além de uma série de sintomas.
    .
  • Leucócitos (glóbulos brancos): são os responsáveis por defender o organismo de infecções e substâncias estranhas que possam prejudicar a nossa saúde. Então, quando a contagem de leucócitos está baixa, o organismo está desprotegido… e quando está alta, pode haver uma infecção bacteriana em curso. A leucemia, por exemplo, é o câncer nos leucócitos. Quando a contagem dessas células é muito alta (mais que 50.000 cel/mm3), pode ser por causa da doença. Já a grande diminuição de leucócitos costuma ocorrer por problemas na medula óssea.
    .
  • Plaquetas (trombócitos): são fragmentos celulares citoplasmáticos oriundos de células chamadas megacariócitos, cuja função é a formação de coágulos, participando, portanto, do processo de coagulação sanguínea. Sua diminuição ou disfunção pode levar a sangramentos por demora na coagulação, assim como seu aumento pode aumentar o risco de trombose.

Quais os valores de referência de um hemograma?

Primeiro é preciso deixar claro: os valores de referência são uma… referência. 🙂 Eles precisam ser interpretados pelo médico ou dentista e considerados junto a muitas outras informações pra se fechar um diagnóstico. Então não fique “neurótico” se os valores do seu hemograma estão um pouco abaixo ou um pouco acima do valor de referência, pois pode ser normal. Ainda, dependendo do laboratório que fez o exame, os valores de referência podem ser um pouco diferentes.

Eritrograma

É o estudo dos glóbulos vermelhos, que são as hemácias ou eritrócitos.

CRIANÇAS

Valores de referência no recém-nascido Valores de referência no bebê até 1 ano Valores de referência na criança
Eritrócitos (1012/L) 4 a 5,6 4 a 4,7 4,5 a 4,7
Hemoglobina (g/dL) 13,5 a 19,6 11 a 13 11,5 a 14,8
Hematócrito (%) 44 a 62 36 a 44 37 a 44
Volume corpuscular médio (fL) 77 a 101 77 a 95
Hemoglobina corpuscular média (pg) 28 a 33

HOMENS

Valores de Referência
Eritrócitos (1012/L) 4,32 a 5,52
Hemoglobina (g/dL) 13,5 a 18
Hematócrito (%) 40 a 50
Volume corpuscular médio (fL) 87 a 103
Concentração de hemoglobina corpuscular média (g/dL) 32 a 37

MULHERES

Valores de Referência na mulher Valores de Referência na mulher grávida
Eritrócitos (1012/L) 3,9 a 5,03 3,9 a 5,6
Hemoglobina (g/dL) 12 a 16 11,5 a 16
Hematócrito (%) 35 a 45 34 a 47
Volume corpuscular médio (fL) 87 a 103
Concentração de hemoglobina corpuscular média (g/dL)

Eritrócitos se refere à contagem do número de hemácias.

Hemoglobina é uma molécula que fica dentro da hemácia e faz o transporte de oxigênio. A dosagem de hemoglobina é mais precisa na avaliação de uma anemia.

Hematócrito é o percentual de sangue que é ocupado pelas hemácias. Um hematócrito de 40 significa que 40% do sangue é compostos por hemácias. Portanto, praticamente metade do sangue é composto por células vermelhas.

Volume corpuscular médio mede o tamanho das hemácias. Quanto maior o valor, maiores as hemácias. Pelo tamanho das hemácias, diferenciam-se os tipos de anemia (embora existam anemias com hemácias de tamanho normal). Quando há anemia por carência de ácido fólico, por exemplo, as hemácias são grandes, e quando há anemia por falta de ferro (ferropriva) as hemácias são pequenas.

Concentração de hemoglobina corpuscular média avalia a concentração de hemoglobina dentro da hemácia.

Lembrando: tenha em mente que é preciso INTERPRETAR esses valores pra se fazer um diagnóstico, ok?!

Leucograma

É a parte do hemograma que avalia os leucócitos, conhecidos como glóbulos brancos, que são células de defesa do organismo. Existem vários tipos de leucócitos, com funções diferentes.

HOMENS E MULHERES

Valores de Referência
Leucócitos (109/L) 4,5 a 11
Neutrófilos (%) 40 a 80
Eosinófilos (%) 0 a 5
Basófilos (%) 0 a 2
Linfócitos (%) 20 a 50
Monócitos (%) 0 a 12

Leucócitos se refere à contagem geral dessas células.

Até 75% dos leucócitos circulantes são neutrólifos. Eles combatem bactérias. Quando há uma infecção bacteriana, o número deles se eleva, aumentando o número de leucócitos totais. Os bastões são os neutrófilos jovens. A maior presença de células jovens é um sinal de que pode haver um processo infeccioso em curso, o que se chama comumente de “desvio à esquerda”. Quando há mais neutrófilos segmentados (maduros) do que bastões, é sinal de que não há doença ou que ela já passou.

Eosinófilos são os leucócitos responsáveis pelo combate aos parasitas e pelo mecanismo da alergia. Portanto, pessoas alérgicas, asmáticas ou com infecção intestinal por parasitas têm o número de eosinófilos aumentado.

Basófilos são só 0 a 2% dos glóbulos brancos. Sua elevação normalmente ocorre em processos alérgicos e estados de inflamação crônica.

Linfócitos são o segundo tipo mais comum de glóbulos brancos. São a primeira linha de defesa nas infecções por vírus e contra o surgimento de tumores. São eles que produzem os anticorpos (proteínas usadas pelo sistema imunológico para identificar e neutralizar agentes invasores), também. Quando há uma infecção viral, o número de linfócitos aumenta.

Monócitos são ativados tanto nas infecções por bactérias quanto por vírus. O sistema imune os envia para o local da infecção, onde eles viram macrófagos, que literalmente comem micro-organismos invasores. Os número de monócitos costuma estar aumentado no caso de infecções crônicas.

Lembrando: tenha em mente que é preciso INTERPRETAR esses valores pra se fazer um diagnóstico, ok?!

Plaquetas

As plaquetas são fragmentos de células responsáveis pelo início do processo de coagulação, são elas que formam a “casquinha” da ferida que estanca o sangramento. Mas mesmo com o valor das plaquetas baixo, em cerca de 50, o organismo ainda dá conta de fazer a coagulação. Abaixo de 10, há risco de morte.

HOMENS E MULHERES

Valor de Referência
Plaquetas (1019/L) 150 a 450

O número de plaquetas precisa estar dentro de valores aceitáveis pra se fazer qualquer cirurgia (odontológica ou não), se não pode haver hemorragia.

* * *

Espero que esse resumo ajude a desmistificar o hemograma. Caso você tenha dúvida quanto às unidades, pode usar esse conversor, basta escolher as unidades adequadas pra conversão (talvez as usadas aqui não sejam as mesmas do seu hemograma).

Deixo claro que perguntas do tipo “Dra., o que eu tenho?” baseadas em valores encontrados em hemogramas não serão respondidas aqui, ok?! Se você fez um hemograma, é porque seu médico ou dentista pediu… então converse com ele(s) sobre os resultados. 

Compartilhe:

Comentários via Facebook


Categoria: Cirurgia

Marcadores:

28 comentários

  1. Dra. boa tarde Linda, e extrai o dente ontem, ela colocou os pontos, sera que entra dentro do buraco alguma comida mesmo fechado?. Quais os cuidados, ela falou que podia enxaguar com Listerine mas sem alcool. O que a senhora com todo respeito acha, ainda tenho risco de ter infeccao? Boa tarde, bom final de semana.

  2. DRA., eu fui na dentista ela falou que se colocasse curativo ia inchar, e caso de extração e então pediu pra eu usar enxaguante bucal e escovar, e esperar ate o dia 7 pra tira-lo, em caso de dor paracetamol, ela e cirurgiã-dentista também, so que estou com medo de acontecer algo ruim ate la, sei la, muito nervosa. Boa noite.

    1. Não vejo razão pra nada ruim acontecer, Ray… pelo que entendi o dente ficou aberto pra drenar a secreção. Mantenha uma boa higienização até o dia da extração (e depois também, claro).

  3. Ola Dra. bom dia. Ontem apareceu um bolinha embaixo do meu dente, nao doeu, ai coloquei agua morna com sal e bicarbonato e murchou a bola, nao sinto dores no dente so tem um caquin, queria saber o que poderia ser ? Nao desenvolveu pus so um liquido como se fosse sangue. Entao hoje ela ja nao esta mais nem aumentou de tamanho, esta quase sumindo ate. E li relatos que pode matar em 3 dias ? E estou tomando Marevan por causa de um caso trombotico na perna depois do parto. E vou parar de tomar em novembro. Entao quero saber se posso esperar ate novembro ? Ou e ir urgente extrair esse dente.

    1. Ray, não é necessariamente caso para extração. Essa “bolinha” provavelmente é uma fístula, como explico aqui –> https://medodedentista.com.br/2014/06/bolinha-gengiva-o-que-e.html . É preciso identificar a origem da infecção (o canal de um dente, a própria gengiva) e tratar de acordo. Sugiro que você procure um dentista JÁ, se for preciso aguardar que você conclua o tratamento com o Marevan antes de extrair (se for o caso), pelo menos pode ser feito um curativo até lá.

      1. Obrigada doutora, essa semana eu vou, enquanto isso estou fazendo higiene bucal com enxaguantes, mas doutora eu ouvi boatos que isso mata em poucos dias, e verdade ? Obrigada pela a gentileza, minha linda !

          1. Não Ray, não mata. Mas uma dica: pare de pesquisar sobre isso na Internet. Converse com o seu dentista sobre o assunto, a Internet não se formou em Odontologia e diz um monte de bobagens. 😉

          2. Nao estou nem comendo com medo disso, so tomando liquido. Porque diz que vai pra corrente sanguinea e leva a obito… e isso ? Obrigada Dra. me tranquilzar um pouco.

          3. E por que a senhora mesmo citou nas informacoes que teve registro de pessoas que morreram por causa disso e fiquei com medo… dentista so vai atender amanha. Tem algum risco esperar ate amanha ? :/ Desculpa a perturbacao, e que como expliquei, tenho depressao e tomo remedio contra trombose, estou nervosa com tudo ! Agradeco sua resposta.

          4. É que a “bolha” representa um foco de infecção no organismo. E nunca se deve manter uma infecção no organismo, porque ela pode piorar e se espalhar. Mas isso é bem difícil de acontecer, e geralmente quando acontece a pessoa já tem outro problema de saúde geral que facilita esse processo. No seu caso não vejo razão pra isso. Procure ficar tranquila, amanhã você conversa com o dentista.

  4. Oi Dra Ana, me chamo Luciana, tenho 38 anos, faz uns 2 meses que apareceu no céu da minha boca no lado esquerdo lá no fundo (não perto de dente) uma bolinha vermelha meio branca em volta. Essa bolinha aparece e desaparece, fica uns dois dias sem aparecer e aparece novamente. Ela é dura e me incomoda um pouco, parece uma ferida. Já procurei minha dentista e ela disse para eu procurar um otorrinolaringologista. Estou lendo muitas coisas sobre isso e tenho me assustado. Na sua opinião o que pode ser? Já tomei anti-inflamatório e não resolveu! Obrigada pela atenção!

    1. Se a “bolinha” estiver perto da garganta, é melhor a avaliação de um otorrino, mesmo. Não fique procurando explicações na Internet, isso só serve pra deixar você com medo, porque na Internet tudo termina em câncer 😉 , e a grande maioria das lesões em boca nada têm a ver com câncer. Tomar anti-inflamatório não resolve nada, é preciso identificar o que é isso pra sugerir alguma solução. Sugiro a avaliação de um dentista especialista em Estomatologia (Diagnóstico Bucal).

  5. Doutora, hoje faz 4 dias que arranquei o dente siso da parte de baixo e começou dar umas pontadas de leve, então tomei dipirona, o que pode ser, olhei no espelho e vi q está com uma massa meio amarela, branquicenta, o que pode ser, estou com medo, isso é normal?

    1. Cilmara, em princípio, tudo normal. É esperado que haja algum incômodo dada a cirurgia recente. O aspecto da gengiva fica meio “estranho” mesmo, faz parte da cicatrização.

  6. Boa noite! Fiz a extração dos dois sisos inferiores. A recuperação foi ótima, dois buracos ficaram abertos, mas meu dentista relatou que eles fecharão com o tempo. Mas hoje, tres semanas apos a cirurgia, sinto em um dos lados algo pontudo na gengiva, tipo um osso ou algo do tipo, o que pode ser? Minha outra dúvida é que surgiram duas feridinhas na mucosa dos dois lados, proximo a cirurgia, será que estou mordendo sem sentir ou é alguma outra coisa? Desde já agradeço.

    1. Larissa, provavelmente é alguma aresta óssea. Isso costuma se resolver até espontaneamente, com o progresso da cicatrização. As feridas podem ser de você morder, sim, ou pequenas aftas decorrentes do atrito do instrumental durante a cirurgia.

  7. Olá dentista, poderia me esclarecer uma coisa? Se os dentistas condenam o uso indiscriminado do bicarbonato de sódio por ser uma substância abrasiva para o esmalte dentário e gengivas, pq os mesmos utilizam jato de bicarbonato de sódio (com o ultrassom) em seus pacientes pra remoção da placa? Espero q não leve meu questionamento a mal, pois é mais uma dúvida mesmo.

    1. Imagina Thiago, sua dúvida é válida. O problema, como você mesmo falou, é o uso indiscriminado. O bicarbonato de sódio é um sal, esfregá-lo nos dentes causa desgaste do esmalte dentário. Escovamos os dentes todos os dias, mas jato de bicarbonato faz-se, sei lá, uma vez por ano. Então o uso do bicarbonato na pasta de dentes é bem pior, porque é contínuo.

  8. Doutora Ana,

    Neste momento tenho os dentes do siso a crescer e tem corrido tudo bem. Mas após ter tido dores durante 3 dias, deu para entender que um dos sisos estava a fazer um buraquinho na gengiva. É normal?

    1. Elisa, onde ? Como se ele estivesse “rasgando” a gengiva para nascer ou um buraquinho mais lateral, por onde sai alguma secreção? Se for o siso “rasgando”, em princípio, tudo ok.

A área de comentários / perguntas está fechada. Agradeço a compreensão.

No plantão: Ana Tokus

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal do Paraná, especialista em Radiologia Odontológica e Imaginologia pela ABO-PR, convicta de que medo de dentista se combate (também) com informação. Diva-Boss do OdontoDivas e autora do Blog Raios Xis. Twitter: @AnaTokus e @medodedentista