Raio X faz mal?

Faz. Mas peraí, vamos começar do começo.

Os Raios X são uma forma de radiação ionizante, ou seja, quando eles atingem um átomo podem expulsar elétrons dele para criar íons (átomos eletricamente carregados). Ao serem atingidos pelos Raios X, os tecidos do nosso organismo são modificados através de reações químicas, como a hidrólise da água e a ruptura das cadeias de DNA. Esses efeitos são cumulativos, o que quer dizer que uma vez que nossas células tenham sido atingidas, o dano é permanente e irreversível. Assustador, não?

E se eu disser pra você que os raios solares agem da mesma forma e igualmente provocam danos irreversíveis ao seu organismo, você vai parar de tomar sol sem proteção e de se fantasiar de camarão pelo menos 1 vez por ano? Eu acho que não. Então, pra que esse medo todo de tirar radiografia no dentista? A quantidade de radiação X que você recebe é MUITO pequena e controlada.

Vamos deixar uma coisa BEM clara? Aparelhos de Raios X como os que existem em clínicas de exames por imagem e nos consultórios odontológicos NÃO SÃO RADIOATIVOS. Essa confusão é muito comum. Veja a pergunta abaixo que encontrei no Yahoo! Respostas:

Clique na imagem para ampliar

Vou usar a dúvida e a ~~melhor resposta~~ acima pra explicar algumas coisas, atenção às partes grifadas. Quando o dentista faz uma radiografia sua, ele costuma sair da sala ou se afastar por uma questão de proteção pessoal. Sim, os danos que os Raios X provocam são pequenos, porém pense comigo: se os danos ao organismo se acumulam, você concorda que o profissional ficar junto com o paciente sempre que ele faz uma radiografia é, além de desnecessário, uma péssima ideia? Mas para o paciente, tudo bem, pois é 1 radiografia só. Então, é por isso que o dentista “se esconde”.

Não, o aparelho de Raios X não funciona à base de material radioativo, isso não é verdade. Ele não emite radiação de forma espontânea e só funciona se estiver ligado na tomada. Mesmo assim, apenas se alguém acioná-lo.

Sim, técnicos e profissionais de Radiologia que passam o dia fazendo tomadas radiográficas usam um dispositivo chamado dosímetro, que serve para monitorar se o profissional foi exposto aos Raios X durante um determinado período. Via de regra, considerando que o técnico / médico / dentista segue todas as normas de biossegurança, o dosímetro não marcará absolutamente nada. Portanto, é ridículo dizer que “dependendo da leitura [do dosímetro] o profissional é afastado por dias ou semanas até o organismo estar livre da radiação”. Ser exposto à radiação NÃO É uma consequência natural da atividade do radiologista, isso é lenda e uma ideia que vem provavelmente da época em que os Raios X foram descobertos, quando as pessoas se expunham por tempos enormes e sem necessidade (a primeira radiografia teve um tempo de exposição de 25 minutos!) simplesmente porque era divertido se ver por dentro, já que os efeitos nocivos da radiação X até então não eram conhecidos. Pra dar um exemplo, eu atendi no meu consultório até os 9 meses de gravidez fazendo radiografias periapicais (iguais a que ilustra este post) diariamente e pasmem: meu filho não nasceu com 3 olhos. ;)

E a radioterapia? Radioterapia é um método usado para se destruir células tumorais através da emissão de radiações ionizantes de forma controlada, procurando sempre preservar ao máximo os tecidos sadios em volta do tumor. Ela pode usar Raios X ou isótopos radioativos (aí sim estamos falando de radioatividade, mas não tem nada a ver com Raios X). Portanto, não confunda conhaque de alcatrão com catraca de canhão.

É sempre importante lembrar: quando o dentista faz uma tomada radiográfica no consultório, o paciente deve usar colete de chumbo e protetor de tireóide. Mulheres grávidas podem se submeter a exames radiográficos também, mas apenas se for essencial. Se der pra deixar pra depois do parto, melhor, mais por uma questão de precaução do que por um perigo real de prejuízo ao feto, já que o feixe de Raios X em radiografias bucais passa bem longe da barriga.

A propósito: não existe “Raio X” já que, por se tratar de um feixe, o correto é Raios X. E o nome correto do exame, que muita gente chama de “Raio X“, na verdade é radiografia.

Agora que você já sabe tudo sobre os Raios X e que não tem nada radioativo dentro do consultório do seu dentista (a não ser que ele faça contrabando de plutônio ;)) vá tranquilo tratar seus dentes. Só aconselho que, se no dia da consulta estiver muito quente e você for se expor ao sol no caminho, use um boné e passe filtro solar. Sol dá câncer. ;)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

No Plantão: Ana Tokus

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal do Paraná, especialista em Radiologia Odontológica e Imaginologia pela ABO-PR, convicta de que medo de dentista se combate (também) com informação. Diva-Boss do OdontoDivas e administradora da OdontoPédia. Twitter: @AnaTokus e @medodedentista Veja todos os posts de Ana Tokus
Postado em: Radiologia | Marcadores: , ,

1 trackback

Enfim, Radiologista! | OdontoDivas
15 de março de 2013 às 2:19 pm

181

  1. Nossa, esse parece que foi feito pra mim!!!
    Eu trabalho como auxiliar em um consultório odontológico, e descobri domingo passado que estou grávida (5 semanas), mas ainda não contei para a minha patroa, e essa semana fizemos umas 4 radiografia (não no mesmo dia), sem proteção!! E estava muito preocupada, quase nem conseguia dormir pensando no mal que poderia ter feito para meu bebê, mas agora que li o seu post me aliviei um pouco. :)
    Logo vou contar para ela e então vai ser tudo mais tranquilo.
    Eu sei que é meio chato te pedir isso Dra Ana, mas você acha que estou fora de perigo?
    Desde já agradeço sua atenção.
    Beijos e Bom final de semana!!!

    • Samanta, pode ficar tranquila! Não entendi se você ajudou a fazer a radiografia em outro paciente ou se você foi a radiografada, mas de qualquer forma a incidência dos Raios X é bem localizada e não acho que você ou o bebê terão qualquer prejuízo. Parabéns, e que ele (ou ela) venha com muita saúde! Abraço!

      • Muitoooo Obrigadaaa Dra Ana!!!! Agradeço de coração!!!!!

  2. Digno de aplausos!

    • Imagina Celia… obrigada. É que agora e estou fazendo especialização na área, a gente começa a perceber como as pessoas são incoerentes com relação às “coisas que fazem mal”… e existe toda uma aura de medo em volta de uma simples radiografia periapical ou de uma panorâmica. Espero ter resolvido isso. ;)

  3. Parabéns, Ana!
    Excelente texto. Muito bem escrito e explicativo. Com certeza, muita gente esclareceu suas dúvidas lendo este post.
    Bjsssssssssssssssss

    • Opa, vindo da musa dos tons de cinza… :D Beijo!

  4. Muito bom Dra.,mas apenas uma lembrança,se é que vc pode fazer esse favor: Mandar esse excelente post para o e-mail da Rede Una?ELES NÃO ESTÃO SABENDO DISSO e não custa nada avisar.

    Nota 10.

    • Ahauahauaha! Boa Marcelo… farei isso. ;)

  5. Como sempre, é impossível achar uma resposta mais objetiva e clara em toda Internet sobre os assuntos que você escreve, Ana! Parabéns. Vou ali “tirar um RAU-X”

    • Obrigada, Luiz! ;)

  6. Olá, gostaria de saber quantas radiografias dentarias podemos fazer em um dia e ao longo de um ano. Qual o intervalo entre as radiografias, para que não faça mal?
    Obrigado.

    • Sebastião, como eu falei no texto: fazer mal, sempre vai fazer. Isso porque o efeito nocivo dos Raios X é cumulativo. Portanto, o que vale é o bom senso e a necessidade do exame. Num levantamento periapical, onde todos os dentes são radiografados por grupos, fazem-se 14 radiografias. Elas são feitas todas no mesmo dia e não há problema nenhum nisso, desde que haja indicação do dentista para esse exame. Radiografias panorâmicas, da mesma forma. Se houver alguma condição que exija uma radiografia panorâmica anual, ela deve ser feita. Mas se nada justifica esse exame, não há por que o dentista requisitá-lo ou o paciente realizá-lo.

      • Entendo. Acontece que, desde que começei o meu tratamento há um ano, o dentista vem tirando radiografias, e ja somam 17. E às vezes ele tira ate 4 do mesmo dente pois não consegue ver direito o problema. E com isso, fiquei preocupado. Muito obrigado pela ajuda.

  7. Ola Ana, adorei o post !!!! :D Mto bem explicado, com certeza essa é a duvidas de mtas pessoas sobre o Raios X… Meus parabens! Abraços :)

    • Obrigada, Carol! Abração! :)

  8. Nossa, que reportagem magnífica. Cada dia acho mais incrível este blog, muito bom pra acadêmicos iniciantes de odontologia como eu que gostam de ter uma visão antecipada do que “está por vir”, e a linguagem é clara, tão clara que consigo lembrar perfeitamente de detalhes das reportagens que li há várias semanas. Está de parabéns Dra. Ana, vou recomendar aos meus parceiros da UFMA.

    • Muito obrigada Aluisio, fico feliz em ajudar! :)

  9. Bom dia, doutora…
    Gostaria que esclarecer uma dúvida simples…
    Fui ao dentista ontem e fui exposto seguidamente a 20 (vinte) exames de Raios X na area bucal… é comum esse procedimento? Pois nunca tinha feito mais que 4 em um mesmo dia.

    Aguardo sua resposta e parabéns pelo seu blog!

    • Eduardo, imagino que você tenha se submetido a um levantamento periapical. Nesse caso, é comum todas essas tomadas radiográficas, pois cada grupo de dentes recebe uma incidência. Fique tranquilo, não há com o que se preocupar.

  10. Dra. Ana, um endodontista tem direito a receber periculosidade?
    Qual é o tipo de radiação que esse aparelho provoca?

    • Silvano, qualquer dentista teria direito a um adicional de insalubridade correspondente ao grau médio (20 % sobre o salário mínimo). Mas, pelo que eu sei, isso não é automático… seria preciso uma perícia que comprovasse o risco para ter direito ao benefício. No serviço público, certos municípios pagam e outros não. Mas confesso que estou meio por fora, pois trabalho como profissonal liberal (como a maioria dos dentistas).

      A radiação que esse aparelho emite é a radiação X, uma radiação do tipo ionizante. Não tem nada de “radiotivo” nela e o aparelho só funciona se estiver na tomada e após acionado (não existe “emissão espontânea”).

  11. Olá, fiz os exames para por o aparelho nos dentes, na ultima radiografia (a que o paciente fica em pé, com os protetores no ouvido) eu sai da posição q ele tinha me colocado pois eu fui perguntar se eu não tinha que colocar o colete, ele me disse q ñ pois o raio so ia passar na parte de cima dos dentes e ele saiu correndo da sala, enfim o bendito do raio ñ passou onde devia… Ele entrou e disse “levantou a cabeça olha onde o raio passou”… Fiquei arrasada… Perguntei e agora? Ele disse e agora vai ficar assim… Eu sai de lá mal pakas… Sem saber o q fazer… Os exames vão ficar prontos mês q vem, aí q eu vou levar pra dentista… Enfim, to cheia de duvidas… Eu posso repetir o exame em menos de 1 mes? Aonde o raio passou pode me fazer mal? Acho q se ela pedir pra eu fazer de novo eu ñ quero nem + fazer…

    • Fernanda, você não precisa ficar mal não… esse rapaz que atendeu você (que imagino ser um técnico em radiologia) está visivelmente despreparado e, me parece, não gosta muito do que faz. A partir do momento em que você se mexeu, ele tinha obrigação de reposicionar você, ou seja: se a radiografia ficou ruim a culpa é só dele. O colete de chumbo é importante também, mas em alguns casos bem específicos, para radiografias panorâmicas, ele pode prejudicar a tomada radiográfica. Mas não se preocupe com relação a ter feito a radiografia sem colete, os Raios-X só atingiram a sua cabeça mesmo (que era a intenção), como o rapaz falou, o colete é apenas uma medida preventiva.

      Bom, aguarde os exames ficarem prontos, talvez não haja prejuízo nem necessidade de refazer essa radiografia. E, se houver necessidade, a dose de radiação para esse tipo de exame é muito baixa, pode ficar tranquila. E tomara que o técnico seja outro, né?! ;)

  12. Dra. Ana, boa noite.
    Vi na internet que algumas faculdades americanas fizeram uma pesquisa, encontrando alguma relação entre pessoas que fizeram radiografias dentárias acima de uma certa quantidade e o aparecimento de meningiomas. Você já sabe sobre isto e o que acha sobre isto?

    • Marcos, já li a respeito sim. Eu, particularmente, acho um exagero. A exposição aos Raios-X causa danos SIM ao organismo, e de forma cumulativa. Porém tem um monte de outras radiações ionizantes que fazem o mesmo, como a radiação UV, por exemplo. A gente está na sombra e sendo “agredido” pela radiação solar, que tem efeito igualmente cumulativo… mas o medo de ter um câncer de pele nem se compara ao de ter um tumor no cérebro, não é mesmo?! Esses estudos são importantes, mas ainda não vi nenhum que associasse de forma definitiva a exposição à radiação X com a ocorrência de tumores na cabeça. Eu acho que o mais importante MESMO é saber indicar adequadamente os exames radiográficos e nunca expor o paciente à radiação desnecessária. Não há motivo pra fazer uma radiografia panorâmica por ano, por exemplo, se você não estiver acompanhando nenhum tipo de problema ou lesão. E embora uma radiografia panorâmica exponha o paciente a uma dose baixíssima de radiação X, seria desnecessário. Portanto, bom senso e canja de galinha não fazem mal a ninguém! :)

  13. Plano odontológico é condenado por exigir raio-X para tratar cárie
    01 de novembro de 2012

    Talita Bedinelli

    OdontoPrev foi acusada de obrigar dentista a pedir exame aos pacientes sem necessidade

    A radiografia seria um pré-requisito para que o profissional pudesse receber; operadora nega prática

    A maior operadora de saúde suplementar da área odontológica foi punida pelo Conselho Federal de Odontologia sob acusação de exigir que dentistas enviem radiografias para comprovar que fizeram tratamentos nos pacientes.

    A exigência seria da OdontoPrev, com 5,4 milhões de beneficiários no país (31% dos usuários de planos odontológicos). De acordo com o processo do conselho, o pedido abrange até situações em que o raio-X não é necessário para o tratamento, como restaurações em casos de cáries.

    A operadora nega a obrigatoriedade, diz que o raio-X pode ser substituído por foto e recorreu na Justiça.

    A empresa já havia sido condenada pelo Conselho Regional de Odontologia de São Paulo neste ano, que afirmou que ela exigia “radiografias de forma indiscriminada, expondo os pacientes ao risco desnecessário de radiação”.

    A exposição em excesso à radiação pode causar câncer, dizem especialistas.

    A OdontoPrev recorreu da decisão ao Conselho Federal e, no mês passado, o órgão decidiu não acatar o recurso.

    Ela foi condenada à censura pública -uma nota foi publicada em jornais de grande circulação ontem- e a cinco multas de R$ 8.500 cada uma (valor máximo permitido pelo conselho), para a operadora e quatro dentistas diretores da empresa.

    EXPOSIÇÃO

    Segundo a decisão do Conselho Regional, “para receber seus honorários, o cirurgião-dentista credenciado à operadora denunciada tem o dever de provar e comprovar os procedimentos realizados”.

    A exposição “indiscriminada” à radiação é proibida por resolução do Conselho Federal de Odontologia.

    A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária)proíbe exposição à radiação “para fins periciais, exceto quando as informações a serem obtidas sejam úteis à saúde do indivíduo examinado”.

    “Não se deve fazer radiografia nenhuma para fins administrativos”, afirma Vania Fontanella, presidente da Associação Brasileira de Radiologia Odontológica.

    “Quando se faz um tratamento de canal, é comum fazer uma radiografia ao final do tratamento para verificar se ele foi adequado. Mas ao se extrair um dente do siso, se ele saiu inteiro e foi um procedimento simples, não há necessidade do raio-X. Não se pode obrigar o dentista a fazer.”

  14. Parabens pelo blog, estou preocupada pq meu filho de 6 anos fez uma radiografia de um só dente e eu perguntei a ele se ele usou a proteçao, ele disse que não, foi a primeira radiografia que ele fez.

    • Serena, pode ficar tranquila. O correto é usar o colete de chumbo, mas isso é apenas uma precaução. Em tomadas radiográficas intrabucais o feixe de Raios-X não passa nem perto da região onde estaria o colete. E a radiação que o seu filho recebeu é muito muito baixa, equivalente a sair no sol sem boné ;). Não se preocupe.

  15. Muito obrigada pela a resposta… estou mto mais tranquila agora. Que Deus te abençoe sempre. Estava mto preocupada.

  16. Olá, Dra. Sou endodontista, tiro muitas radiografias durante o dia. No consultório onde trabalho a parede onde fico atrás é de fórmica e é aberto em cima, fico exatamente atrás do paciente, e atrás desta parede de fórmica. Ou seja, meu medo é muito grande da radiação. Que posso fazer, realmente estou correndo risco? Ficarei muito grata com a resposta. Porque já pensei em desistir da profissão.

    • Dra. Janaina, a fórmica, é claro, não oferece proteção alguma com relação à radiação. Mas o mais importante, nesse caso, é verificar a distância que você fica do paciente quando o aparelho é acionado. Cerca de 1,8m já é suficiente pra evitar que qualquer radiação ionizante entre em contato com você. Além disso, o feixe de Raios X se propaga em linha reta (por causa da colimação), ou seja, se você estiver atrás do feixe, pode ficar tranquila.

  17. Dra Ana, muito obrigada, desta forma fico mais tranquila.
    Parabéns pelo seu blog, esta ajudando muita gente.

  18. Boa noite Dra. Ana… ao ver o seu blog, fiquei muito admirada pelas sua respostas aos internautas que estão com alguma dúvida. E eu sou uma delas… faço endodontia no serviço publico, logo tiro muitas radiografias periapicais e meu marido e eu estamos com o objetivo de tentarmos engravidar. Mas a única coisa que me bloqueia é o meu serviço pois tenho receio de engravidar e ter que parar com o serviço, já que sei fazer somente endodontia. Mas ao ler algumas postagens suas fiquei mais tranquila, será que posso engravidar e continuar trabalhando? Os cuidados seriam colocar o avental de chumbo e de tireoide e sair da sala? Muito obrigada pela atenção.

    • Oi Dra. Viviane! Sim, você pode continuar trabalhando normalmente, desde que respeitadas certas normas, claro. Como contei no post, trabalhei até os 9 meses de gravidez, fazia endo também, e foi bem tranquilo. A colimação do aparelho de Raios X odontológico permite que os raios se propaguem apenas numa direção, e o alcance do feixe é de no máximo 2 metros. Ou seja, você se retirar da sala durante a tomada é mais do que suficiente pra não se expor a qualquer risco (e nem precisa de colete ou protetor de tireóide – você, né?! Porque o paciente precisa ;)). Pode ficar tranquila. :)

  19. Olá doutora. Muito esclarecedor seu texto…
    Gostaria de uma opinião…
    Hoje cedo fiz uma bateria de exames para colocar aparelho. Na radiografia panorâmica, a técnica em radiologia teve que repetir o exame 3 vezes, pois só na terceira vez, segundo ela, o exame teria “ficado bom”. Logo em seguida fui submetido a mais uma radiografia (em que o paciente fica de pé, com um protetor nos ouvidos). Em nenhum deles usei qualquer tipo de proteção para tireóide ou colete de chumbo. Não teria sido um número excessivo de exames no mesmo dia?
    A falta de proteção somada ao excesso de radiografias pode acarretar algum dano à saúde?

    • Matheus, o uso de colete de chumbo é obrigatório por lei, por uma questão preventiva. Por outro lado, a incidência do feixe de Raios X é controlada para só atingir a área de interesse, no seu caso, a face. Portanto, mesmo sem ter usado o colete, pode ficar tranquilo: você não recebeu radiação onde não devia. Quanto ao protetor de tireóide, em algumas tomadas radiográficas não dá pra usar mesmo, porque ele interfere na obtenção da imagem.

      A necessidade de repetições é algo relativamente comum, pois não adianta ter uma radiografia na mão se ela não servir pra ajudar a fornecer um diagnóstico. Então se “ficou ruim”, tem que repetir mesmo. A dose de radiação que o paciente recebe nesse tipo de exame é baixíssima, portanto, tranquilize-se novamente… não foram muitos exames pra um dia só. Um levantamento periapical, por exemplo, é composto por 14 radiografias… e são todas feitas no mesmo dia. Uma tomografia computadorizada, por sua vez, expõe o paciente a muito mais radiação do que algumas radiografias, como as que você fez.

      A exposição a qualquer radiação ionizante causa danos ao nosso organismo, e esses danos são cumulativos e irreversíveis (como os efeitos do sol na nossa pele, o que não quer dizer que nós vamos ter câncer de pele ;)). Mas a questão é que muitas vezes não dá pra fugir disso. O importante é que médicos e dentistas indiquem esses exames com critério.

  20. Fiz tratamento de canal, mas persistiu um desconforto, uma leve dor.
    Foi tirado um raio x e constatou-se uma “trinca” na raiz. Segundo a dentista é provável ser necessário a extração do dente. Ainda não fraturou totalmente, e a dor diminuiu colocando-se curativo. Na última consulta trocou o curativo por ionômero de vidro, para liberar flúor. Ela acompanhará a evolução com raio x. Vários raio x no mesmo dente, em curto período de tempo, poderá piorar a situação ou ter outros agravantes?
    Obrigada!

    • Não Nirmohi, a dose de radiação é muito baixa e segura. E não influencia em nada na recuperação do seu dente.

  21. Dra, trabalho numa clinica de radiologia odontologica, não uso proteçao nenhuma. Não tenho filhos e pretendo engravidar, tem algum risco essa exposição… Boa noite.

    Obrigada.

    • Roberta, você trabalha fazendo o quê? Com as tomadas radiográficas mesmo ou na parte administrativa (recepção, etc.)? De qualquer forma, se a clínica segue todas as normas de radioproteção com relação às paredes, distâncias a serem respeitadas, ajustes dos equipamentos, etc., você não precisa de nenhum tipo de proteção individual, você não está exposta à radiação, ela não fica “no ar” nem nada disso.

  22. Boa tarde Drª. Ana, sou técnico na área, e estou pensando em começar a fazer instalação de Raios-x, como devo me prevenir para fazer a instalação e testar o aparelho?

    • Ricardo, se o aparelho não estiver acionado não há necessidade de nenhum tipo de EPI (equipamento de proteção individual), pois a emissão de radiação ionizante não é espontânea. Se for preciso acionar o equipamento, basta que você esteja a uma distância de 2 metros da fonte de Raios X. Ainda, se o cilindro não estiver apontado pra você, por causa do colimador (que limita o feixe), você não deve receber nenhum tipo de radiação.

  23. Olá, Dra. Ana!
    Trabalho em um consultório odontológico há 5 anos e descobri que estou grávida de 5 semanas. No consultório onde trabalho, as paredes não tem radioproteção (são de fórmica) e a única forma de nos protegermos é nos afastando do paciente quando o dentista tira radiografia do paciente. Será que estou em exposição e o meu bebê corre perigo? Estou desesperada…

    • Primeiramente, parabéns :). Pode ficar tranquila, Janaína… se você se afastar 2 metros do paciente no momento da tomada radiográfica já é mais do que suficiente pra que você não receba nenhuma radiação ionizante.

      • Dra Ana. Muito obrigada… agora fiquei tranquila. Parabéns pelo blog, com certeza vem esclarecendo e ajudando muitas pessoas.

  24. Olá Doutora, descobri que estou gravida de 20 semanas, e no primeiro trimestre de gravidez (bem no início e depois no fim), realizei alguns raios x dos dentes para fins de trocar umas restaurações, umas 10 no total. Não sabia que estava grávida e estou atordoada de preocupação… pois se lê cada coisa horrível na internet falando de má formação, microcefalia, retardo, etc… vinculado aos raios x… posso ter causado dano ao meu bebê? Qual o perigo dessas radiografias odontológicas?
    Complementando minha questão… as radiografias (eram daquelas que se coloca uma plaquinha dentro da boca, na frente de cada dente), algumas eu usei colete de chumbo outras não (as ultimas que realizei em outra consulta) a assistente não me deu o colete para usar. Obrigada. Fico no aguardo.
    Muito obrigada, Doutora.

    • Andréa, todas as precauções que são exigidas durante as tomadas radiográficas feitas no consultório odontológico são uma forma de não expor o paciente a qualquer radiação ionizante que não seja estritamente necessária. Mas a dose que o paciente recebe ao fazer uma radiografia periapical é muito muito muito pequena. Ainda, o feixe de Raios X só atinge a região de interesse, essa é uma configuração padrão dos aparelhos para uso odontológico, se o feixe de Raios X é apontado para face, só a face é que receberá radiação. Em resumo: seu bebê não recebeu radiação, mesmo quando você fez radiografias sem colete de chumbo. O problema é que na Internet (e fora dela) todos são “especialistas”, acham que sabem tudo sobre tudo e falam um monte de bobagens. Eu garanto pra você: seu bebê, pelo menos no que tange à exposição aos Raios X, está seguro. Fique tranquila, parabéns, e vá curtir sua gravidez. :)

  25. Puxa Doutora, fico mais tranquila e mais esclarecida também. Muito importante sua contribuição para as mães que passaram por essa situação. Obrigada.

  26. Olá Dra. Ana!
    Gostaria de parabenizá-la pela página que é show. A senhora já me esclareceu uma dúvida uma vez e agora recorro novamente aqui para ajudar uma amiga. Ela está grávida de dois meses e tirou umas radiografias periapicais sem o colete de chumbo. Agora ela está desesperada, chorando muito achando que o RX causou algum mal para o bebê. Será que pode ter dado algum problema? Obrigada.

    • Janaína, diga pra sua amiga parar de chorar e dormir tranquila. Além da dose de radiação de uma radiografia periapical (ou 2, ou 3) ser baixíssima, o feixe só atingiu a região do dente em questão, PASSOU LONGE da barriga. O colete de chumbo é uma precaução apenas (que é obrigatória e deve ser usada – é lei – mas quem entende do assunto sabe que é um pouco de exagero).

      E diga a ela que eu mandei parabéns! :)

  27. Ola, primeiramente parabens pelo seu blog! =)
    Dra. Ana, sou mae de uma pequenina de 1 ano e meio e esta com suspeita de hiperdontia (1 dentinho a mais entre o incisivo superior e o canino).
    E necessario fazer a panoramica para saber a possibilidade de existencia de mais dentes? Esse tipo de procedimento pode ser feito em bebes?

    P.S: a consulta com o odontopediatra será amanha.

    Desde ja, obrigada!

    =)

    • Denise, nesse caso é melhor fazer um radiografia periapical, no consultório mesmo. Pra fazer a panorâmica, sua filha teria que ficar imóvel por alguns instantes e, nessa idade, é muito improvável que ela colabore.

      • Muito obrigada pela resposta, Dra. Ana.
        Fizemos a periapical, trata-se de um dentinho supranumerario.
        Agora so nos resta esperar crescer…

        =*

        • :)

  28. Ola Ana. Quero fazer tratamento de canal em centro odontologico publico e me disseram que eu tinha que chegar la com raio x. Onde tiro esse bendito raio x? Qual o procedimento? Abraço.

    • Carla, tratamentos de canal costumam ser feitos nos CEOs (Centros de Especialidades Odontológicas). Pra ser encaminhada para um desses centros é preciso, primeiro, passar por avaliação numa Unidade de Saúde. Aí é bom, realmente, já ter a radiografia do dente em mãos. Você precisa procurar um dentista pra fazer essa radiografia (periapical), ela pode ser feita em qualquer consultório odontológico.

  29. Oi, bom dia, q bom q encontrei sua pagina, estou desesperada, descobri q estou gravida dia 8/3, e hoje dia 23/3 fiz uma panoramica facil, como ja estava marcada ja fazia um tempo n me atentei em ligar para dentista, nem falar na clinica q eu era gestante, cai em mim quando a maquina ligou, fiquei em choque, no desespero cai no choro, em seguida liguei para medica, ela me acalmou, disse q esta tudo bem, vou fazer um ultrassom na terça mas meu coração esta apertado, estou com muito medo, pois me falaram q a radiação da panoramica é mais forte, usei colete, mas mesmo assim estou assustada, o q vc acha ???

    • Salete, antes de qualquer coisa: parabéns. :)

      Eu acho que você pode ficar muito tranquila com relação à segurança do seu bebê. Não se recomenda realizar exames de imagem que usam Raios X durante a gravidez, mas isso é em caráter preventivo… não há nenhum caso comprovado de que um bebê tenha nascido com algum problema porque a mãe se submeteu a uma radiografia, muito menos se essa radiografia foi feita na região da boca e com a paciente usando colete de chumbo. Garanto pra você: o feixe de Raios X nem chegou perto da sua barriga. Portanto, fique bem e tenha um ótimo final de semana (e uma ótima gestação). :)

  30. Boa noite, tenho massa no dente da frente e começou a abanar, mas ja mudei uma vez, sera que se mudar outra ira partir o meu dente? Agradecia ajuda, obrigada desde já.

    • Não Norberta, é possível substituir a restauração sem causar danos ao seu dente.

  31. Estou fazendo retratamento de canal e a dentista já fez quase 10 raios x em único dente em menos de dois meses. Sei que os efeitos são cumulativos. Existe algum risco de desenvolver algum tipo de doença no cerébro,face, pele,ouvido?

    • Rose, a dose de radiação recebida nesse tipo de radiografia (periapical) é baixíssima. Pra você ter uma ideia, num levantamento periapical faz-se 14 radiografias numa mesma sessão. Sim, você tem razão, os efeitos são cumulativos, mas aí é preciso considerar a relação custo-benefício para o paciente… se tem que fazer (por causa o tratamento), tem que fazer. Na minha opinião, pode ficar tranquila. Não há qualquer estudo sério que correlacione tomadas radiográficas periapicais esporádicas com o desenvolvimento de doenças na cabeça e na face. O sol também emite radiação, que causa efeitos ruins de forma permanente na nossa pele, e nem por isso a gente fica sempre na sombra, né?! O negócio é ter bom senso e saber se proteger. :)

  32. Ola Doutora!
    Estou fazendo implante dentário, e já fiz vários raio x. Estou meio sem paladar, é possível que seja por causa dos raio x? Desde já agradeço e aguardo sua resposta.

    • Não Jô, é muito improvável que a causa da sua falta de paladar seja essa.

  33. Ola, boa noite, eu gostaria de saber se um tecnico em higiene dental que trabalha com raio x tem direito a receber adicional de insalubridade ou nao, se sim teria como vc me passar alguma lei especificando?
    Aguardo resposta.
    Obrigada.

    • A súmula nº 228 do TST e o art. 192 da CLT fixam graus de insalubridade, da seguinte forma:

      a) Grau 1 (máximo) 40%
      b) Grau 2 (médio) 20%
      c) Grau 3 (mínimo) 10%
      (sobre o salário mínimo).

      TSB parece se enquadrar no grau médio (20%). De qualquer forma, o ideal é consultar um advogado a respeito.

  34. Ola Dra! Muito bom o texto, mas mesmo assim estou com uma duvida: meu filho de seis anos quebrou a clavicula ,e claro que foi tirada radiografias, eu estive com ele na sala e ele tirou umas 10, na maioria das vezes eu fiquei atras do biombo, passa dos 10 dias descobri que estou gravida. Estou com medo, pode fazer mal pro bebe? Agradeco a atencao!!!

    • Denise, mesmo que você não tenha ficado sempre protegida, você certamente não esteve na direção dos raios (pois eles estavam apontados para o seu filho, e existe um dispositivo que direciona os raios x justamente pra eles só atingirem o alvo em questão). Enfim, não acho que você deva se preocupar. E parabéns. :)

  35. Olá Ana!
    Qdo a radiografia sai muito clara (foi usado 0,8 s) o que pode ter acontecido? Revelei por 2 minutos e 2 minutos fixando. Obrigada!!!

    • Claudia, certamente não tem a ver com a tempo de revelação… o problema deve ter sido a exposição, mesmo. Esse negócio de que “quanto mais tempo no revelador mais escura fica a radiografia” é lenda. O tempo de revelação ideal depende da temperatura, mesmo. Enfim, ou é preciso aumentar o tempo de exposição ou está entrando luz na sua caixinha de processamento… coloque um tecido sobre a “janelinha” (se houver).

  36. Obrigada Dra. pela resposta tao rapida, eu tambem acredito nisso, que os raios foram na direcao de quem tava sendo radiografado, mas a gente sempre se preocupa!!!! bjs e obrigada pela atenção.

  37. Estou gravida de 15 semanas, mas preciso por aparelho dentario, mas pra isso tenho que tirar radiografia, tem algum risco ??

    • Lais, segundo as normas de biossegurança, você deve deixar o aparelho (e a radiografia, portanto) pra depois que o bebê nascer.

  38. Obrigada, Ana!!! Estou em um novo emprego e ainda preciso me adaptar nesse aparelho de RX da Gnatus, pois estava acostumada com o meu da Dabi!!! Obrigada!!! Beijos!!!

  39. Ola, Dra. Ana
    Fiz uma Tomografia Computadorizada Cone Beam Mandibula
    Acontece que, no primeiro dia, foi feita a primeira e o tecnico disse que não ficou boa. Então repetiram pela segunda vez. Tres dias depois , quando fui retirar o resultado na clinica , disseram que não ficou boa e repetiram a tomo mais 05 vezes. Nota: O exame foi feito de pé, com o peso do colete, ficou dificil de não se mexer, o que ocasionou a repetição do exame.
    Depos disso andei pesquisando na internet e vi outras clinicas com o mesmo aparelho, que faziam este exame com os pacientes sentados. Todas as vezes foi feita com colete protetor, mas sem a proteção de pescoço
    Ao comentar com outras pessoas (pessoas leigas) o caso, fui alertado que isso é muito danoso, tanta exposição.
    Gostaria de sua opnião profissional.
    Obrigado
    Hélio

    • Helio, a tomografia computadorizada realmente expõe o paciente a mais radiação do que uma radiografia panorâmica comum (por exemplo). Mas aí entra a questão do diagnóstico: se a tomada não ficou boa, tem que repetir. Porque é essencial que a imagem esteja num padrão que propicie uma interpretação correta. Claro, o ideal é não ter que repetir… mas se teve, ok, não significa que você terá algum problema relacionado a isso. A proteção no pescoço provavelmente não foi usada de propósito mesmo, pois a tomada era de mandíbula, o protetor de tireóide atrapalharia nesse caso.

  40. Oi, primeiramente parabéns pelo site, ajuda bastante gente.
    Tenho umas dúvidas…
    Hoje minha namorada fez Raio X do dente para saber se tem que fazer canal antes de pôr resina, mas a dentista não deu o Raio X a ela, apenas olhou o Raio X e falou que tinha que fazer canal, mas que ela poderia colocar resina antes e depois fazer canal, é correto isso?
    A dentista também disse que se precisasse de canal e ela colocasse a resina precisando de canal, ela ficaria com a boca inchada, mas isso foi antes dela fazer o Raio X, depois do Raio X, a dentista falou que ela poderia colocar a resina, depois fazer canal.

    É correto também a dentista não entregar o Raio X pra ela levar? Ela pagou pelo Raio X, acho que devia levar, não?

    Desde já agradeço, obrigado.

    • Everton, pelo que entendi o dente precisa ser restaurado e há uma chance de, se a restauração der certo e o dente da sua namorada responder bem ao tratamento, não seja preciso tratar o canal. Por isso a sugestão de restaurar antes de abrir o dente pra canal. Quanto a levar consigo a radiografia, é uma possibilidade, embora geralmente a radiografia fique no prontuário do paciente, com o dentista (porque os pacientes, quando levam, acabam perdendo, riscando, etc..). Sua namorada pediu pra levar?

  41. Olá Doutora, tudo bem?
    Recentemente fiz orçamento com tres dentistas diferentes mas apenas um deles me pediu Raio X, um Raio X para parte superior e outro para parte inferior da boca, o que eu preciso fazer é uma extração do ciso, limpeza, obturação de um dente e sem falar que o mesmo dentista que pediu o Raio X quer remover obturações antigas para colocar obturações novas.
    É mesmo necessário fazer o Raio X? É comum o dentista pedir Raio X?

    • Sim Marcelo, é muito comum que o dentista peça / realize radiografias. Diria mais: é praticamente impossível fazer diagnóstico e plano de tratamento sem pelo menos uma radiografia panorâmica.

  42. O que é mais recomendavel, fazer o tratamento com o dentista que pede para que seja feito raio x ou o dentista que não pede o raio x e da o diagnostico “examinando com os olhos”?

    • Não dá pra dizer que o tratamento de um ou outro vai ser melhor por causa do pedido da radiografia. Mas, com a radiografia em mãos, diminui-se a chance da ocorrência de “surpresas” e custos imprevistos durante o tratamento, pois se houver alguma cárie que não pode ser detectada no exame clínico (“com os olhos”), por exemplo, ela pode ser detectada no exame radiográfico.

  43. Olá, Ana.
    Sim, é restauração, ela precisa restaurar o incisivo central direito; como não entendemos sobre isso, achamos estranho o fato da dentista “sugerir” o canal antes de restaurar e logo após falar que poderia restaurar e fazer o canal depois; mas graças a sua resposta ficamos mais tranquilos e esclarecidos. A dentista não deu tantos detalhes assim a ela. A radiografia ela não pediu, pois ela achou que tinha que ficar lá mesmo, eu que achei estranho, pois sempre vejo as pessoas levando, por isso quis esclarecer também. Você esclareceu as nossas dúvidas, só tenho que te agradecer bastante, muito obrigado.
    Parabéns por se dedicar a responder as pessoas em seu site, que é ótimo.
    Mais uma vez, obrigado.

    • Que bom que pude ajudar, Everton. :)

  44. Olá Ana.
    Comecei a fazer meu tratamento dentario ha pouco tempo, mas minha dentista não me pediu para fazer Raio X. É comum isso de não pedir para fazer o raio X? Para que serve esse Raio X? Parabéns pelo site e obrigada.

    • Laura, quando o dentista faz uma avaliação clínica e não vê necessidade de pedir uma radiografia, ele não pede (ou realiza uma). Isso é comum, sim. Depende muito do paciente e do tipo de tratamento que está sendo executado. Se o dentista desconfia que há cáries “escondidas” entre os dentes, por exemplo, pode pedir uma ou mais radiografias pra tirar a dúvida.

  45. Dra. Bom dia!!
    Há 3 anos fiz várias radiografias para poder usar aparelho e dois anos depois repeti essas radiografias. De 1 ano para cá precisei fazer tratamento de canal e foram feitas novamente varias radiografias e agora estou tratando de outro dente e o dentista solicitou e fiz varias periapicais. Estava lendo sobre a relação de Rx odontológico e meningioma e a pesquisa da universidade de Yale dizia que o risco aumenta em 90% para aqueles que fazer Rx odontológico anualmente. Gostaria de um esclarecimento sobre isso. E quanto seria anualmente?? Seria durante 3 anos seguidos, 5 anos seguidos ou mais ou menos???
    Obrigado!!

    • Rodrigo, não sei exatamente a qual estudo você se refere, mas também não importa muito, existem vários que correlacionam exposição à radiação ionizante e câncer na região da cabeça. A radiação a qual o paciente é exposto numa radiografia odontológica é baixíssima e controlada. Mesmo você tendo sido exposto várias vezes no mesmo ano, a dose de radiação que você recebeu continua sendo baixíssima, e nem sempre no mesmo lugar / dente. Ainda: em radiografias periapicais a área irradiada é bem específica, e fica longe da cabeça… as meninges não são atingidas pelo feixe de raios X. Os efeitos nocivos dos raios X existem sim e são cumulativos, mas é preciso ter em mente que esse dano é um nível celular e dificílimo (se não impossível) de quantificar. Portanto, um aumento de 90% numa possibilidade baixíssima, continua sendo uma possibilidade baixíssima. Enfim, creio que você não precisa se preocupar com a possibilidade de um tumor na cabeça mais do que as outras pessoas.

  46. Fui ao dentista, me disse que teria que tirar um raio x porque meu dente estava doendo mas por fora não tinha sinal de carie. Bem, acontece que na hora que fui tirar o raio x, a dentista saiu da sala e ligou o raio x mas ele disparou, preocupada perguntou ao colega dela o que fazer, ele disse para desligar na tomada, estou preoucupada acho que tomei muita radiação cerca de 7 segundos.

    • Ainda assim a radiação emitida por esse tipo de aparelho em tomadas radiográficas periapicais é muito baixo, Mariana. Pode ficar tranquila, certamente você não terá nenhum prejuízo por causa disso.

  47. Dra. Ana, bom dia!

    Estou grávida de 5 semanas e sem saber que já estava grávida fiz vários raios x dos dentes (aproximadamente 14), estou preocupada pois não sei quais são os reais riscos e o que pode ser feito agora.

    • Ana, nada pode ser feito e nada precisa ser feito. Os raios X passaram LONGE da sua barriga, pois a incidência deles é limitada pelo próprio equipamento pra atingir só a área de interesse (os dentes, no caso). E mesmo que os raios fossem em direção à sua barriga, imagino que você estava usando um colete de proteção, não estava? Enfim, meus parabéns, que o bebê venha com muita saúde (não temos razão alguma pra duvidar disso). :)

  48. Estou preocupado com algumas coisas:
    1 – desde quando fui fazer uma restauração, nao sei o nome tecnico vou usar aqui uma linguagem bem leiga, no ultimo dente perto do siso na parte inferior. Bom, isso foi em abril de 2010, meu dentista tirou um monte de raio x com colete, na semana seguinte fiz uma panoramica com colete. Fui orientado a ir em um ortodontista um mes depois, outra panoramica com colete. Em junho de 2011 outra panoramica com colete. Agora em março de 2013 fui no meu plano odontologico, ai entao só dor de cabeça. Fiz mais exames de raio x e deu que tinha que fazer canal. Em maio de 2013 outra dentista do plano pediu outra panoramica, e digital, fiz sem o colete, tava de relogio e com uma contenção no dente debaixo, aquele fio fixo no dente, dois canais e mais raios x. E pra fechar com chave de ouro acabo de chegar do dentista e fiz outro raio x, mas estava com aquele colete de plastico pra nao sujar a camiseta e foi colocado o de chumbo por cima. Estou preocupado com tantos raio x e panoramicas, estou correndo risco ?

    • Marcos, embora a quantidade de exames diferentes que você fez seja grande, a dose de radiação que você recebeu, mesmo assim, foi bem baixa. Você fez apenas radiografias panorâmicas, mas levantamentos periapicais, por exemplo, são compostos por 14 radiografias (num exame só). Enfim, você fez todos essas tomadas com proteção (exceto por uma, mas mesmo assim o colete de chumbo é apenas um item preventivo, a região que ele cobre não é irradiada em radiografias bucais), portanto você não precisa se preocupar.

      • Boa tarde, Ana, e obrigado pela resposta.
        Mas quero ressaltar que fiz muitos exames raio-x para tratamento de canal, que perdi até as contas e ainda vou fazer mais. O que mais me intriga é ter feito esse raio-x com “dois coletes” sendo que o de plastico é colocado pra nao sujar a camiseta em vez de tirar foi colocado o de chumbo por cima, isso prejudica ? Mais uma vez muito obrigado !!!

        • Tratamento de canal é assim mesmo Marcos, tem bastante radiografia. O fato de você ter ficado com o colete plástico por baixo do de chumbo não interfere em absolutamente nada.

  49. Olá, Dra Ana!

    Sei que os efeitos do RX são cumulativos. Portanto, minha dúvida: trabalho em um consultório odontológico há 6 anos e estou grávida de 6 meses. O dentista as vezes tira o RX do paciente comigo dentro da sala, fico na sala de esterilização que fica a menos de 2 metros de distância. Sempre peço pra ele me avisar que vai tirar o RX, mas ele se esquece de me avisar… Fico furiosa com ele, mas ele disse que não tem problema!!! Fiz ultrassom mês passado e o meu obstetra disse que está tudo bem com o bebê, mas mesmo assim estou preocupadíssima… E agora? será que esses efeitos cumulativos do RX prejudicaram meu bebê?? Me ajude Doutora!

    • Melissa, se você estiver a pelo menos 1,8 metro da fonte de raios-X, tá segura! Se no seu caso são 2 metros, os raios-X não chegam lá.

  50. Dra, quais os males da radiografia? Em que ela pode afetar?

    • Karen, mutações em nível celular. Os raios x fazem parte de um grupo de radiações chamado “ionizantes”, ou seja, eles provocam modificações nos tecidos do nosso corpo… e essas modificações são permanentes, portanto, se acumulam. Os raios solares, por exemplo, também têm esse tipo de efeito, note que pessoas que se expõem durante anos ao sol têm a pele manchada, com sardas, envelhecida. O princípio é o mesmo.

      • Então dra, mas e com os dentes? Que dano as radiações podem causar aos dentes?

        • O efeito é o mesmo que em outros tecidos, Karen. Um dano irreversível e cumulativo, porém, irrisório. A dose de radiação que o paciente recebe num exame radiográfico dentário convencional é baixíssima.

  51. Boas, mas o nosso organismo não tem capacidade de se defender contra essas radiações por serem tão baixas?

    Por exemplo, o efeito é sempre cumulativo ou se passar 10 anos apos varias radiografias, o organismo já limpou esses efeitos anteriores? Ou é sempre cumulativo?

    Imaginemos que uma pessoa já fez 6 raios x, incluindo pulmoes e costas e dentes, é jovem e faz um tac e está tudo bem, tem um risco muito elevado?

    No futuro poderá sofrer devido a esses exames radiológicos?

    Cumps,
    Vitor Fernandes

    • Vitor, os efeitos são SEMPRE cumulativos, durante a vida toda. É como acontece com os raios solares (que também são radiações ionizantes), os danos que eles causam são permanentes. Isso pode ser visto em pessoas de pele mais clara que, após anos de exposição ao sol (geralmente sem a proteção adequada), começam a desenvolver mais rugas, manchas e sardas. Essas rugas, manchas e sardas representam um dano irreversível à pele.

      Mas, reafirmo: as doses de radiação que o paciente recebe em exames radiográficos convencionais são muito baixas, irrisórias mesmo. Mesmo fazendo muitas radiografias durante a vida, não há motivo nenhum pra pensarmos que a pessoa desenvolverá algum tumor, ou algo assim, tendo como causa direta a exposição à radiação.

  52. Muito obrigado pela resposta,

    Já agora tenho uma outra dúvida já que é dentista :)

    Uma pessoa que vai muitas vezes ao dentista e leva anestesias para tratar dentes e também já tirou alguns dentes levando anestesia não teve reacções alérgicas, poderá numa outra consulta desenvolver reacções alérgicas à anestesia ou significa que essa pessoa não é alergica à anestesia?

    Cumpts e bom trabalho,
    Vitor

    • Vitor, as duas coisas :). Significa, sim, que a pessoa não é alérgica à anestesia (e esse tipo de alergia é raríssima, nunca tive um caso no consultório ou soube de um colega próximo que tenha passado por esse aperto). Por outro lado, qualquer pessoa que sabidamente não é alérgica a determinada substância pode apresentar uma reação chamada “choque anafilático”, que só é possível ocorrer a partir da segunda vez que o indivíduo se expõe a uma substância. Por algum motivo, o organismo se “confunde” e entende a tal substância como uma ameaça, reagindo de forma exacerbada.

  53. Boa noite!!! Adorei a materia, mas sempre fica duvida. Trabalho em consultorio odontologico ha 7 anos e tenho planos de engravidar. Trabalho com um dentista que so faz canal 3 vezes na semana, as paredes do consultorio nao possuem proteçao, sao divisorias de madeira e nao vao ate o teto. O consultorio e pequeno, o que devo fazer para me proteger e nao me preocupar???

    • Elaine, para aparelhos de raios-x do tipo periapical basta que você se afaste pelo menos 1,8 m da aparelho quando ele for disparado. Ou seja: saia da sala. Já é mais do que suficiente para garantir sua proteção. E o feixe de raios-x só se propaga em linha reta, porque ele é restringido pelo colimador… portanto, o fato das paredes não irem até o teto não influencia, também. Pode ficar tranquila. Eu trabalhei até os 9 meses de gravidez, o meu consultório ficava bem ao lado da sala de raios-x… e deu tudo certo. ;)

  54. Olá doutora Ana. Adoro ler sua respostas, pois tira muitas dúvidas. Parabéns!!
    Doutora, tive que fazer um tratamento dental longo, envolvendo vários procedimentos, já dura uns 8 meses. Já tirei mais de 20 rx nesse periodo. Quais os riscos? Devo dar um tempo?
    Obrigada e aguado sua resposta.

    • Cristina, a dose de radiação recebida pelo paciente em radiografias periapicais (ou mesmo a panorâmica) é bem baixa e segura. Um levantamento periapical, no qual são feitas radiografias por grupo de dentes, conta com 14 tomadas, e isso de uma vez só (mais as possíveis repetições). Então, 20 radiografias em 8 meses é perfeitamente aceitável, se a necessidade justifica.

  55. Dra. Ana
    Quanto tempo devo esperar para entrar na sala, após ter disparado o feixe de raio-x no meu paciente?

    • Não é necessário aguardar, Samantha. Após disparado o feixe a radiação cessa, não fica “resíduo” ou algo assim no ar.

  56. Dra. voce poderia me explicar sobre o filme radiografico e tudo que o compoe?

    • Nossa Sabrina, TUDO eu não vou conseguir… mas é mais ou menos o seguinte: a película radiográfica é composta por uma emulsão muito fina e uma base plástica transparente, que serve para dar sustentação à emulsão. A emulsão está em suspensão numa gelatina, para melhor distribuição e proteção da mesma. Entre a base e a gelatina há o substrato, que “gruda” a gelatina na base. A função principal da gelatina é manter os grãos de haletos de prata (que vão formar a imagem na película) em suas posições fixas e uniformemente distribuídas. além de permitir a passagem de água e dos produtos da revelação por entre os microcristais. Em resumo, é isso.

  57. Boa noite, Dra.
    Tenho algumas dúvidas em relação a exames de imagem. A 1a, fiz uma ressonância para ATM com aparelho transparente que só possui o fio como metal. Posso obter algum problema de saúde futuro? A 2a é que fiz há quase 1 ano uma tomografia para septo nasal num espaço de tempo curto com uma panorâmica para o aparelho que atualmente uso. Preciso ficar preocupado. Abraços e parabéns pelo blog.

    • Fernando, pode ficar tranquilo nos 2 casos. Com relação à ressonância, ela não usa radiação ionizante e sim um campo magnético. Se houvesse algum problema teria ocorrido durante o exame, o aparelho poderia “esquentar” e machucar você, por exemplo… mas sendo só o arco, não foi o caso. Se o seu aparelho fosse convencional, metálico, você certamente teria que removê-lo pra fazer o exame. No caso da tomografia e da panorâmica, a tomo usa uma dose maior de radiação, mas mesmo assim é uma dose segura. A quantidade de radiação X necessária pra se fazer uma panorâmica, por sua vez, é bem menor. Enfim, mesmo com a soma das 2 doses em um curto espaço de tempo, você não recebeu uma quantidade de radiação que mereça preocupação.

  58. Dra. Ana, tive que fazer uma radiografia panorâmica, mas a tecnica repetiu duas vezes no mesmo instante, pois a primeira não tinha ficado boa. Depois disso passei a ter dores de cabeça constantemente. Será que tem a ver com a radiografia ? O fato de ter repetido ?

    • Não tem nada a ver não, Dagmar… pode ficar tranquila. Certamente é coincidência. A repetição desse tipo de exame, que expõe o paciente a uma dose baixíssima de radiação, é bastante comum. É preciso que a imagem tenha qualidade para interpretação e auxílio diagnóstico, senão ela não é útil.

  59. Boa noite Dra. Gostava que me respondesse esta questão, sei que não tem nada a ver com raios x.

    Qual a causa do mau hálito após as refeições?

    Mesmo escovando os dentes?

    Não bebo líquidos nem antes nem durante as refeiçoes.

    Será que isso tem alguma coisa a ver?

  60. Ana, antes do seu texto, li muitos outros (de outros sites), que me deixaram muito preocupado, me levando a pensar que estou definitivamente condenado a desenvolver um câncer. Até me animei um pouco lendo seu texto, mas gostaria que me dissesse o que acha de VERDADE da minha situação e se devo ou não me preocupar. Vou tentar resumir: em setembro de 2013 precisei fazer 2 raios-X da cabeça para extrair cirurgicamente uma lesão que, segundo o médico, era benigna, mas tinha que ser retirada. Anteriormente (entre 2012 e meados de 2013) tinha passado por um tratamento odontológico, que ficou inacabado. Neste período, fiz 2 ou 3 raios-X, já não me lembro bem. Agora, em março de 2014, fui ao dentista e fiz dois raios-X, um em cada dente, cujo tratamento tinha sido interrompido. Ela me informou que o problema era um caso para a Endodontia e que eu procurasse outra clínica. Além disso, ela me deixou levar os raios-X emprestados, para não precisar tirar outros. Chegando lá, ao mostrar as radiografias, a endodontista condenou ambos os dentes e então autorizei a sua extração. Então, veio a desagradável surpresa: ela informou que eu tinha que tirar mais dois raios-X, para cada dente (inicial e final), senão o plano de saúde não a pagaria. Ou seja, o que importa é só o lucro dela e eu me prejudico, recebendo tantos raios-X. Como ambas as clínicas atendem pelo meu plano, os raios-X emprestados de antes não evitaram que eu tivesse que me expor a mais 4 raios-X, totalizando 6 em um espaço de poucos dias! Resumindo: foram 2 na primeira clínica, mais 2 cinco dias depois, e mais dois daqui a três dias. Destes 6, tirei 4 (pois extraí somente um dos dentes), e estou quase desistindo de extrair o outro daqui a três dias, o que daria 6 raios-X, ao longo de 8 dias. Por favor, lhe peço que me diga quais são os riscos reais de eu vir a ter um problema de saúde grave, pois li em alguns sites que apenas 1 dose já causa grandes prejuízos e potencializa até mesmo a ocorrência de um câncer futuro. Por favor, não deixe de me responder, pois estou atormentado, muito nervoso com essa situação e muito preocupado com tudo isso. Grato.

    • Leonardo, pode ficar MUITO tranquilo. A dose de radiação de uma radiografia periapical é baixíssima, e mesmo a soma das doses continua sendo irrisória. O dano biológico existe sempre e é cumulativo, mas é algo que se equipara a pegar sol sem proteção por alguns minutos. Pra você ter ideia, um levantamento periapical, que consiste num conjunto de radiografias de todos os dentes, por grupos, é composto por 14 radiografias… e elas são realizadas todas no mesmo dia, quase sempre necessitando repetir uma ou outra tomada que não tenha ficado boa e sem qualidade para interpretação. Portanto, reitero: fique tranquilo. Disso você não morre. ;)

  61. Ana, muito obrigado por sua resposta! Ajudou muito a diminuir minha preocupação. Queria ainda lhe perguntar algumas coisas, não querendo abusar de sua boa vontade: 1) observei que o aparelho estava muito próximo do meu rosto e li num artigo que a distância mínima deveria ser de 20 cm. Devo exigir isso da dentista?; 2) radiografias repetidas sobre o mesmo local (e não distribuídas em todos os dentes, como no levantamento periapical), não causam maiores danos ou riscos?; e 3) com relação à comparação com “pegar sol”, a radiação não seria pior, já que no caso do sol, somente a superfície da pele é atingida, enquanto raios-X atravessam a pele e atingem porções bem mais internas? Grato por sua atenção.

    • Vamos lá:

      1. O cilindro do aparelho de raios X periapical deve ficar encostado no seu rosto. O que precisa ter um tamanho definido é o cilindro, pois é ele que dá a distância certa entre o paciente e a fonte de raios X, que fica dentro do aparelho.

      2. Sim, o efeito nocivo é cumulativo e, quanto mais vezes os raios X incidem numa mesma área, maior a dose recebida. Mas a sobreposição é inevitável quando se radiografa, principalmente num levantamento periapical, onde as áreas de incidência são contíguas e quase sempre é preciso repetir uma ou outra tomada. Mas lembre-se: a dose de radiação de uma radiografia periapical é muito baixa, e a da soma de várias radiografias periapicais continua sendo muito baixa.

      3. A radiação solar também atinge as áreas mais profundas da pele, e não só a superfície. Os raios UV-A penetram profundamente na pele, provocando efeitos biológicos, e são os principais responsáveis pelo seu envelhecimento.

  62. Oi, Ana, tudo bem?

    Estou com dúvidas. Estou há tempos fazendo tratamento ortodôntico e já fiz cinco documentações. Em julho do ano passado, junto com uma dessas documentações, fiz periapicais da boca toda. Agora, março de 2014, fui a um periodontista e ele me pediu periapicais e interproximais da boca toda, de novo. Não há uma razão explícita para isso. Pela panorâmica, periapicais e interproximais do ano passado, ele disse que estou bem. Segundo o ortodontista também, tenho osso para a vida toda, algumas raízes arredondadas, mas tudo dentro da normalidade do tratamento, sem problema.
    Bem, não sei se faço os exames pedidos pelo periodontista ou não. Tenho receio de fazer, porque é muita radiografia, em pouco tempo, mas não sei se ele, apesar das imagens, desconfiou de algo que não quis me falar ou se simplesmente quer documentação atual.
    Sei que é difícil opinar, mas, por favor, do ponto de vista somente da radiografia, por favor, diga o que acha. Grata

    • Genia, eu acho que você pode ficar tranquila. Foram várias tomadas radiográficas, mas com doses baixíssimas, mesmo somadas. Se há indicação pra essas tomadas, elas se justificam. Se você tem feito acompanhamento junto ao periodontista, é porque teve / tem / desconfia-se que poderá ter algum problema periodontal durante o tratamento ortodôntico… então eu acho prudente fazer os exames, sim. Fique tranquila.

      • Ana, muito obrigada pela resposta. Além de esclarecedora, foi bem rápida. Marquei as radiografias e vamos lá. E parabéns por este espaço! É uma grande iniciativa.
        Um abraço.

        • Por nada Genia, fico feliz em ajudar.

  63. Boas Dra., queria saber outra questão, a nível da anestesia, a anestesia de dentista qual o risco? Numa reacção os dentistas conseguem converter o quadro ?

    E em caso de problema hemorragia na retirada de dente, tem material capaz de parar ?

    • Vitor, a anestesia odontológica é MUITO segura. As pessoas costumam associar à anestesia quando um paciente passa mal no consultório, mas na grande maioria das vezes o problema é apenas ansiedade (que é desencadeada pela anestesia), mas nada a ver com o líquido anestésico, em si. Tem um texto que trata sobre o tema aqui: http://medodedentista.com.br/2013/08/anestesia-de-dentista-da-convulsao.html

      Quanto à possibilidade de hemorragia, é outra “lenda”. Hemorragias não ocorrem em pacientes sem problemas sistêmicos (com pressão alta descontrolada, problemas de coagulação sanguínea ou diabetes descompensado, por exemplo). Nesses casos, o dentista nem vai fazer a extração… ele primeiro vai encaminhar o paciente para o médico para tratar / controlar esses problemas. Mas se acontecer um sangramento mais persistente durante uma extração, sim, há meios de se controlar isso.

  64. Oi, sou secretária odontológica e eu gostaria de saber se eu posso engravidar sem correr risco para o feto ou bebe, fizemos RX diariamente, apenas nos escondemos atras de uma parede de concreto, e não uso colete algum, eu corro algum risco de na gravidez? Eu posso continuar trabalhando lá ou eu tenho que sair do meu trabalho para poder engravidar, pois me preocupo muito.
    Agradecida.

    • Fique tranquila, Liane. Em se tratando de aparelhos de raios X periapicais, basta ficar afastada 2 metros e você estará segura. Não há necessidade de sair do seu emprego.

  65. Olá, boa noite.
    Doutora, a radiografia panorâmica é capaz de detectar cáries, inclusive aquelas que ficam bem escondidas entre os dentes?
    Grata pela atenção.

    • Sim Cássia, é. Mas, embora se possa ver cáries numa panorâmica, essa não é a melhor radiografia pra se investigar cáries, o exame mais específico pra isso é a radiografia interproximal (daquelas pequenininhas, intrabucais, que o próprio dentista pode fazer no consultório). Então se o dentista desconfia de uma cárie olhando pela panorâmica, o ideal é fazer uma nova radiografia, interproximal, pra confirmar.

  66. Quando, de acordo com a radiografia panorâmica, há suspeita de cárie, isso vem explícito no laudo? Muito obrigada pela atenção, pelas respostas e pelo site (que é maravilhoso).

    • Vem sim, Cássia. Com a recomendação, se necessário, de outro tipo de exame mais específico pra esclarecer (uma radiografia interproximal, geralmente).

  67. Bom dia, Dra.
    Sou assistente dentário e ando a tentar engravidar, mas como sabemos só informarei a gravidez depois dos 3 meses e gostaria de saber se não há problemas se durante esse período eu continuar a auxiliar nas periapicais, já que a Dra. diz em alguns posts que a radiação é direcionada e eu apenas “bato” o raio x quem segura a película na boca do paciente é o medico dentista. Desde já agradeço a atenção.

    • Nenhum problema, Patricia. Para equipamentos periapicais, se você estiver a 2 metros da fonte de raios X, a radiação não atinge você.

  68. Olá !
    Os liquidos , reveladore fixador podem causar algum mal na gravidez ?

    • Janaina, com o correto manuseio, não.

  69. Ola! Estou pretendendo engravidar daqui um mês, preciso fazer algumas radiografias (dentaria, coluna, pulmão e neuro), fiquei sabendo que não é recomendável fazer esses exames antes da gravidez, devido à radiação que fica no corpo. Isso é verdade?

    Obrigada !!!

    • Não é verdade, Carla. Não fica radiação no organismo, o que fica são os efeitos dela. Pode fazer os exames tranquila.

  70. Olá Dra. Ana! Muito esclarecedor esse texto, mas preciso de mais um esclarecimento porque eu sou muito encucada.
    Meu filho colocou aparelho esse ano, o ortodontista dele pediu pra fazer radiografias antes (ok!), aí ele reclamou de dor ao comer doces, foi numa outra dentista, ela pediu mais radiografias, estava com cárie, ele viajou e ficou 1 mês fora, quando voltou essa mesma dentista pediu um Raio X periapical, pra confirmar se não era canal (e era!), encaminhou pra endodontista e pediu mais 2 radiografias (tudo os dois lados) ai no segundo dia de tratamento, na mesma sala que ela atendia, ela mesma fez mais 2 radiografias nele pra ver se ela ja podia fechar o dente… (sem protetor de tireoide). Estou com medo porque meu filho fez esse monte de radiografias num curto período de tempo… Tem perigo? Ou precisaria de muito mais pra dar algum efeito futuramente?? Obrigada!! Se não souber me responder, ligarei pra algum oncologista. Obrigada.

    • Mônica, fique tranquila. Eu sei que parece que seu filho foi exposto a uma dose enoooorme de radiação, mas não, foi bem pouco. Num exame chamado “levantamento periapical”, por exemplo, são feitas 14 radiografias na mesma sessão, e mesmo assim a dose que o paciente recebe é baixa… bem menor do que a de uma tomografia, por exemplo.

  71. Bom dia Ana, tenho duas duvidas, o raio-x de todos os dentes é repetido muitas vezes no mesmo dia?
    E o aparelho ortodontico interfere no desvio de septo?

    • Mari, não sei se entendi a pergunta… você quer saber se é possível repetir uma radiografia no mesmo dia? É, se ela não tiver ficado boa para fins de diagnóstico. A dose recebida pelo paciente é bem pequena, fique tranquila. E não, o aparelho ortodôntico movimenta apenas dentes, não mexe com a parte óssea, portanto não interfere no septo nasal.

  72. Muito obrigada pelas respostas e parabens pelo site, é muito bom mesmo… eu fui no otorrino por incomodos da renite ai ela me disse aquilo… e o dentista me pediu o raio-x pra ver se as raizes do dente estão retas pra eu poder tirar o aparelho… é radiografia panorâmica ou periapical?

    • Certamente é panorâmica, Mari. É comum que o ortodontista peça esse tipo de radiografia ao término do tratamento.

      • Obrigado Ana, parabens por ser tão atenciosa com as pessoas no seu site. Bejim

        • ;)

  73. Olá Dra. Ana, desculpa eu incomodar de novo, mas tenho outra duvida, minha irmã acabou de ganhar bebe faz um mes, ela pode fazer raio-x?

    • Pode sim, Mari, não há contraindicação.

      • Brigadu… =)

  74. O raio X não funciona a base de MATERIAL RADIOATIVO como disse o Auxiliar de Enfermagem Machado, mas sim, trata-se de ondas eletromagnéticas a exemplo das radiações infravermelho, ultravioleta e da luz artificial (iluminação ambiente). Sua produção acontece pelo estabelecimento da diferença de potencial entre dois polos de sinais contrários, um negativo chamado de catódio onde há a formação de uma nuvem de eletrons e outro, polo positivo chamado anódio, responsável pela atração da nuvem de eletrons gerada no catódio, gerando raios X com o impacto com o anódio.
    Resumindo: o raio X é uma onda eletromagnética de um determinado comprimento de onda, que permite atravessar corpos opacos à luz (tecidos moles e duros do corpo humano.
    Esta radiação junto aos aparelhos de Raios X só existe enquanto este é acionado, diferentemente dos materiais radioativos que independem de acionamento para emitirem radiação.
    Mesmo assim, os raios X também atuam de forma deletérica
    às células do corpo humano se usado de forma abusiva ou sobre células do corpo humano menos diferenciadas.
    Dr. Edemir Costa, Professor de Radiologia da Universidade Federal de Santa Catarina.

  75. Bom dia, Dra. Eu venho sendo submetido a panorâmicas mensais, há uns 4 meses, pois estamos tentando abrir o espaço ideal para implantar um canino. Acontece que a clínica tira essas radiografias sem me disponibilizar nenhuma proteção (como colete ou protetor da tireóide). Estou correndo algum risco? Acaso sim, por ser cumulativa a radiação, existe algum método para expelir?
    Obrigado.

    • Bruno, toda tomada radiográfica deve ser feita com colete de chumbo. O protetor de tireóide, dependendo do equipamento, não pode ser usado para radiografias panorâmicas porque pode ficar no trajeto do feixe de raios X e atrapalhar a aquisição da imagem. Enfim: exija da clínica o uso de colete de chumbo. Por outro lado, essa é uma medida apenas preventiva, o feixe de raios X, num aparelho que esteja funcionando corretamente, não atinge a área que o colete de chumbo cobre. Sim, a radiação tem EFEITO cumulativo no organismo, mas ela, em si, não se acumula no organismo… então não há nada a ser “expelido”. A dose recebida pelo paciente em radiografias panorâmicas é muito baixa, se há indicação desses exames no seu caso, você não precisa se preocupar.

  76. Olá Ana ! Eu estou um pouco preocupado com alguns raio x de dente, daqueles com placas nos dentes, eu nao sabia do risco e a dentista pediu para eu colocar o avental de chumbo na primeira vez. Depois disso eu tirei mais tres, só que sem a proteçao. Já fez um ano, e agora comecei á sentir de vez em quando uma dor de cabeça e dores na mandíbula. Pode ser que seja do raio x? Abraços…

    • Certamente não, Fernando. O colete de chumbo é importante como medida preventiva, mas o local da dor que você relata não estaria protegido por ele. Ainda, a dose de radiação para uma tomada radiográfica desse tipo é baixíssima, você não precisa se preocupar. Procure um dentista pra identificar o motivo da dor na mandíbula e se ela tem relação com as dores de cabeça.

  77. Fiz um exame raio x periapical dos dentes frontais, porém apos o exame tive uma pequena pancada no dente e o labio sangrou, o dente não lascou e nao quebrou, isso foi depois do exame, brincando com meu cachorro, gostaria de saber quanto tempo devo esperar para realizar outra periapical, e se existe risco de realizar outra, sendo que foi realizado ha 1 semana, grato.

    • Não é preciso aguardar, Bruno. Não há risco qualquer envolvido.

  78. Olá, eu tive um trauma ha 2 anos e hoje fui ao dentista para ver o exame periapical, a dentista informou que tive reabsorção devido ao trauma, vou colocar aparelho, corro o risco da reabsorção continuar e comprometer meus dentes?????? Dentes com reabsorção tem um tempo de vida menor que um dente que não tem reabsorção???? Grato (obs > não tive que fazer canal, a polpa esta viva)

    • Bruno, o risco da reabsorção radicular continuar, existe, sim. Não dá pra afirmar que dentes com reabsorção radicular tenham “tempo de vida” menor. Se a reabsorção pára, resolvido.

  79. Se no caso não colocar aparelho ortodontico, ainda assim corro o risco de ocorrer uma reabsorção dos dentes que sofreram trauma ha 2 anos???? Se sim, qual procedimento para cessar essa reabsorção??? A dentista verificou q a polpa esta viva e devido a isso não foi necessario canal, mesmo com a rebsorção. Informou que a reabsorção não foi comprometedora, essa reabsorção pode continuar mesmo sem eu usar aparelho???

    Obs, não foi constatado lesão, infecção ou necrose da polpa, apenas essa reabsorção, devido ao trauma ocorrido, mesmo sem tratamento ortodontico, corro esse risco? Grato.

    • Corre o risco sim, Bruno. Quem dera houvesse uma forma eficaz de parar a reabsorção radicular, mas não há. Cada organismo se comporta de forma diferente… talvez a sua reabsorção tenha parado e você nunca mais tenha problema, usando ou não aparelho.

  80. Desculpe ser extenso, mais uma duvida, qual a diferença de reabsorção interna e externa, a minha será externa, pois não tive q fazer canal?!! Grato.

    • Pela sua descrição a sua é externa, sim. A reabsorção externa causa o encurtamento da raiz do dente, a reabsorção externa começa pela parte de dentro do dente, pelo canal.

  81. Entendi, nesse caso mesmo pessoas que nao tenham sofrido trauma correm certo tipo de risco por reabsorção?? Caso ocorra novamente essa reabsorção ou de forma severa, qual seria o tratamento indicado???? Ou a unica forma seria a extração???? Pois já ouvi falar de pessoa com genetica para reabsorção, mais uma dúvida, o tratamento de canal não cessa a reabsorção radicular???

    Para verificar se a reabsorção estabilizou ou não, tenho que fazer sempre periapicais? Se sim, de quanto em quanto tempo seria o recomendado? Grato novamente (e desculpa a extensão estou com mtas duvidas desse assunto), agradecido.

    • Sim, pode haver reabsorção radicular durante o tratamento ortodôntico inclusive em pessoas que nunca tiveram traumas dentários. Não existe um tratamento que recupere uma reabsorção radicular, ela pode ser parada, mas não revertida. Em caso severo, sim, pode ser necessário extrair. O tratamento de canal pode ajudar a interromper uma reabsorção radicular, principalmente interna, mas não é garantia. Cada organismo se comporta de uma forma. Sim, seria interessante fazer exames radiográficos periódicos pra verificar as reabsorções. O intervalo entre essas radiografias depende da indicação do dentista, pode ser de 3 em 3 meses, de 6 em 6 meses, etc..

  82. Sim, eu entendi que ela não pode ser revertida. Doutora, minha duvida é a seguinte: qual o tratamento para estabilizar, ou seja, para parar a reabsorção da onde ela parou, para que ela não evolua, qual o tratamento o nome do tratamento para isso???? (Para evitar desde agora um possível implante no futuro, o canal não foi indicado no meu caso pois minha polpa esta viva). Outra duvida: já que tive uma reabsorção devido o trauma, o ideal seria fazer o tratamento (caso exista um, da primeira duvida), ou o ideal seria acompanhar periodicamente e se acontecer de novo daí sim faço o tratamento????? Acompanho periodicamente para ver se acontece a reabsorção ou já faço o tratamento para estabiliza-la ????? Muito grato.

    • E eu entendi a sua pergunta, Bruno… e já respondi: não há tratamento comprovadamente eficaz pra parar uma reabsorção externa ou interna. No caso da interna, a indicação é o tratamento de canal… mas pode não adiantar. No caso da externa, geralmente o dentista identifica a causa da reabsorção e a remove (interrompe um tratamento ortodôntico, por exemplo). O tratamento de canal, dependendo do caso, pode estar indicado, também. Quem decide se é hora de tratar ou acompanhar o caso periodicamente é o dentista.

  83. Obs > estou realmente aflito com isso (deprimido). Doutora, por gentileza, com sua experiencia deve ter pego algum caso igual ao meu de trauma (lasca do dente), tive reabsorção externa (polpa viva), o que posso fazer para evitar que essa reabsorção ocorra novamente, o que indicaria para esse paciente, será que vou ter q passar a vida fazendo exames pericapicais, de 6 em 6 meses ou 3 em 3 meses, com medo dessa reabsorção voltar algum dia na minha vida?! :( :(

    Obrigado, desculpe qualquer incomodo (nao quero viver pensando q um dia ela pode vir e eu ja tenho q pensar em um possivel implante e enxerto osseo).

    • Percebi sua aflição :) . Mas não fique assim, geralmente a reabsorção pára e tudo se resolve… você está pensando na pior hipótese, o que, no seu caso, não se justifica… nem canal você não precisou fazer! Quem vai indicar a periodicidade das reavaliações é o seu dentista, e estando tudo bem, o intervalo vai aumentar (1x ao ano, depois a cada 5 anos… depende).

  84. Olá Ana Tokus, meu nome é Adriana e gostaria de esclarecer algumas dúvidas, trabalho com Rx ha 5 meses e descobri ha 2 semanas que estou grávida e estou muito preocupada, pois onde eu trabalho não uso avental e não uso aparelho (dosímetro), faço exames de panorâmica, periapical, cefalométrica de perfil… sendo que trabalho de 9 da manhã até às 18 de seg à sexta e sábado até 12hs. Faço todos estes exames sozinha, e atendo mais de 15 pacientes por dia. Desde o dia que descobri dia 06/08 estou afastada do trabalho, mais minha preocupação maior é de ter tomado uma grande quantidade de radiação. Tem algum tipo de exame para fazer p/ saber se meu bb corre algum risco de saúde?? Estou desesperada!!!! Me ajude, obrigada.

    • Adriana, imagino que ao acionar o aparelho você se afaste, fique atrás de um biombo… não? Se assim for, ok. Não há razão alguma pra você ou seu bebê terem sido expostos à radiação ionizante. Não há exame pra isso, porque, no caso da radiação ionizante, o que fica na pessoa não é a radiação, e sim os efeitos dela. Mas olha… acho que você não tem com que se preocupar. Tenho 2 filhos e fiz radiografias periapicais em pacientes até os 9 meses de gravidez… e ambos passam bem. ;)

  85. Espero que fique td bem, doutora, esses dentes frontais superiores incisivos q sofri trauma tem atras pequenas obturações, nos 4 dentes, já estão ha 10 anos essas obturações mas sem infiltração nenhuma, minha duvida é também por exemplo quando precisa trocar essas obturações vai causar alguma influencia em reabsorver. Mais uma vez obrigado pelo atenção, Doutora.

    • Não, a troca das restaurações, quando necessário, não interfere na reabsorção radicular.

  86. Essa reabsorção externa faz perder o osso?? Se ocorrer reabsorção novamente o procedimento de canal está com mais chances para ser efetivo na cessão da reabsorção ou não, as chances de sucesso para esses casos são mais para positivas ou negativas ? Grato.

    Obrigado Doutora, minha aflição é porque sempre escovei bem os dentes e cuidei, e morro de medo de ter que extrair o dente para por implante, que é caro, pois sempre tive cuidado com minha higiene e por conta de um acidente (trauma) se coloca td a perder :( Gostaria de saber a porcentagem de pessoas com o mesmo tipo de problema que ocorreu comigo de darem certo de manterem os proprios dentes naturais (mesmo se tiver q fazer canal para mante – lo)?! Grato.

    Obs. tive uma reabsorção externa devido a trauma, e não foi feito nenhuma tratamento pela dentista, isso é normal, existe casos assim em que nao é preciso fazer nada?!

    • Não, a reabsorção é só da raiz do dente. Se depois do trauma em nenhum momento houve perda óssea, não há razão pra ter agora. Com o tratamento de canal, a chance pode ser menor. Mas ainda há chance.

      A chance de você manter o seu dente é enorme. A reabsorção severa / completa da raiz, se nem tratamento de canal foi necessário, é exceção. Sim, existem casos em que apenas o acompanhamento periódico está indicado.

Comente ou pergunte!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>