Filme mucoadesivo anestésico: será o fim da anestesia com agulha?


Olha que interessante: cientistas da USP desenvolveram uma espécie de fita adesiva que libera anestésico na gengiva. Uma versão moderna da “pomadinha”, o anestésico tópico.

Depois de anos de pesquisas, a equipe de pesquisadores das Faculdades de Ciências Farmacêuticas (FCFRP) e da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP), ambas da USP, chegou a um filme mucoadesivo anestésico, que seria algo como um “esparadrapo biocompatível e biodegradável” feito com um polímero de baixo custo chamado hidroxipropilmetilcelulose (HPMC), derivado de celulose vegetal, bastante utilizado nas áreas farmacêutica, cosmética e alimentícia.

Carpule e tubete anestésico
Será o fim da anestesia com agulha?

Um dos grandes desafios no desenvolvimento da “fita”, segundo o farmacêutico Renê Oliveira do Couto, foi a adesão à gengiva, que é uma área úmida e irregular. “Os filmes são produzidos com espessura ideal e dimensão, flexibilidade e resistência mecânica adequadas para a administração na mucosa”, diz o pesquisador.

O novo produto tem se mostrado eficiente na anestesia tópica, que é aquela feita antes da anestesia em si, pra que o paciente não sinta a “picada” da agulha. Mas ainda é cedo pra afirmar que os filmes mucoadesivos um dia irão descartar a necessidade de se usar agulhas gengivais, principalmente em procedimentos cirúrgicos mais invasivos e complexos. De qualquer forma, o produto pode ser muito útil em microcirurgias, extração de dentes de leite em crianças e raspagem periodontal em adultos.

Os testes realizados por dentistas, sob coordenação dos professores Vinicius Pedrazzi e Paulo Linares Calefi da FORP, mostraram que os filmes realmente reduzem a sensação de dor, tanto superficial quanto profundamente. A ação anestésica começa após 5 minutos de adesão à mucosa gengival, atinge efeito máximo entre 15 e 25 minutos e dura por cerca 50 minutos, que é um tempo médio razoável para um procedimento cirúrgico-odontológico.

Quais as vantagens da “fita anestésica”?

Primeiramente, um eficiente efeito pré-anestésico, ou seja, o paciente não sente a punção da agulha quando é aplicada a anestesia injetável, como mencionado. Quem tem medo de injeção e/ou medo de dentista já gostou do que leu até aqui. 🙂 Além disso, os anestésicos tópicos comuns não têm mucoadesão, ou seja, tendem a ser removidos pela saliva, o que diminui o efeito anestésico e pode deixar gosto ruim na boca. O filme mucoadesivo anestésico resolve esses dois problemas e permite que a anestesia tópica produza efeito por muito mais tempo. Até existe um produto similar no mercado chamado Dentipatch, mas “não foi provada sua eficácia para anestesia profunda”, segundo os pesquisadores.

É importante ressaltar, também, que o novo produto deve aumentar a biossegurança (tanto para dentistas quanto para pacientes) ao diminuir o risco de acidentes com agulha.

Bom, ainda não dá pra aposentar a agulha, mas já estamos caminhando nessa direção. 🙂

Parte dos resultados da pesquisa estão publicados online em Colloids and Surfaces B: Biointerfaces e na revista Biomedical Chromatography.

Via USP

Compartilhe:

Comentários via Facebook


Categoria: Anestesia | Analgesia | Sedação

Marcadores:

41 comentários

  1. Olá Dra!

    Estou com um dente cariado onde estava fazendo um tratamento de restauração e foi interrompido por um atropelamento que sofri, passado um ano e a recuperação das inumeras cirurgias que realizei, hoje esse dente está doendo muito, ja liguei para minha dentista e passei o caso para ela. Não estou conseguindo morder pois doi quando ele toca em outros dentes, você acredita que será necessario ser feito canal? Extração desse dente? Tenho alguns medos. Desde já agradeço pela ajuda!

    1. Ricardo, se o dente dói só ao morder, pode não ser caso de canal. Já se a dor é espontânea, há possibilidade. Em princípio, considerando seu relato, não vejo motivo pra extração.

  2. Dra, na minha última consulta no orto, ele reposicionou alguns bráquetes e tudo mais, até aí ok. Na arcada inferior, ele reposicionou o bráquete do canino esquerdo e do incisivo lateral esquerdo, mas ele fez MUITA FORÇA (não consegui saber porque, só sei que esses dois dentes deram trabalho pra ele kk), doeu muito, parecia q ele tava empurrando meus dentes manualmente, sem brincadeira. Eu nem falei nada, mas ele me disse que provavelmente ia doer bastante e eu poderia tomar um analgésico e que na próxima consulta colocaríamos os elásticos pra consertar o desvio de linha média e isso me incomodaria bastante também. Aí quando saí da consulta, vi que o fio metálico estava torto pra cima, pra puxar o canino. No dia seguinte (ainda estava doendo bastante esses dentes), vi que o fio não estava mais torto ‘-‘ e o meu incisivo lateral que era alinhadinho bonitinho com os centrais estava um pouco mais pra trás deles, não estava mais perfeitamente alinhado, estava um pouco mais atrás. O que houve? Em 1 dia o fio já puxou meu canino pra alinhá-lo? E o reposicionamento dos bráquetes pode ter desalinhado meu incisivo?

    Obg 🙂

    1. É isso aí, Karen… seu canino se movimentou. E sim, o reposicionamento dos bráquetes desalinhou seu incisivo, mas não se preocupe, é normal. Isso será corrigido depois.

  3. Bom dia Doutora, fiz um canal e passei um grande sufoco, ia ao dentista normalmente mas após esse canal não consegui mais ir por medo mesmo, porém, não fiz a restauração pois acabei entrando em uma empresa e não queria dar atestado, estou ha muito tempo com o dente aberto pois o curativo já caiu, será que meu dente tem solução ou só extraindo ? Há alguma chance de solução? É o penúltimo dente ! Obrigado.

    1. Pode ser que tenha solução ainda sim, Ramon. Mas quanto mais tempo esse dente ficar aberto, menor a possibilidade de salvá-lo, porque a cárie vai tomando conta, sem contar a infecção dos canais, em si. Procure um dentista o mais rápido possível.

  4. Olá Doutora! Sei que não tem nada a ver com a postagem, mas… meu siso do lado inferior direito começou a nascer, ja da pra ver uma parte do dente nascendo, porém ao lado dele a gengiva inchou, estou com isso ha mais ou menos 1 semana e percebi que a gengiva inchou e desinchou varias vezes. O que pode ser ?

      1. Na sua postagem mostra que o inchaço está acima do dente siso, o meu está ao lado, parecendo uma bolhinha, indolor, mas que me preocupa muito.

  5. Olá doutora, gostaria de tirar algumas duvida com vc, pra ter uma segunda opinião. Esse ano resolvi colocar aparelho nos dentes e na panoramica minha dentista viu que eu tinha os quatro sisos e mais um extra atras do superior direito, dos quatro só o superior direito está pra fora, e o inferior direito aparece só uma ponta e está na horizontal. Ela pediu para retirar e me indicou um cirurgião dentista. Na consulta, ele disse que poderia tirar os de cima sem problemas, só o extra seria deixado por estar muito pra dentro e não interferir no tratamento ortodontico. Porém as raizes dos inferiores estão bem proximas do nervo, coladas praticamente, no esquerdo inclusive da pra ver um pequeno desvio no nervo bem onde está a raiz, o que indica contato quase direto. Pois bem, ele pediu pra eu pensar bem se vou fazer a extração por causa do risco de parestesia, disse que no caso do inferior direito, por estar deitado ele podia retirar só a coroa e fazer um acompanhamento para ver como a raiz vai se comportar. Já o esquerdo era mais complicado embora estivesse na posição normal (vertical), mas ele não explicou direito o porquê (ou eu não lembro) falou alguma coisa sobre ir quebrando em pedacinhos. Depois eu fui analisar a panoramica por conta propria e pesquisar na internet (e aqui estou, alias o seu blog foi o que me informou melhor, obrigado) e vi que esse dente que ele disse ser mais complicado (inferior esquerdo) está bem recuado dentro do osso, mas não para baixo, para trás mesmo, está quase todo dentro da mandibula. Então as minhas duvidas são:

    1 – o fato dele estar tão recuado para dentro do osso impossibilita um procedimento como a coronectomia?
    2 – se eu retirar o siso só de um lado pode influenciar o tratamento ortodontico? Tipo os dentes do lado que está sem siso alinhar e o outro não? Minha dentista não pediu pra retirar os pre molares mas disse que estava no limite para conseguir arrumar sem extrai-los.
    3 – dá pra retirar um molar e puxar esse siso pra frente pra ficar no lugar dele?

    obs: já te mandei um email com minha panoramica em anexo

    1. Wesley, vi sua panorâmica. Vamos lá:

      1. Não, ainda é possível fazer a coronectomia. Mas em se tratando do inferior esquerdo, não sei se é vantagem. O ideal seria fazer uma tomografia da região desse dente pra estabelecer qual a relação das raízes do siso com o canal da mandíbula, porque na radiografia (2D) às vezes parece que a relação é íntima, mas na tomo (3D) se constata que não é.

      2. A indicação da remoção dos sisos por motivo ortodôntico depende, essencialmente, da necessidade de utilizar o espaço que o siso ocupa. Se for preciso levar os dentes pra trás, tem que extrair. Se não extrair, o resultado do tratamento ortodôntico fica comprometido.

      3. É uma ideia. Pode ser possível. Vale discutir essa possibilidade com a sua ortodontista.

      1. Obrigado por responder, e mais uma coisa que eu esqueci de perguntar, no caso se fosse feita uma coronectomia desse inferior esquerdo, a raiz poderia interferir no tratamento ortodontico tambem?

  6. Doutora, parabéns pelo seu trabalho, li muitos posts e eles têm me ajudado bastante. Tenho 24 anos e sofro demais com meus dentes. O que mais prejudica é o medo de dentista que me persegue desde criança, eu preciso vencer esse medo. Teve uma vez que fiz xixi na calça ao ouvir aquele barulhinho se aproximando da minha boca, foi o maior constrangimento da minha vida e desde então nunca mais fui a um consultório.

    Eu infelizmente não tive orientação quando criança a respeito de higiene bucal, não escovei meus dentes como deveria e consequentemente sofro com as cáries. Sei que o culpado disso fui eu, mas alguns dentistas não têm sensibilidade (principalmente homens) e já ouvi coisas do tipo: “nossa vc é tão novo, como deixou chegar a esse ponto”. Algumas cáries eu restaurei em uma época que eu não tinha muito dinheiro e não ficaram bonitas. Hoje eu tenho condições financeiras de ir a um bom dentista, mas o medo e a vergonha me impedem. Enfim, não é bem uma dúvida, é só um desabafo. Parabéns pelo maravilhoso trabalho aqui no site.

    1. Fernando, eu acho que o que falta pra você é encontrar um dentista no qual confiar. Essa escolha tem que ser feita com muito critério, e uma boa forma de encontrar um dentista que atenda suas necessidades é através da indicação de um amigo, por exemplo. Todo mundo conhece (ou conheceu) um bom dentista, e não falo só do aspecto técnico, mas principalmente do aspecto humano. Tem muito dentista bom por aí. Você está em que cidade?

  7. Olá, Ana! Primeiramente, agradeço sua solicitude para com os leitores que têm dúvidas, admiro muito! Bem, estou quase no fim de meu tratamento ortodôntico e fiz uma restauração em um dente de trás em dezembro. Aparentemente estava tudo ok, mas, dois meses depois, esse dente começou a doer espontaneamente, uma dor fraca. Hoje em março, a dor está um pouco mais forte e frequente, vejo o dente no espelho e ele parece normal esteticamente, não sei o que pode ser isso e não quero voltar ao dentista q fez porque ele provavelmente restaurou uma mancha de sulco (não era uma cárie, depois vi que tinha varias dessas manchas desde criança e provavelmente foi erro, longa história, enfim), mas não entendo o porquê disso, pode ser pelos movimentos ortodônticos? Creio que ele não furou muito, pois foi sem anestesia, mas no final eu já sentia um pouco de sensibilidade, estou muito preocupada com esse dente.
    Muito obrigada pela atenção ;3

    1. Oi Isabelle, pode ser por causa da movimentação ortodôntica, sim. Sugiro fazer uma radiografia desse dente, pra ver se há alguma alteração visível radiograficamente, além de outros testes e exames que o dentista pode fazer pra detectar alterações (palpação, teste térmico, etc.). Não precisa ser o mesmo dentista, mas procure um dentista pra avaliar.

  8. Ah, então pelo visto tá tudo certo em relação ao aparelho.
    Vou seguindo com tuas dicas e esclarecimentos.
    Grata pela atenção de sempre. E todo sucesso do mundo pra ti, em todas as áreas da tua vida! <3

  9. Oi Ana! Curti muito seu site, li muita coisa que me deixava na duvida, Parabéns!
    Me ajuda em uma coisa. Como já diz o nome do site “Medo de Dentista” e eu tenho muito medo.
    Hoje pela tarde acabei quebrando a parte de cima da obturação / restauração, fiquei muitoo preocupado com isso, afinal não sei o que pode acontecer. Pesquisei um pouco e vi que em alguns casos pode ocorrer infiltração e é uma dor imensa. Até o momento nada ocorreu comigo. Porém gostaria de saber o que deve ser feito já que uma parte da obturação quebrou ? Há uma maneira de restaurar novamente ou sobrepor a massinha da restauração ou terei que fazer canal ?

    Obrigado !

    1. Leandro, o tratamento de canal é necessário quando o “nervo” do dente é atingido (por cárie, fratura, etc.). Não me parece que seu caso seja esse. Se a restauração quebrada for de resina, talvez nem seja necessário removê-la inteira pra restaurar a parte quebrada. Mas, mesmo se for, restaurar o dente deve resolver a questão.

      1. Fico muito grato por você tirar seu tempo para responder cada pessoa aqui! Vou direto marcar um dentista para refazer logo essa resina! Muuito obrigado e Parabéns pelo site! SUCESSO pra você.

  10. Olha, eu tinha um tremendo medo de anestesia por traumas na infância nas vezes q fui obturar. O dentista rinha “mão ruim” e a anestesia acabava doendo na hora da picada.
    Mas depois de adulto com problemas dentais fui a outro dentista q simplesmente é sensacional, sem dor. Tive q extrair alguns dentes inclusive devido ao tratamento ortodôntico, mas a técnica q ele usou pra anestesiar achei sensacional. Primeiro ele anestesia próximo ao beiço onde tem mais carne, assim menor possibilidade de dor. E depois de uns 30 segundos ele anestesia próximo a raiz do dente, já q a boca já está meio q anestesiada, assim não senti dor alguma, nem na picada, nem na extração.
    Muita gente creio q ainda tem medo de anestesia pq ainda não achou a mão certa.

    1. Verdade Moura, é como eu costumo dizer: é preciso encontrar “a tampa da sua panela odontológica”. Dentista e paciente têm que “combinar”, e se o dentista se preocupa em minimizar o desconforto do paciente (porque nem sempre dá pra ser nenhum), já é meio caminho andado.

  11. Pow doutora parabéns pelo site, fiquei encantado com a atenção que voce da a cada comentário muito show, entrei aqui por causa de 4 sisos que tirei (e voce é culpada pelas dolorosas gargalhadas que eu dei) e fucei o site todo.

    Só poderia tirar esse aviso chato cada vez que voce clica com o botão direito, é muito irritante pra quem usa muito abrir em outra guia ou pesquisar como eu. Tem um código que voce bloqueia a ação de copiar em si e é bem simples, voce pode inclusive escolher quantos caracteres voce permite a copia e mandar um link quando alguém copiar eu faço isso nos meus site e é sucesso. Se quiser te mando o codigo.

    1. Que bom que pude ajudar, George (e te fazer rir, também, 😀 )

      O bloqueio é porque copiavam DEMAIS os meus textos. Tive que por. É um plugin, mas realmente é antigo, deve ter coisa melhor. Se você puder me mandar o código, agradeço. 🙂 –> [email protected]

  12. Boa tarde doutora… a minha pergunta nao tem muito a ver com anestesia mas e uma duvida muito grande… meus dentes do siso superiores ja nasceram (parcialmente pela falta de espaco) faz alguns anos… a ultima vez que fui no dentista para fazer um canal eu sai meio traumatizada por conta da anestesia nao pegar na parte de baixo… ate tinha marcado para tirar os sisos mas nao fui… porem faz uns 4 dias que senti que o dente de cima parece que desceu mais um pouco (nao sei se e impressao) e embaixo na parte que fica bem embaixo dele a gengiva inchou muito… a ponto de eu nao conseguir escovar la pela dor… so que nao sei se isso tem a ver com o siso de cima se ele realmente desceu mais… ou se e o de baixo que resolveu dar as caras… nao aparece dente ate pq nem teria espaco… mas doi muito e ficou inchado como uma montanhazinha e percebi que parece que a gengiva esta meio descolando… (MEDO). Minha duvida: ja faz alguns dias e pela manha sempre sinto dor ao abrir a boca ou quando fico muito tempo com ela fechada… estou longe da minha cidade e do meu dentista por algumas semanas… gostaria de saber se tem algo que eu possa fazer ate poder me consultar e ver se existe a necessidade de extracao do inferior… pela sua experiencia vc acha que pode ser um dente surgindo? E a extracao e mesmo necessaria? Digo isso pois por ser inferior sei que sentirei muita dor ja que a anestesia nao pega… existe a possibilidade de uma anestesia geral? E os riscos sao muitos? Obrigada desde ja doutora, me ajudara muito!

    1. Ana, o dente de cima pode ter “descido” sim, e não ser só impressão. Isso se chama extrusão e pode ocorrer quando um dente não tem antagonista (o correspondente a ele no arco oposto). Mas não me parece que a dor na gengiva de baixo tenha a ver com isso, a não ser que o dente de cima esteja tocando recorrentemente na gengiva de baixo, causando lesão (acho que não). Pode ser o siso nascendo? Depende da sua idade. Se você tem até uns 23 anos, pode ser sim. Não dá pra afirmar que será preciso extração no seu caso, aliás, não dá nem pra afirmar que você tem o siso nascendo (ou que ele existe). Em caso de necessidade de extração, não há razão alguma pra você sentir dor, sendo o dente de baixo ou de cima… pra isso é que serve a anestesia (por que ela não “pegaria”?). Enfim… não consigo ajudar mais que isso com base nas informações que você me passou. O ideal seria ir ao dentista, se não o seu, outro por perto. Mas, por enquanto, já que você está na sua cidade, apenas procure higienizar bem o local.

  13. Doutora, fiz um canal há um mês, meu dente não dói, e sim a gengiva em volta dele, e ela está um pouco inchada como se fosse uma bolinha e depois desincha e incha de novo. O que pode ser? É grave?

    1. Pode ser só o processo de recuperação do seu dente, Jessica… afinal há um processo inflamatório ainda se resolvendo. De qualquer forma, se você achar necessário, não hesite em entrar em contato com o seu dentista pra reavaliar.

  14. Oi, Ana! Muito tempo desativado aqui, ainda não tô sabendo lidar 🙁 kkkk
    Então, eu estava com muita dor ao passar o fio em um dos dentes que tem a banda, e como ainda não coloquei os braquetes nos dentes inferiores, sugeri a minha dentista que retirasse essa banda até que fosse colar os braquetes já que a dor tava me incomodando muito. Segunda fui na manutenção e ela retirou, fiquei muito contente, coisa boa ver meu dente de novo, poder escovar ele direitinho… Mas continua doendo ali ao passar o fio, e bastante! Será que é realmente normal isso? Ela disse que o dente tá ótimo, e que a questão é na gengiva, e que só preciso continuar usando o fio.
    Também disse que vai tentar usar a peça direto no dente pra não colocarmos novamente a banda. O que me incomoda é a dor, tô até com uma ingua, e acredito que seja disso. Pode, né?!

    1. <3 Tô pensando em liberar os comentários de novo, vamos ver. ;)

      Leva um tempinho pra gengiva parar de incomodar sim, então pode ser "normal". A "íngua" pode ser por causa disso sim, dependendo da inflamação.

      1. Merecemos esse liberação, porque mesmo sem poder comentar, continuamos a te acompanhar aqui. Eu sempre! Então libera, vai! <3
        Pois é, vou aguardar até a próxima manutenção, e continuar com o fio. Além do Periogard, teria outra coisa que pudesse me auxiliar ou adiantar esse processo doloroso?

        1. Não é por falta de vontade, é por falta de tempo, mesmo. 🙂

          Não é bom usar o Periogard por mais de 14 dias de forma contínua. Procure apenas higienizar bem o local.

          1. Eu sei, te entendo! Mas não some!
            E sim, eu sei, só usei por 7 dias, por isso te perguntei se tinha algo além dele, porque já foi usado. Mas continuo higienizado e acreditando que logo passa. Outra questão é que tive muita dor nos dentes no outro dia em que coloquei o aparelho, até te chamei aqui, mas na manutenção anterior não doeu nada, e nessa última também não. Parece que tô sem nada, é normal? Parece que não tá se movimentando, falei na última manutenção, aí ela não “evoluiu” o fio, só que já faz uma semana, e nada de dor de novo… não que eu queira sentir dor, claro que não, mas me preocupa porque todos os meus amigos sentem após a manutenção, nos primeiros dias, no caso…

          2. Nem sempre há dor / desconforto após a consulta de ajuste do aparelho. Isso é normal, e não quer dizer que o tratamento não está evoluindo. Quanto à gengiva, você pode usar outro enxaguante bucal que não seja a base de clorexidina, mas não é obrigatório. A higienização normal com escova e fio deve ser suficiente.

  15. Oi Ana. Estou quase terminando meu tratamento ortodôntico. Quando acabar tem umas coisinhas que quero fazer, e tenho duvidas hehehe. Então, no meu incisivo lateral a diferença da altura da gengiva dele com os outros é muito pequena, 1mm (comparando ele com o incisivo central) da pra fazer um “recontorno” tão mínimo assim? Esse mesmo dente o formato da ponta dele é muito gasto (meu canino era de leite até ano passado, tenho 25 anos, acho que ele gastou mais por isso tb, não tenho certeza), tem algum material pra dar forma nele, que não precise de desgaste? Lente de contato não quero, pois teria muito desgaste no dente, não vejo necessidade. Obrigada 🙂

    1. Vanessa, sim, é possível fazer o recontorno gengival, por mínimo que seja. Sugiro a avaliação de um dentista especialista em Periodontia (gengiva). Quanto ao outro dente, pode ser feita até uma restauração direta, com resina composta. Procure um dentista pra avaliar.

      1. Entendi Ana, quando devo procurar esse especialista? Quando acabar o tratamento ortodontico? Ou enquanto eu estou com o aparelho?

        1. O ideal é quando retirar o aparelho. Mas se você fizer uma avaliação já o periodontista achar possível, sem problema.

A área de comentários / perguntas está fechada. Agradeço a compreensão.

No plantão: Ana Tokus

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal do Paraná, especialista em Radiologia Odontológica e Imaginologia pela ABO-PR, convicta de que medo de dentista se combate (também) com informação. Diva-Boss do OdontoDivas e autora do Blog Raios Xis.

Twitter: @AnaTokus e @medodedentista