Florais de Bach contra o medo de dentista

O que são Florais de Bach?

Os Florais de Bach foram descobertos nos anos 1930 por Edward Bach, um médico de Harley Street, Londres, homeopata, bacteriologista e pesquisador. A ideia do Dr. Bach era a de que quando estamos bem, é porque estamos em equilíbrio físico e psicológico. E para os momentos em que as coisas não vão bem, essências de plantas e florais podem ajudar a recuperar esse equilíbrio. Esses são os Florais de Bach. Cada floral é indicado para uma emoção específica. Eles podem ser tomados individualmente ou misturados de acordo com a necessidade.

Cada vez mais se chega a conclusão de que uma mente saudável está intimamente ligada a um corpo saudável. Os Florais de Bach ajudam a controlar os sentimentos e, portanto, manter um bom estado mental e físico.

Como funcionam os Florais de Bach?

Dr. Bach identificou 38 estados negativos da mente e associou uma essência floral ou de planta para cada um. Reconhecer nossos sentimentos, portanto, é a chave para escolher o Floral de Bach mais apropriado. A essência escolhida costuam ser diluída em água e tomada e em pequenos goles a intervalos regulares. Também é possível tomar várias essências ao mesmo tempo, seguindo um protocolo específico.

Quais são os Florais de Bach?

Segundo o médico inglês, existem 7 grupos emocionais gerais, nos quais se baseou para classificar 38 essências individuais, cada uma relacionada com um estado emocional específico.

Florais de Bach

  1. Medo: mimulus, rock rose, cherry plum, aspen e red chestnut.
  2. Incerteza e insegurança: cerato, scleranthus, gentian, gorse, hornbeam, wild oat.
  3. Falta de interesse no presente: clematis, honeysuckle, wild rose, olive, white chestnut, chestnut bud, mustard.
  4. Solidão: water violet, impatiens, heather.
  5. Hipersensibilidade às influências e ideias externas: agrimony, centaury, walnut, holly.
  6. Desespero: larch, pine, elm, sweet chestnut, star of bethlehem, willow, oak, crab apple.
  7. Cuidado Excessivo com os Outros: chicory, vervain, vine, beech, rock water.

Qual a importância dos Florais de Bach na Odontologia?

Os Florais de Bach podem ser úteis no controle do medo e da ansiedade, além de contribuir para o equilíbrio físico e psicológico geral. Veja o depoimento da Dra. Vera Lúcis Sheeren, cirurgiã-dentista habilitada e Florais de Bach e Homeopatia, sobre a utilidade dessas essências no atendimento odontológico:

“Florais em Odontologia, sim, nunca foram tão necessários como hoje. Nosso sistema de vida, as pressões do dia a dia e os medos decorrentes de várias situações, levam muitos pacientes a gerarem descargas em várias partes do corpo físico, principalmente na área bucal, gerando tensões que acabam por ocasionar fraturas.

Os medos, decorrentes da própria cadeira do profissional da área odontológica, causam um impacto muito grande, pois o indivíduo deixa de procurar o dentista e muitas vezes sofre por anos com dificuldades na mastigação, seja por problemas gengivais, cáries ou até falta de dentes. Os florais podem auxiliar principalmente nos sintomas de medo e ansiedade, assim como agir diminuindo as tensões. Por exemplo, em casos de herpes, os florais podem diminuir o tempo da lesão ou até mesmo impedir que eclodam as vesículas, quando usados no tempo certo.

Quando harmonizamos as emoções conseguimos viver de forma mais tranquila. O dentista pode perceber o medo e a ansiedade no paciente desde a primeira consulta, desde que, é claro, tenha ou queira ter empatia por ele. Assim, as práticas integrativas na Odontologia podem ser sim de grande importância para fazer uma Odontologia mais humana e prestativa”. 

Pra entrar em contato com a Dra. Vera Lúcia e saber mais sobre Florais de Bach na Odontologia, use o e-mail –> verascheeren@yahoo.com.br

Compartilhe:

Comentários via Facebook


Categoria: Farmacologia

Marcadores:

129 comentários

    1. Moema, o grupo de florais que se refere ao medo é o número 1: mimulus, rock rose, cherry plum, aspen e red chestnut. Converse com o seu dentista.

  1. Olá doutora, estou ha 14 dias usando o aparelho autoligado e já percebi uma mudança no dente, com o aparelho autoligado elas parecem mais rápido mesmo, ou é coisa da minha cabeca? Ahuahuaha
    E a minha dentista disse q terei que fazer uma gengivoplastia, gostaria de saber se esse procedimento pode ser realizando enquanto eu ainda usar aparelho ou só depois. Obrigada.

    1. Andrezza, em tese o tratamento é mais rápido, sim… mas ainda não há comprovação científica disso, apenas indícios. A gengivoplastia pode ser feita com o aparelho, sim.

    2. Não sei se o autoligado é mais rápido, porém, eu uso o fixo e em 4 dias já comecei a perceber os dentes se movimentando… 😀

  2. Doutora, help me, please! 🙂

    Estava passando o fio dental “de boas”, aí depois usei a luz do meu celular pra conferir se tava tudo certinho no espelho. Porém, quando fui olhar o meu canino superior direito, percebi que atrás dele, na gengiva, pertinho dele, tem uma bolinha vermelha. Não consegui identificar se era uma bolinha ou um inchaço gengival, provavelmente causado por placa, pois ele está apinhado também. Quando ele ainda era de leite, demorou bastante pra cair. O definitivo começou a nascer por cima e então o de leite caiu. Assim, ele está um pouco pra frente e meio apinhado, no sentido de que não “desceu” completamente. Não consigo passar o fio nele. Isso se resolve com aparelho, mas agora que vi essa bolinha/crescimento gengival, me assustei um pouco, ela cobre um pouquinho uma partezinha do dente. Talvez eu vá ao dentista essa semana, mas por favor, dê uma opinião 🙂
    P.S: quando eu escovo a parte de trás do dente, essa região dói um pouquinho só, de leve.

    Aproveitando o espaço, eu percebi também que vendo no espelho com ou sem luz, minha restauração tá certinha, mas se eu ponho a luz embaixo do dente, a borda, na parte de cima fica sombreada. É normal? É o escurecimento que você tinha falado ou só sombra mesmo?

    1. Pode ser uma “sobra” gengival por causa do apinhamento, assim como um crescimento gengival motivado por placa bacteriana, considerando que você não consegue passar o fio dental exatamente nessa região da “bolinha”. Quanto à “sombra”, não deve passar disso, mas é complicado dizer o que é com base na sua descrição com o auxílio da luz do celular, que é inadequada.

  3. Olá, bom dia!

    Doutora, quando o meu 21 nasceu, ele nasceu com um buraquinho raso de fundo amarelo (não amarelinho, mas um amarelo vivo msm), eu não achava anormal, nem me preocupava. Minha mãe perguntou a uma colega dela que hoje é minha dentista e ela respondeu alguma coisa mas eu não lembro, rs, só lembro que ela disse que poderia ser uma falha, por aí, mas seria bom avaliar no consultório. Então, certo dia fui ao consultório de outro dentista, o do meu irmão, para fazer um “check-up” rs. Ele deu uma olhada em tudo e falou “opa, temos uma cárie aqui” e apontou para aquele buraquinho estranho. Fez tudo que tinha que fazer, usou a broca, revestiu com resina, passou laser… mas aquilo realmente podia ser uma cárie? Por que o fundo era amarelo? É possível que mesmo um buraquinho pequeno já tivesse o fundo de dentina? Se não era cárie, podia ser o que? Se não era cárie ele deveria usar a broca mesmo assim? Esse dente nasceu assim!

    P.S: Não havia nada preto. Era só esse buraquinho e o fundo amarelão.

    Agradeço. 🙂

    1. Podia ser cárie ou um defeito no esmalte (hipoplasia). No segundo caso, se a ideia era uma correção estética, só restaurando, mesmo.

        1. Sim. Esse tipo de “defeitinho” geralmente é retentivo, junta placa e acaba dando cárie. O defeito não é cárie, mas é um lugar “ótimo” pra cárie aparecer. 😉

  4. Oi Doutora, tudo bem?
    Desculpe ficar perguntando, mas depois de alguns traumas me sinto mais segura quando venho perguntar e tenho uma segunda opinião.
    Iniciei meu retratamento de canal, mas a doutora falou que eu tenho que ficar indo lá para ela ir colocando remedio dentro do dente, e que o retratamento é feito aos poucos. Passei a primeira vez, mesmo tomando antibiotico tava muito inchado e diminuiu pouca coisa, porem antes eu nao sentia tanta sensibilidade quanto estou sentindo agora, e minha gengiva formou uma faixa preta perto de onde o dente quebrou. O que pode ser essa mancha? Retratamento de canal realmente é longo e feito por etapas? Por que será que não desincha meu rosto? Estou tão preocupada com isso.
    Obrigada, doutora.

    1. Cris, pode não ser mais que uma mancha, mesmo… uma pigmentação do tecido dentário. Mas não posso afirmar isso só com base na sua descrição. Sim, o retratamento de canal muitas vezes é feito em etapas, e pode ser demorado. O inchaço deve diminuir com a medicação e o tratamento. Parece que, no momento, você tem um abscesso.

  5. Olá, doutora! Boa noite.
    Doutora, quando um dente é um pouco mais fino em espessura do que os outros, mas ele já nasceu assim, isso não pode ser um desgaste, ne? Porque o meu 11 é mais fino que o 21. Mas eu não tenho muita sensibilidade nele. Uma vez, eu estava brincando com meu sobrinho num colchão, ele estava com uma flauta de brinquedo grossa e pesada e se machucou, não sei com o que, e então a mãe dele veio correndo e pisou sem querer e o negócio voou no meu 11. Doeu bastante, mas não quebrou, trincou, e pelo visto não afetou a polpa, porque ele está em sua cor natural até hoje. Se não aconteceu nada demais, significa que ele não é frágil ne? Eh normal a superficie dos dentes incisivos centrais terem “relevos” (partes um pouco mais altas, outras pouquinho mais baixas – não por desgaste, mas parece sua própria anatomia)?

    Obrigada.

    1. É sim Karen, cada dente pode ter sua própria anatomia, inclusive com algum relevo. Mesmo dentes que, teoricamente, deveriam ser iguais. Iguaizinhos nunca são. Não vejo razão para o seu dente ser mais frágil que os demais.

  6. Tenho 25 anos e fui ao dentista quando tinha uns 12… pelo SUS, não foi muito tranquilo… Naquela época meus dentes já estavam ruins… hj em dia nem se fala 🙁 … Bom, lembro q além da dentista ser uma grossa ela não deu anestesia para tirar cárie e eu sentia dor, reclamei e a resposta foi q não precisa de anestesia para restaurar… isso é vdd? Depois disso nunca mais fui a um dentista… hj eu com 25 anos tenho um “dente do juízo” q ha uns quatro meses resolver aparecer. Não tô um pouco velha pra isso? E quando vem um vem todos? Do lado tenho um dente cariado com um buraco e do lado do cariado tenho só uma camada de dente, tipo o q restou, acho q é só a raiz e tem uma bolinha embaixo na gengiva q apareceu a + ou – um ano e meio…
    Se essa bolinha for uma infecção, se eu for no dentista não pega anestesia? Vou ter q sentir dor por isso… e isso é só três dentes, fora o resto… tá difícil a situação. 🙁 Além de tudo tenho dentes tortos e queria tbm saber se aqueles aparelhos q coloca atrás dos dentes tem o mesmo resultado de um convencional, ou se demora mais…

    1. Ka, compreendo sua ansiedade a respeito, mas você tem vários problemas a serem resolvidos, e só um dentista pode ajudar. Qualquer procedimento odontológico pode ser feito com anestesia… se há possibilidade de dor, é possível anestesiar. Você ainda está na idade de nascer os sisos sim, e pode nascer só esse como 2, 3 ou os 4. Isso varia de pessoa pra pessoa. A anestesia não tem razão pra não “pegar”, e se o dentista por acaso achar que isso pode acontecer, ele vai prescrever a medicação adequada pra “desinflamar” antes de realizar qualquer procedimento, fique tranquila. O aparelho lingual tem a mesma eficiência que o convencional, dependendo do caso, pode até trazer resultados mais rápidos. Procure um dentista pra avaliar e tratar o mais rápido possível.

  7. Olá Doutora, fiz uma restauração na última quinta-feira e quando eu comi pela primeira vez após a restauração, senti que estava um pouquinho alto, se eu voltar no dentista ele terá que refazer a restauração? Ou ele simplesmente irá abaixar ela?

  8. Mesmo que tenha sido apenas a parte que “sobra”? Ou seja, que não cobria a cavidade? Isso favorece coisas como infiltração?
    Obrigada.

  9. Oi Ana, 10 dias após a extração pode voltar a usar Colgate Plax (sem álcool) ? Caso sim, bochechos vigorosos ou apenas colocar na boca sem bochechar? Ainda tem risco de alveolite?

  10. Doutora, elevações na gengiva atrás dos dentes são tártaro por baixo da gengiva? Pois eu estava vendo fotos no google e lá aparece um antes e depois e mostra essas elevações e depois a gengiva meio abaixada com a legenda “limpeza sub gengival”, algo assim…

  11. Olá Dra, parabéns pelo blog !

    Dia 06/10 iniciei um tratamento de canal, daí 3 sessões depois a dentista disse que o dente não parava de sangrar e que talvez eu precisasse extrair. No dia de fechar o canal 07/11 ela avisou na recepção que o canal teria que ser cancelado e fazer uma extração. Uma outra dentista viu o Raio X do dente e disse que a furca foi afetada; minha dúvida: pode ter sido um acidente em uma das sessões? E posso ter complicações caso decida não extrair (não estou sentindo dores).

    Agradecida de já .

    1. Wislaine, pode ter sido uma perfuração durante o procedimento sim, mas não há como eu afirmar isso. Se houver mesmo indicação de extração, não é uma questão de decidir não extrair, é preciso extrair, mesmo não havendo dores. Não sei de sua dentista é especialista em endodontia (canal), mas seria interessante a avaliação de um especialista. Converse com ela, talvez ela mesma possa indicar um.

  12. Doutora, sensibilidade é só em casos de gengivas retraídas? Porque eu tenho sensibilidade apenas ao frio, mas não tenho gengiva retraída… meu Deus, vou ter que falar com a dentista na próxima consulta, ela disse que estava tudo normal…? E as “pontadas” em dentes não restaurados se devem a que? Se não der nenhuma alteração na radiografia e a dentista retirar a restauração e não houver nada? Existe essa possibilidade?

    Obrigada por responder.

    1. Não, a sensibilidade dentinária pode ocorrer em qualquer dente, restaurado ou não, com recessão gengival ou não. Sim, existe a possibilidade de sua dentista não encontrar nenhum problema clínico, aí pode estar indicado ficar apenas com um curativo por alguns dias, pra ver se as pontadas diminuem e como o dente vai se comportar.

    1. Isso o quê? “Pontadas” em dentes não restaurados? Não, nunca é normal. Mas se é generalizado, pode ser sensibilidade dentinária.

  13. Obrigada, doutora! Mas se fosse infiltração ou qualquer outra coisa, isso causaria algum efeito visual pra que eu pudesse identificar? Porque no lugar da restauração a resina tá lá, da cor do dente, bonitinha, e às vezes isso acontece. Não só nesse dente, mas em um pré molar que não tem restauração nenhuma, num molar… e eles não estão cariados nem com qualquer problema, pois a minha dentista avaliou. E se puder ser isso mesmo no restaurado, o que aconteceria? A dentista tiraria a resina e faria oq? Até pq se n tiver nada anormal, ela tiraria a resina por nada e teria q colocar dnv? Ou ela faria um raio x?

    1. Na ausência de sinais clínicos de infiltração (bordas escurecidas, por exemplo), sua dentista provavelmente vai radiografar o dente em busca de alguma alteração. Não encontrando, e os sintomas persistindo, pode ser que ela remova a restauração, sim.

  14. Doutora, é normal no lugar de uma restauração sentir umas “pontadas” de vez em quando? Estou com uma restauração no dente esquerdo da frente superior há uns 2 anos, por aí, e às vezes ele parece que está sendo “pontado”, não dói nem nada, só acontece isso. É normal? Se não, o que pode ser?

    1. Depois de 2 anos não é normal não, Karen. Pode haver alguma infiltração, uma “bolha” dentro da restauração… depende. É preciso avaliar.

      1. Acabei de me dar conta de que alguns “pedaços” da restauração caíram, ficando apenas a parte que cobre o local onde estava a cárie. Pelas fotos que vejo, a restauração não dá pra ver, mas a minha aparece, porque aparece as bordas dela. Isso é algo que devo me preocupar? Eu não sinto dor alguma ao morder, mastigar alimentos etc. Só uma sensibilidade ao frio quando mantenho a água ou bebida gelada na boca. Tem algum problema partes da restauração que eram as que não estavam sobre o buraco da cárie caírem? É verdade que cada vez que trocamos a resina, o buraco aumenta por causa da broca?

        1. Karen, se parte da restauração caiu, ela precisa ser substituída. Hoje, com as restaurações adesivas, onde só o tecido afetado pela cárie precisa ser removido, não é verdade que a cada restauração o “buraco” aumenta.

  15. Oi doutora. Hoje eu marquei uma consulta e disseram que a consulta é 80 reais, mas ai depois é descontado no tratamento que eu for fazer. Se eu nao precisar de nada eles devolvem ou vou ter que pagar assim mesmo?

    1. Thais, 80 é o valor da consulta. Se você passou pela consulta, tem que pagar. Se você não for fazer o tratamento, não há de onde descontar os 80 reais… então, não há devolução (o que eu particularmente acho justo, com ou sem tratamento, afinal de contas o dentista prestou um serviço de consulta).

  16. Doutora, descobri a causa para o edema no rosto e pescoço, nao é decorrente do siso e sim de um canal mal sucedido. A doutora que vai retratar meu canal disse que tem uma lesao enorme, e por conta da infecção eu deveria tomar antes um antibiotico. Tomei Clavulin 875 de 8h em 8h, por tres dias e tive diarreia constante, então ela pediu para suspender. Depois me receitou amoxicilina 500mg de 8h em 8h. Li na bula que o Clavulin de 875mg deve ser tomado de 12 em 12 nao de 8 em 8. Agora minha dúvida é: depois de ter tomado um antibiotico com mg maior, será que surtirá efeito o de apenas 500mg? Faz dois dias que estou tomando e nao desincha meu rosto. A amoxicilina pura nao tem me causado diarreia pelo menos por enquanto não tive nenhuma reação. O que acha Doutora? Me de sua opinião por favor!

    1. Cris, são medicações diferentes, não dá pra comparar dessa forma (“se uma tem 500mg e outra 875mg, a de 875 é mais forte”). Para evitar o desenvolvimento de resistência ao antibiótico, prescreve-se sempre o antibiótico com o menor espectro possível. Se uma bactéria é sensível à Amoxicilina apenas, não há por que usar uma antibiótico que tenha maior espectro, ou seja, que seja eficaz contra outras bactérias pelas quais não há interesse. A associação com o Clavulanato só está indicada quando se suspeita que a infecção possa ser resistente à Amoxicilina pura. Em resumo: se a bactéria que o seu dentista pretende combater pode ser eliminada só com penicilina (Amoxicilina), não há necessidade da associação com o Clavulanato. Então, tudo certo.

      1. Então, esse era o meu receio, porque ela receitou primeiro o com amplo espectro para depois o com menor. Tomei por 3 dias, fico pensando se não criou resistência. Desinchou pouca coisa, ontem eu estava com dor forte na face e cabeça, hoje passou. Mas em compensação estou com uma dor bem forte no estômago e abdomen. Eu tenho dificuldade para engolir comprimidos, ainda mais com dor, pedi para a dentista me receitar amoxicilina liquida, ela sugeriu que eu comprasse a cápsula mesmo e diluísse em agua. Será que é por isso que afetou o estômago? Será que perde o efeito ao ser tomado dessa maneira? Outra vez tomei assim e melhorei da sinusite.

        1. A resistência é criada em longo prazo, Cris… não de uma hora pra outra. Isso se você tomar várias vezes seguidas antibióticos de amplo espectro. E você não tomou um antibiótico de amplo espectro agora, só de um espectro um pouco maior. Diluir o conteúdo da cápsula em água altera a absorção da medicação pelo organismo, então pode interferir no efeito dele, sim.

  17. Oi, doutora! Hoje fui a dentista, ela viu tudo e disse que não tenho cáries, pouco tártaro… ela fez raspagem, escovou com escova eletrica e depois passou flúor, mas hoje em casa percebi que todo o tartaro num dente não saiu, é normal não sair tudo num dia?
    Eu não tinha falado nadaaa com ela sobre aquele probleminha do meu dente com resíduos etc, e ela disse que nele, exatamente nele, ela deve retirar um pedaço da gengiva pq ela está cobrindo um pouco, dificultando a higienização. Explicou que isso ocorreu por falta de espaço na arcada, e então ela terá q fazer isso, mas disse q é pra outro dia. Doutora, pelo amor de Deus, isso é praticamente uma cirurgia, dói muito? Ela corre o risco de cortar mais do que devia? Ela disse que num dia cortará a parte da frente, e em outro a de trás ou o contrário. Tem algum risco de sei lá, cortar mais numa parte do que em outra? Ou cortar demais? A recuperaçao demora muito?

    1. Karen, se você acha que não saiu todo o tártaro, na próxima consulta chame a atenção da sua dentista para o fato, dessa forma ela pode verificar. Fique tranquila, sua dentista estudou e sabe o que está fazendo, ela só vai remover a gengiva necessária. Não dói, é um procedimento feito com anestesia local.

  18. Bom, eu fui em uma periodontista e ela me deu uns pedidos de exame pra fazer (pra ver se eu tenho alguma perda ossea). O problema é que eu nao gostei dela. Eu posso fazer o exame e procurar outro dentista p mostrar pra ele? Ou eu vou ter que fazer a consulta tudo de novo pra ele mesmo pedir?

    Eu tbm tenho os dois dentes da frente bem tortos, tem como eu usar invisaling ou algum tipo de aparelho que nao aparece?

    1. Pedro, tendo os exames em mãos, você pode procurar outro periodontista, sim. Pode ser que o Invisalign esteja indicado no seu caso, sim, mas também há a opção do aparelho estético (em porcelana ou safira) ou do aparelho lingual, que é colado atrás dos dentes. Procure um ortodontista pra avaliar.

      1. Obrigada doutora. E no caso deu ter algum grau de periodontite, é só eu fazer uma raspagem e controlar a gengivite ou terei que fazer outro procedimento?

        1. Pode ser necessário raspagem e tratamento periodontal, sim. Nesse caso, não dá pra fazer tratamento ortodôntico enquanto o problema periodontal não estiver controlado.

  19. Olá doutora, estou com uma dúvida e gostaria muito que meu ajudasse, coloquei o aparelho ortodôntico ha 4 meses para principalmente corrigir o diastema, mas pelo o que meus familiares e amigos dizem está acontecendo o contrário, eles estão se separando e deixando meu sorriso horrível. O que seria isso ? E normal no início do tratamento, é psicológico pq coloquei o aparelho e parece está se afastando ou devo procurar outro ortodontista?

    1. Evelyn, é normal. O diastema e os demais problemas estéticos e de mordida que você tenha serão corrigidos até o fim do tratamento ortodôntico… mas até lá, poderá haver fases, como essa, em que os dentes parecem mais tortos ainda. É assim mesmo, faz parte. 😉

  20. Doutora, você poderia, um dia, fazer um post sobre infiltração de cárie em dentes obturados? Não vi muitos sites (só um vídeo no YouTube) falando sobre. ^^

    1. Posso sim, Carlos. Agradeço a sugestão, eu ando precisando de sugestões de pauta mesmo… chega um certo ponto em que parece que tudo sobre tudo já foi escrito! 😉 Vou escrever, e já sei o título: “Quanto tempo dura uma restauração?” 😉

  21. Olá, Bom dia.
    Tenho várias duvidas… A primeira delas é… eu tinha uma obturação com aquele cimentinho no dente há muitos anos (no dente da frente, por tras), um belo dia eu passando fio dental ela caiu, na segunda feira fui no dentista e perguntei se tinha evoluido pra canal, ela disse que não, senti um incomodo durante alguns dias e depois de uns 6 meses ele tipo coçava (achei estranho), depois de um tempo ele inflamou e virou canal. Deixei pois tinha um trauma muito grande de dentista e criou um dreno e parou de dor. Agora iniciei um tratamento para restaurar e a dentista me disse que vao abrir o dente e não vai doer nadinha… mas tenho muito medo! Posso confiar nisso? Não vai doer? Pq fico pensando quando estamos fazendo canal, na hora da limpeza ele pode ter um certo desconforto e como que pra “abrir” não precisa?! Outra coisa… minha dentista esta trocando as restaurações com aquela massa prata pela aquela branquinha, ela é melhor?! Tenho tbm um problema com sangramento da gengiva quando escovo meus dentes e quando vou tratar algo sangra muito… isso traz algum risco para as restaurações?

    E a principal… qual dica vc me dá para que eu fique mais tranquila? Tive um trauma terrivel fazendo um canal.

    Muito obrigada.

    1. Lya, se o dente já está necrosado (e pela sua descrição deve estar), não dói mesmo. O “nervo” no dente já morreu, não há mais sensibilidade. De qualquer forma, se houvesse essa possibilidade, a anestesia daria conta. Quanto às restaurações, nem é questão de “qual é melhor”, mas de indicação: em alguns casos o melhor é resina, em outros amálgama. Se você já tem amálgama e essas restaurações estiverem íntegras e não estiverem incomodando você (e você não ligar pra estética), eu não trocaria. O sangramento gengival é sinal de gengivite, não há prejuízo para as restaurações, mas é preciso tratar. Procure confiar na sua dentista, se o seu dente não dói agora, não há razão alguma pra ele doer durante o tratamento.

  22. Doutora, há um ano eu fiz 3 obturações provenientes de 3 cáries com uma dentista, desde então um dos dentes ficou esquisito, as vezes doía, as vezes passava, a dentista me falou que era normal, porque a cárie era muito profunda e tal. E nisso fui levando.
    Agora esse mês eu comecei a sentir muita dor, liguei pra dentista que estava com problemas de saúde e ela falou pra eu passar com a outra dentista sócia dela, ok, passei e a dentista pediu radiografia ao qual foi diagnosticado canal naquele mesmo dente que eu havia obturado um ano antes, nisso estou prosseguindo o tratamento com ela. Mas não deixo de pensar que pode ter sido um erro da dentista anterior… O que você acha? É comum obturar um dente e pouco depois dar canal? Sendo que desde aquela obturação cuidei dos dentes direitinho, não deixei de passar fio dental um dia.
    Outra perguntinha, já fiz 3 sessões do canal, limpeza, depois limei, e na última ela colocou aqueles palitinhos que parecem de fosforo e colocou a massinha provisoria pediu pra eu voltar pra fazer a restauração. Será que tem problema eu ficar um mês com essa provisoria? É porque saio muito pra ir fazer essas sessões e meu chefe ficou muito bravo (infelizmente passo por isso no meu trabalho) e queria dar um tempo antes de pedir pra sair novamente. Obrigada!!

    1. Mariana, a situação que você descreve é bem comum, principalmente em se tratando de restaurações profundas. Acontece. Não dá pra afirmar, pelo seu relat, que sua dentista tenha feito algo errado. Sim, você pode ficar 1 mês com o curativo desde que ele esteja íntegro, mas evite mastigar com esse dente, pois ele não está devidamente restaurado e, portanto, se encontra frágil e pode até quebrar caso você morda alguma coisa mais dura.

  23. Olá Doutora Ana, acredito que estou com alergia ao creme dental! Cerca de 30 minutos depois que escovo os dentes, a mucosa por dentro descama toda, é horrível. Agora descobri um creme dental orgânico, sem flúor, foi o único que não descamou (experimentei as mais famosas do supermercado, colgate, sorriso, oral-b…). Você teria alguma outra para indicar sem flúor? Creme dental sem flúor vai facilitar que se formem cáries?

    Muito obrigada!!!!

    1. Daniela, pasta de dentes sem flúor só vai ajudar se sua alergia (se é que é o caso) for ao flúor… e isso é bem inusitado. Sugiro a avaliação de um dentista, mas suspeito que o problema não seja alergia, mas a abrasividade das pastas que você usou. As pastas da Oral-B, por exemplos, costumam causar os sintomas que você relata. O flúor é importante, porque diminui as chances de você ter cáries.

      1. Quais seriam os componentes que mais apresentam alergias? Tem algum creme fácil de encontrar que você sugere? Muito obrigada por responder!

        1. Se tem uma coisa “democrática” é alergia, Daniela… tudo pode dar alergia, depende do organismo da pessoa. No caso das pastas da Oral-B nem é caso de alergia, elas propositalmente causam essa descamação e o fabricante chama isso de “limpeza profunda”. Eu falo mais sobre isso aqui –> http://odontodivas.com/2012/06/eu-tenho-alergia-a-oral-b.html

          Uma pasta que eu gosto muito é a Colgate Neutraçúcar, acho a proposta mais honesta deles.

  24. Entendi, obrigada! Mas existe uma quantidade adequada para uso semanal? Já que tu não recomenda o uso diário. Ou posso usar o Listerine sem álcool? Ou melhor nem usar? Hahaha. Eu realmente acho minha língua muito mais limpa quando uso antisséptico. Em contrapartida, acordo com um gosto amargo pela manhã, após fazer o uso antes de dormir.

    1. Não, Ketlen. Na minha opinião melhor nem usar, eu não uso. A sensação é de maior limpeza sim, mas é só uma sensação, acredite.

  25. Olá, doutora! Bom dia!

    Essa semana vou ao consultório da “minha” dentista para fazer raspagem. Aquele antigo probleminha com os resíduos e tal, vou ver o que ela acha melhor também porque esses dentes não são separados, aparentemente estão juntinhos assim como os respectivos do outro lado, então não entendo como isso acontece. Mas para que isso não ocorra de novo, eu tenho mastigado mais do outro lado, tem algum problema?
    Além disso, minha gengiva de baixo inchou um pouquinho, então investi no fio dental, e a escovação de sempre. Então inchou mais ‘-‘ Sempre que eu passou o fio em alguns lugares, dói e começa a sangrar ‘-‘ e a gengiva não desincha ‘-‘ com o tempo ela volta ao normal, não é?
    E por último, é que eu tenho desvio de linha média, e quase começo a chorar só de pensar que talvez terei de usar aqueles elásticos! Mas o problema é o seguinte: já tenho todos os dentes definitivos (faltando os sisos, claro), e um que fica ao lado do incisivo superior direito, que eu esqueci o nome, nasceu no lugar dele “acima”, “encavalado” (nem sei se é assim que escreve), mas ok, isso conserta com aparelho. O problema é que o canino que está abaixo dele, por conta do desvio, parece um pouquinho maior “pra baixo” do que os outros. Não parece ser recessão, mas eu n sei, né?! Será que é a anatomia dele ou recessão gengival?

    Valeu, doutoraaa!

    1. Karen, o ruim de ficar mastigando de um lado só é que você coloca toda a força mastigatória desse lado. Isso em longo prazo pode trazer problemas, dores. Continue higienizando, mesmo com o sangramento. A gengiva deve melhorar, sim. O seu canino pode ter uma anatomia um pouco diferente, mas não me parece que é isso, acho que o problema deve ser apenas de nivelamento / alinhamento com os demais dentes.

  26. Dra, fiz um tratamento de canal que precisava reconstruir, porém a minha dentista entrou de férias, e acabou caindo um pedaço da massinha, mas eu não tinha dor, semana passada ela voltou e disse que havia crescido gengiva dentro no “buraco” e fez um procedimento de aumento de coroa clinica, ai começou a doer muito pq ela colocou um “cimento” para empurrar a gengiva, mas eu não aguentava de dor… Então ela tirou o cimento e fez a reconstrução, mas agora ta bem machucada a gengiva e com um buraco, ai eu nem estou comendo com medo de entrar alimento e doer ainda mais… Você sabe se todo esse procedimento é normal Dra? Obrigada! Att, Talita

    1. É sim, Talita. Na ausência do curativo, a gengiva “subiu” no dente. E aí a única forma de restaurar o dente adequadamente é fazendo o aumento de coroa.

  27. Oi! Esse blog é demais! Super curti! Li algumas postagens tuas relacionadas a antisséptico bucal, enxaguantes e afins. Eu não tenho problemas gengivais, nem cáries, nunca usei aparelho, mas já fiz ajuste oclusal por conta do bruxismo, e já faço uso da moldeira. Ontem fiz a última sessão de clareamento no consultório, graças a Deus acabou, bastante desconfortável, apesar de ter valido muito a pena, gostei do resultado! Na semana anterior minha gengiva inchou e doeu um pouco, parei com o uso do Listerine e usei o Periogard por recomendação da minha dentista, mas somente por 7 dias. Troquei a escova também por recomendação dela, comprei a Curaprox, que escova maravilhosa! Realmente resolveu, o santo que fez o milagre não sabemos hahaha. Ela chegou a questionar o uso contínuo do Listerine (uso duas vezes ao dia) e disse que poderia ser do clareamento também. A questão é, eu amo usar Listerine (álcool), faz parte da minha rotina diária de higienização, sabe? Dei uma lida e vi muitas críticas e alguns dentistas também nem julgam ser necessário. Afinal, faz mal ou é apenas desnecessário? Aguardo tua resposta. Obrigada! Beijo!

    1. Ketlen, obrigada. 🙂 Na minha opinião faz mal, já que desorganiza a flora bucal e, por conter álcool, agride a mucosa da boca e a gengiva. Eu não recomendo o uso diário de nenhum enxaguante bucal. Pode-se usar de vez em quando, ou por um tempo determinado, e do tipo que se aplicar ao problema segundo a prescrição do dentista.

  28. Nao tenho o dente molar de baixo e o que ta do lado to começando a sentir mexendo. É normal isso, porque é só ele, o proximo ja ta normal, é pq ta faltando um dente ou n tem nd a ver? Pq eu fui num periodontista e ele nao falou nada.

    1. Márcio, pode ter a ver com a falta do dente ao lado, sim. Mas se um periodontista avaliou, ok. Mesmo assim, se você achar necessário, procure novamente o periodontista e faça uma avaliação específica desse dente.

  29. Boa tarde,
    Primeiramente parabéns pelo site, ele é muito bom!
    Tenho uma dúvida, eu uso contenção na parte inferior ha uns 5 anos e hoje a cola de um dos lados soltou.
    Eu posso ficar sem contenção? Ou é para vida toda?
    E quanto tempo posso ficar com ela solta, pois não acho nenhum dentista que queira só colar, todos que procurei me falaram que só faz isso em pacientes antigos.
    Só não vou ao meu dentista pois fica em outro estado.
    Obrigada.

    1. Lu, o ideal é ficar com a contenção pelo maior tempo possível. Mas se você já tem mais de 25 anos, o crescimento terminal da mandíbula já ocorreu, então talvez seja o caso de remover, mesmo.

  30. Olá Doutora! Será que a senhora pode tirar uma dúvida que está meio que dando dor de cabeça? É o seguinte, coloquei aparelho tem menos de um mês, porém antes tive que fazer restaurações entre os incisivos direito e esquerdo da parte superior; o problema é que tenho a sensação, após ter colocado o aparelho, de sentir uma pressão maior nesses incisivos, como se o aparelho estivesse apertando, ou deslocando mais eles, entende? Às vezes tenho a sensação de que é apenas coisa da minha cabeça, em alguns momentos deixo de perceber. Devo me preocupar com isso ou falar com o ortodontista a respeito? Agradeço desde já.

    1. Mike, é comum que o paciente sinta uns dentes “puxando” mais do que outros. Sem problema. De qualquer forma, na próxima consulta relate isso ao seu ortodontista pra ele avaliar. Mas acho que você não precisa se preocupar.

  31. Quanto tempo eu posso ficar com o curativo no dente? E é normal dente com carie, restauraçao mexer um pouco, tipo quando eu aperto dos lados eu sinto uma mexedinha?

    1. Fernando, o ideal é fazer o tratamento de canal assim que possível, mas é tolerável aguardar até 6 meses com o curativo. Não, dentes restaurados ou com cárie não têm mais mobilidade do que os demais. Se você sente isso, seria bom fazer uma avaliação com um periodontista (dentista especialista em gengiva).

  32. Boa tarde, Doutora!

    Segui seu conselho, e fui no dentista sábado passado.
    Ele me disse que o problema era só acumulo de placa, e passou uma espécie de lima (peço desculpas, acredito que esse não seja o termo técnico correto) em ambos lados do dente. Me disse também que eu sentiria a gengiva irritada por um tempo.

    Pois bem… Hoje já é terça… E ainda sinto um pouco de incomodo… Em sua opinião, é normal? Me recomendaram fazer gargarejo com água morna, isso ajuda mesmo?

    Esqueci de explicar… Minha gengiva está irritada, um pouco vermelha na parte entre os dentes…

    1. Sim, deve ser normal. A gengiva pode ficar um pouco inchada por alguns dias após a raspagem. Você até pode fazer bochecho, mas não acho que vá ajudar de forma significante. O nome do instrumento que seu dentista usou é “cureta”. 🙂

      1. Doutora… Tem outra coisa me incomodando, que o dentista disse que era pra acompanhar, mas não pediu nenhum exame…
        Um dos meus molares já foi restaurado, um bom tempo atrás também, e do lado da restauração, tem uma espécie de “mancha preta”, na linha que delimita o dente original da resina.
        Ele me disse que isso é normal, mas que pode ser uma infiltração que irá se tornar um canal… Só que ele disse que sou novo pra ter esse tipo de problema, e que eu devo ir acompanhando com ele.
        Além desse manchinha preta, percebo que o dente, na proximidade com a gengiva, está um pouco escurecido…
        O que você me aconselharia? Pedir uma nova opinião com outro profissional? Ou você já viu casos assim, e isso é plenamente normal?

        1. Pode não ser mais que uma mancha mesmo, Carlos. Nem todo escurecimento / pinta / ponto é cárie. Às vezes é só questão de acompanhar, mesmo.

  33. Oi, doutora!
    Então, o milho de pipoca saiu sim, e aquele negócio que eu falei era um pedacinho de carne. Saiu também. Mas agora sempre que mastigo com o lado direito, um pedacinho de carne fica preso entre um pr- molar e um molar! Do lado esquerdo isso NÃO ACONTECE! E além disso, não incomoda muito mas fica doendo ‘-‘ Por que só ocorre isso de um lado? Por que dói? Será que machuca a gengiva e por isso dói?

    Obrigada de novo rs

    1. Porque do lado direito deve haver um espaço entre o pré-molar e o molar, o que não é desejável, o ideal é que haja um ponto de contato entre os dentes, de forma a proteger a gengiva. A gengiva dói porque está desprotegida, os resíduos alimentares “param” nesse espaço e ficam comprimindo a gengiva.

      1. Entendi… e isso é “grave” (é uma pergunta, não consigo achar o interrogação nesse computador kk) Tenho como consertar, é necessário consertar.

        1. Não é grave, mas também não é o ideal… em longo prazo, pode causar problemas pra você. A solução é fechar o espaço entre os dentes: ou restabelecendo o ponto de contato com restauração, ou movimentando os dentes com aparelho.

  34. Doutora, li zilhões de comentários aqui pra ver se achava alguém com o mesmo caso. Enfim, preciso de ajuda. Fui ao dentista trocar as almagamas pretas de restaurações da adolescência. Nunca tive dor de dente na vida. Em um dos dentes do fundo, o dentista notou uma cárie sob a restauração, e a removeu. Só que foi fundo demais. Ele deixou o curativo por 15 dias pra ver como reagiria. Senti muita sensibilidade ao mastigar. Decidiu então fazer canal. Parecia ter dado tudo certo, mas depois de quase 2 meses do procedimento, voltei a ter dor ao mastigar coisas duras. E pra variar, fui comer um kiwi agora e vi estrelas. Me ajude a entender isso!

    1. Emanuelle, provavelmente é apenas um incômodo passageiro, pois os tecidos em volta do seu dente ainda estão em processo de cura, ainda há uma inflamação em curso. Caso esse incômodo não diminua nos próximos dias, procure seu dentista pra reavaliar.

  35. Radiografia intrabucal é pra quem vai colocar aparelho? Serve tbm pra ver se tem perda ossea? No papel ta escrito teleradiografia perfil.

    1. Radiografias intrabucais são as mais indicadas pra verificar perda óssea (radiografias periapicais, especificamente), Maria. Mas a telerradiografia de perfil é uma radiografia extrabucal.

      1. Ok! No dia que eu for fazer essa extrabucal eu posso pedir pra fazer a intrabucal tbm ou so com um papel do pedido da dentista que eles fazem?

          1. Oi doutora, mas entao, mais uma duvida. Eu tenho gengivite e esses dias eu comecei a sentir alguns dentes se movendo um pouco e amanha eu vou fazer esse exame extrabucal que o dentista pediu, mas eu queria muito fazer o intrabucal junto e ja mostrar pra ele de uma vez na proxima consulta, pra nao perder tempo. Entao, no papel ta escrito exame extrabucal que ele marcou com um x e embaixo ta o intrabucal, eu mesmo posso marcar um x no intrabucal tbm e ai eu ja fazia tudo de uma vez ou teria problema?

          2. Ligue para o seu dentista e diga que você quer fazer o intrabucal, também. Aí se ele achar necessário, você marca o X. Tenha em mente que exames de Raios X expõem você à radiação ionizante, então só é pra fazer se realmente for necessário.

  36. Oi Doutora, tudo bem?

    Por favor, pode me dar uma opinião?
    Vou ter que trocar de dentista, sugestão de 3 profissionais depois de verem as consequencias que tratamentos erroneos me ocasionaram. Duas idas ao pronto socorro, hemorragia em extração, infecção da garganta ao ouvido por conta de um canal mal sucedido, enfim.
    Estou com o aparelho, e por conta dessa infecção estou gastando muito com medicações e retratamento, só vou conseguir procurar outro ortodontista daqui uns 3 ou 4 meses. Você acha que eu devo tirar o fio e manter os braquetes? Ou permaneço com o fio? Não quero tirar o aparelho por completo, porque por causa da movimentação abriu um diastema, que os braquetes disfarçam, se eu tirar tudo vai ficar horrivel, mas sei que o fio sem manutenção continua trabalhando, e isso me causa receio de fazer mal, quanto aos braquetes estou limpando bem.
    Outra dúvida quando eu era mais nova, ha uns 10 anos, eu so escovava o dente e nao usava fio, isso me ocasionou tartaro, fiz limpeza, raspagem etc, depois disso passei a usar fio dental da maneira correta, abraçando os dentes de um lado a outro, mas mesmo assim quando passo o fio dental sinto um odor e por fora nao tem tartaro, será que tem tartaro por dentro da gengiva? Esses dias mesmo meu dentista fez limpeza passou o ultrassom no ultimo dente que ele disse que era colado do lado do que extrai e isso nao me deixava limpa-lo direito. Ele passou o ultrassom, colocou fluor, passou uma semana sem cheiro, agora eu passo a escova e sinto o cheiro ruim de novo, faço raspagem, faço limpeza e lá está o cheiro que sinto no fio dental toda vez que aprofundo na minha gengiva, o que será isso? O que posso fazer para ele sumir? Falei pra minha dentista nova que queria fazer limpeza, mas nao disse que era por conta disso, que eu ia marcar um perio, ela disse que meu caso nao é pra periodontista 🙁

    1. Cristina, entendo que você queira manter os bráquetes pra “disfarçar”, mas não recomendo. Primeiramente porque a presença deles, sem manutenção / supervisão, além de não ter função alguma, prejudica a higienização, o que pode levar você a ter problemas. E, em segundo lugar, porque quando você retomar o tratamento ortodôntico, é praticamente certo que o ortodontista vai remover esse aparelho por completo e instalar um novo, então não vale a pena mantê-lo. Quanto ao cheiro ruim que você sente, é sinal de que está havendo retenção de resíduos alimentares na região, deve haver alguma área mais retentiva que você não está conseguindo higienizar direito.

  37. Olá, boa noite!
    Então, há uns dias atrás senti um incomodo entre os dentes pre molar e um molar na arcada inferior, fiquei por alguns dias com isso e não percebi o que era. Finalmente consegui identificar olhando no espelho e era milho de pipoca (tipo a casca do milho). Uns dias atrás esse incomodo voltou e hoje consegui ver alguma coisa no espelho, é algo colado a gengiva meio esbranquiçado, mas não sei se é comida direito, parece um pequeno corte com esse negócio branco em cima. Já passei o fio, escovei direitinho, mas não sai por nada, o que faço? Pode sair sozinho? Sempre que como e mastigo com essa lado (direito), fica comida presa ali. Será que minha arcada está crescendo?
    Além disso, minha gengiva na arcada inferior também, entre os dentes incisivos, está um pouco inchada, e sei que isso é porque não tenho usado o fio regularmente e pode ser placa, certo? Se eu passar a usar direitinho vai voltar ao normal? Minha gengiva também está vermelha, voltará ao normal?

    Obrigada.

    1. Oi Karen! Quanto tempo! Essa é sua pergunta número 147 no blog (sério, eu contei). Já estava sentindo sua falta. 🙂

      A casquinha de pipoca é um dos grandes “vilões” da gengiva. Quando uma delas entra no sulco gengival, pode até levar a abscessos. Por isso sugiro que você procure um dentista pra verificar se ela já saiu, e se não, pra removê-la. Sim, inchaço na gengiva é sinal de gengivite, e o acúmulo de placa causa gengivite. Se você usar o fio dental direitinho e remover a placa, a gengiva deve voltar ao normal.

  38. Oi, eu tinha dois dentes com carie profunda e a dentista deixou com curativo. Por ser profunda, vou ter que fazer canal? E um dos dentes quebrou uma parte, vai ser obrigatorio fazer canal nele?

    1. Maria, se for profunda a ponto de chegar no “nervo” do dente, há indicação de tratamento de canal, sim. Mas pode ser que seja apenas profunda, próxima ao canal, mas não seja necessário tratar canal, apenas restaurar. No caso do dente que quebrou, vale o mesmo: se a fratura não atingiu o “nervo”, restaurar pode ser suficiente.

  39. Boa tarde, Doutora! Tudo bem?

    Começo contando que quando era pequeno quebrei meu incisivo central, caindo e batendo a boca na escada… Restaurei e, quando fiz quinze anos, troquei a restauração.

    Enfim, faz duas semanas, terminei meu novo tratamento com o dentista (tinha algumas restaurações para fazer + limpeza). Desde então, tenho sentido uma espécie de “dor”, bem de leve, nesse dente que quebrei. Sinto a gengiva um pouco alta e inclusive “sinto” o dente o dia inteiro (é estranha a explicação, fui falar para a minha mãe e ela disse “ainda bem que você sente que o dente está lá. #risos).

    Pode ser algo grave? Sei que é complicado analisar sem ver o meu caso… Mas minha família está falando que é coisa da minha cabeça, mas eu estou com medo de se tornar algo grave. Devo retornar ao dentista?

    Desde já agradeço por sua atenção.

    1. Carlos, esse dente foi restaurado recentemente, durante o tratamento? Se sim, pode ser apenas uma sensibilidade pós-restauração, que pode levar até 30 dias. Se não, pode ser algum problema gengival ou no canal desse dente, não acho que seja coisa da sua cabeça. Sugiro que você procure seu dentista pra reavaliar, sim.

      1. Então, quebrei quando tinha 7 anos e troquei a restauração quando tinha 17. Hoje tenho 27. Você mencionou a gengiva, e ela dói um pouco quando passo o fio dental, dos dois lados ao redor do dente.

        1. Pode ser um problema apenas gengival, então. De qualquer forma, seria interessante fazer uma radiografia desse dente, pra verificar se há algum outro problema “escondido”. Converse com o seu dentista.

    1. Não apaguei nenhuma pergunta sem responder. É que as perguntas não são publicadas automaticamente, elas só são publicadas junto com a resposta. Se a pergunta não aparece no blog, é porque eu ainda não respondi.

  40. Olá, fiz a extração dos 4 terceiros molares há oito dias. O dente 38 estava mto proximo do nervo alveolar, e qnd o dentista puxou, senti um choque muito forte, saía lágrima dos meus olhos sem querer… avisei que senti a raiz proxima ao nervo, ele simplesmente me anestesiou de novo e puxou dizendo que “seu dente ja esta solto, preciso tirar” Ok. Tive parestesia no labio inferior e queixo do mesmo lado, e sensação de todos os dentes dessa hemiarcada “apertados” e altos. Isso incomoda muito. Desesperei mas meus profs (dentistas) disseram que era praticamente impossivel ele ter rompido meu nervo. Que devia ser lesão e volta em meses. Mandei msg pro dentista ele não parece estar preocupado, disse “pode acontecer, vamos aguardar”. Eu fiquei mto assustada chorei a semana toda, eu inchei muito e até meu olho do lado esquerdo inchou. Agora desinchei mas, sinto uma dor latejante nos dentes daquela hemiarcada, e quando abro a boca sinto uma dor aguda.. Não sei se é nos dentes mesmo (parece, mas não sei identificar, parece q doi de canino a molar), fico confusa, as vezes acho que é dor no nervo q ele lesionou, ou atm.. Meus profs disseram q pode ser o trigemeo inflamado por causa da lesão no alveolar. Me dá uma luz. Segunda eu volto no dentista pra tirar os pontos e tô com medo dele continuar nem ai, ou ficar confuso tbm e eu ter que passar mais dias com dor. Nenhum remédio tira essa dor (anti-inflamatorio, analgesico, antibiotico). Se for trigemeo, tem cura? Ou é caso de neuralgia trigeminal q tem q tomar remédio pra sempre ou fazer cirurgia? To traumatizada, nunca mais quero q encostem no meu nervo… 🙁 eu mordo minha boca as vezes. Nao quero viver assim pra sempre. Fui fazer uma cirurgia querendo me livrar de um problema e arrumei varios.

    1. Ana, é muito cedo pra falar em alguma lesão de efeito permanente. Em princípio, é a clássica parestesia, e a grande maioria das parestesias é totalmente revesível. Sua ansiedade a respeito é totalmente compreensível, mas é hora de procurar ter calma. Também acho que não houve rompimento do nervo, e se não houve, sua sensibilidade deve voltar, é questão de tempo. Mas tenha em mente que pode levar semanas ou meses.

  41. Olá, Doutora. Minha dúvida não tem nada a ver com o post, mas gostaria muito da sua resposta. Eu fiz uma restauração no incisivo direito, que por sinal, ficou perfeita, esteticamente falando. O problema, é que apenas um pedacinho minúsculo caiu duas vezes, e eu retornei ao dentista para resolver, e agora aconteceu uma terceira, o mesmo pedacinho, no mesmo lugar e o resto da restauração intacta. Isso tem me deixado preocupado, ansioso, inseguro. Devo realmente me preocupar? (Ele me disse que é uma restauração simples e pequena)

    1. Acontece, Mikael. QUando a restauração é muito pequena, ela tem menos retenção, principalmente se fica num local muito exigido na “mordida”. Converse com o seu dentista, talvez seja o caso de remover a restauração toda e fazê-la novamente, pra aumentar a retenção.

  42. Oi, eu to com uma duvida, meu ultimo dente de baixo tinha quebrado dos dois lados e um deles nao tinha como recuperar e o outro eu tirei porque ficava muito caro e tbm pq o dentista disse que o siso quando crescesse ia vir pra frente e ocupar o lugar. Mas nao deu certo e agora to com duas falhas embaixo. Da pra resolver com aparelho o só com implantes?

    1. Maju, dá pra resolver das 2 formas. Como os dentes perdidos eram inferiores, não é muito fácil de fechar os espaços com aparelho, mas possível até é. Procure um ortodontista pra avaliar.

  43. Eu queria saber sobre os planos odontologicos, por exemplo da odontoprev, bradesco etc, que voce paga por mês e o plano diz cobrir implantes, aparelho fixo, etc.. Realmente cobre ou os dentistas nao atendem esses tratamentos mais caros? Preciso fazer muita coisa no dentista, entao achei pagar um plano mais vantajoso pra mim, mas pelos comentarios que eu venho lendo na internet, nao sei se vale a pena.

    1. Bia, o plano é um atravessador, ou seja: ele se coloca entre você e o dentista. Em vez de você pagar o dentista, você paga o plano. Via de regra, além de haver um perído de carência, os planos não cobrem procedimentos mais caros, como prótese e implantes. E, quando cobrem, muitos dentistas não atendem pelo plano, porque o plano paga mal o dentista. Então, geralmente não vale a pena… a não ser que seja um plano muito bom (que não vai ser tão barato e, sinceramente, não saberia nem indicar qual, pois o mesmo plano às vezes é bom no Paraná e ruim em São Paulo, por exemplo). Eu falo sobre esse tema aqui –> https://medodedentista.com.br/2011/04/e-bom-ter-convenio-odontologico.html

  44. Boa tarde, doutora.

    Desculpa lhe incomodar, mas preciso de uma segunda opinião…

    Meu dentista disse que tenho periodontite… Mas ele disse que está num nivel baixo, e se eu cuidar bem e realizar limpezas de seis em seis meses, “não perderei os dentes” (palavras dele que até agora estão ressoando em minha mente).

    Confesso que fiquei, e ainda estou, muito assustado com isso… Já até passei mal de nervoso e encontrei seu blog, na procura de entender mais essa doença.

    É possível mesmo uma pessoa conviver com a periodontite? Muito obrigado desde já, e parabéns pelo belo trabalho com o blog.

    1. Sim, Paulo. A doença periodontal pode ser controlada e, dessa forma, a perda óssea parar. Não havendo mais perda óssea, os dentes estão seguros. Se a sua periodontite está em estágio inicial, é a hora de tratar e acompanhar periodocamente, justamente pra não dar chance dela voltar e você perder mais osso… porque uma vez perdido esse osso, ele não volta mais. Enfim: fique tranquilo, faça o tratamento e procure manter uma higiene criteriosa. Vai dar tudo certo.

  45. Sou ortodontista e uma paciente se interessou pela medicação. Nao tenho experiência em medicar os florais. Como faço? Vc poderia me passar a prescrição? Grata desde já, Liane

    1. Liane, eu também não tenho experiência com os florais, até pra eu aprender um pouco a respeito é que escrevi o post e pedi o depoimento da Dra. Vera. Entre em contato com ela, estou certa de que pode ajudar –> [email protected]

A área de comentários / perguntas está fechada. Agradeço a compreensão.

No plantão: Ana Tokus

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal do Paraná, especialista em Radiologia Odontológica e Imaginologia pela ABO-PR, convicta de que medo de dentista se combate (também) com informação. Diva-Boss do OdontoDivas e autora do Blog Raios Xis. Twitter: @AnaTokus e @medodedentista