Agora é Lei: Antibiótico Só Com Receita

Pois é. Após o aumento do número de contaminações pela superbactéria Klebsiella pneumoniae carbapenemase (KPC) a “luzinha vermelha” acendeu lá na ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária): a partir do dia 28 de novembro de 2010 antibióticos só poderão ser vendidos em farmácias e drogarias do Brasil com apresentação da receita de controle especial, em duas vias, pelo consumidor.


Neste post eu já falava sobre o perigo da auto-medicação, principalmente em se tratando de antibióticos. Só pra lembrar, antibióticos, se usados de forma indiscriminada, “selecionam” bactérias, ou seja, eliminam alguns microrganismos e deixam outros mais fortes, pois abrem espaço para esses últimos. E aí, com o tempo, nossos organismos desenvolvem resistência a esse tipo de medicamento. É o que anda acontecendo com essa superbactéria KPC: ela já experimentou “de tudo um pouco” e não se assusta com mais nada! Um hábito equivocado (tomar antibiótico sem necessidade) muito comum ao brasileiro acabou gerando um problema de saúde pública. Nós criamos um monstro! 🙂

Em tempo: calma. A KPC está restrita aos hospitais e só afeta pacientes imunossuprimidos (com imunidade muito baixa). Não precisa sair correndo pra comprar um antibioticozinho. 🙂

E não custa ressaltar: se você estiver com dor de dente, não se auto-medique (a não ser, é claro, um analgésico emergencial). Corra no seu cirurgião-dentista para investigar o motivo da dor e a necessidade (ou não) do uso de medicamentos.

Fonte

Veja: especialista tira dúvidas sobre a superbactéria 

Atualização em 26/11/10: A Forma de Prescrever Antibióticos Mudou!

(A pedido de @duzardo) 🙂

Compartilhe:

Comentários via Facebook


Categoria: Farmacologia

Marcadores:

13 comentários

  1. Eu sendo dentista para comprar antibiotico para o consultório tenho que fazer uma receita para mim em meu nome. kkkkk isso é ridiculo.
    Se vamos aos médicos e receitarem amoxicilina com clavulanato só ai vc gasta umas 50 pratas!
    Coitado de quem não tem grana para comprar, isso se conseguirem atendimento médico.
    Povo brasileiro é trouxa mesmo… Agora além de ficarem doentes, não vao conseguir se curar e usarão as “ótimas” curas caseiras “fantasticas”.

    1. Realmente Edson, resolve-se um problema e, possivelmente, está se criando outro (ou piorando um que já existia, o do atendimento deficiente em saúde). Eu só não acho engraçado.

  2. >O governo tem que ver, o que esta causando a bacteria sao as drogas e nao antibioticos. Muitos pobres vao morrer, é muito triste dez pessoas decidir o destino de milhares. Tenho um exemplo da minha cidade neste domingo 05/12 fui ate um emergencia e nao tin bl

  3. >cade a inteligencia politica ao inves de criar a lei que proibe a venda de antibiotico,porque nao fez valer a lei que obriga o estado a dar atendimento medico aos que nessecitam?

  4. >quem vai si ferrar todo mesmo,e o brasileiro,que tinha como si virar,mais com essa lei tosca,os coitados vao morrer na fila desses hospitais imundos que nos temos,esses ps que da dó,so filas judiaçao do nosso povo,eta anvisa?????????????????? que porcaria

  5. >e uma vergonha esta lei os postos nao tem medico o pronto socorro nao tem medico quando tem nao examina direito quem fez esta lei tem convenio medico tem todos o benefecios agora a populaçao so fica no pior so DEUS pra tomar conta de nos.

  6. >Se no brasil tivesse um sistema de saúde com qualidade esta lei estaria de parabéns.Na minha opinião deveriam ser feitas campanhas de "sensibilização" a população na forma correta de como tomar um antibiótico e quais os riscos de não tomá-lo corretamente.

  7. >dia 6 de novembro , sao criadas leis , sem o minimo de conhemeto da situacao da nosa populacao . nossos medicos nao estao preparados para isso , mal fazem atendimento precario . nao tem diferenca de simples balconista de farmacia , como vao saber tratar se nao fazem exames , vao usar o olho santo , que de santo eles nao tem nada ; porque e uma vergonha nossos postos e pronto socorro , acho que o povo deveria cobrar mais dos nossos imcapasis politicos , eles deveriam passar por que eles chaman de atemdimento medico para pensar em lansar leis ignorantes , torso para que o pais seja um dos somhos como e.

  8. >teremos mt. desemprego,nos laboratorios e farmacias.
    falta farmaceuticos e praticos de farmacia gualificados.
    essa lei é um tiro no pé.

  9. >O Brasil ainda não está preparado para essa lei.
    A lei obrigará a todos, independente da gravidade e do tipo de infecção a ir ao médico. Até aí tudo bem, o problema é que nosso sistema de atendimento médico "público" está muito ruim. Em miutos lugares o paciente tem que ficar em filas e o médico não atende da mesma forma de uma consulta paga. As autoridades devem entender que o doente aprendeu a comprar seus medicamentos para o que quer que seja sem receita na farmácia pelas dificuldades encontradas em consultar um médico da rede pública e da falta humanidade de muitos médicos particulares com quem não tem dinheiro.O uso irracional de antibióticos pode criar sim super bactérias, mas a demora na administração do mesmo pode agravar uma infecção e causar sérios danos ao paciente. Como se diz o ditado, o povo vai estar no mato sem cahorro.

A área de comentários / perguntas está fechada. Agradeço a compreensão.

No plantão: Ana Tokus

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal do Paraná, especialista em Radiologia Odontológica e Imaginologia pela ABO-PR, convicta de que medo de dentista se combate (também) com informação. Diva-Boss do OdontoDivas e autora do Blog Raios Xis. Twitter: @AnaTokus e @medodedentista