Sintomas Comuns Após a Extração dos Sisos

Muita gente (mas MUITA mesmo) procura orientação aqui no blog por causa dos dentes do siso. Ou porque precisa extrair e quer saber se dói, ou porque já extraiu e quer saber se os sintomas apresentados durante o período pós-operatório são normais. Portanto, acho que seria bastante útil falar um pouco sobre o que acontece depois que os sisos já se foram…

Eu acho meio inapropriado dizer que sentir dor ou ficar com a cara inchada é “normal” depois de uma cirurgia de siso (assim como dizer que medo de dentista é normal)… mas sim, certos sintomas são esperados e comuns. Mas, por uma questão didática, usarei o termo. Vamos lá então!

Pós-operatório: Sisos

É normal ficar com o rosto inchado após extrair os sisos?

É, principalmente quando são os de baixo. Claro, cada organismo se comporta de forma diferente, mas a regra é mais ou menos essa: quanto mais o dentista “mexe”, maior a possibilidade de inchar. Então, se a sua cirurgia foi demorada e o dentista teve que cortar o dente e/ou remover osso para o dito cujo sair, provavelmente seu rosto está inchado agora.

É normal ficar com o segundo molar sensível?

Você extraiu o terceiro molar (siso) e agora o seu segundo molar está sensível… como é que pode? Pois é, pode. Isso acontece porque o segundo molar fica numa região de apoio para a extração do siso, então ele acaba tendo que suportar bastante força durante a extração e pode ficar dolorido. Mas fique tranquilo, essa sensibilidade é passageira.

É normal o buraco onde estava o dente ficar “aberto”?

Sim, e isso é muito mais visível nas extrações de sisos inferiores. A nossa gengiva cicatriza de forma diferente da nossa pele. Quando a gente corta o dedo, por exemplo, as bordas da ferida se unem para fechar a ferida. Já quando se extrai um dente, ocorre uma cicatrização por segunda intenção, ou seja, o alvéolo (o buraco onde o dente estava) não é fechado pelos pontos, mas se forma dentro dele um tecido de cicatrização (granulação). Por isso é tão importante não fazer bochechos nas primeiras 48 horas após a cirurgia, para não correr o risco de remover o coágulo e acabar tendo um alveolite.

É normal eu não sentir a língua ou a bochecha dias depois da extração?

Definitivamente, não. Essa sensação de “prolongamento” da anestesia se chama parestesia, que é uma complicação pós-operatória relativamente comum. Tem tratamento e, na maioria das vezes, é reversível. Tudo o que você precisa saber sobre parestesia está neste texto.

É normal ter mau hálito após extrair os sisos?

Sim, acontece. A higienização no pós-operatório é mais difícil, e muitas vezes se acumulam resíduos alimentares e placa bacteriana na região da extração e sobre os pontos. Ainda, como a tendência é da pessoa ficar mais tempo sem abrir a boca e falar, por exemplo, o ambiente fica mais “confortável” para as bactérias, principalmente as anaeróbias. E aí, o hálito fica ruim.

É normal não conseguir abrir a boca direito após extrair os sisos?

É, e o nome disso é trismo. O trismo ocorre por causa do inchaço e, também, por uma rigidez muscular causada pelo fato do paciente ter ficado muito tempo de boca aberta. Tende a melhorar de forma espontânea, mas muitas vezes o dentista precisa prescrever relaxantes musculares, além de recomendar fisioterapia. Alguns pacientes relatam, também, dor na articulação da mandíbula (ATM) e a ocorrência de estalidos.

É normal sair um líquido amarelo-transparente e de gosto ruim do local da extração?

Sim, é normal. Esse líquido é o exsudato inflamatório, ou seja, uma “aguinha” cheia de proteínas que sai dos vasos e se deposita na superfície dos tecidos. É uma consequência esperada do processo inflamatório. E só para esclarecer: a inflamação (dor, calor, vermelhidão e inchaço) da região da extração também é normal, pois é uma forma que o nosso organismo tem de se defender de uma possível infecção (essa sim, um problema). Portanto, inflamação = defesa do organismo e infecção = ataque de bactérias, ok?! E claro, não confunda o tal líquido amarelado com pus… pus é sinal de infecção.

É normal ter dor de garganta depois de extrair um siso?

Muitos pacientes relatam dor de garganta e dificuldade de engolir, assim como dor de cabeça e dor de ouvido (as duas últimas, geralmente, antes da extração). A garganta, os ouvidos e os meios bucal e nasal são regiões muito próximas, não é à toa que existe uma especialidade médica chamada otorrinolaringologia, o médico que cuida do ouvido/nariz/garganta. Portanto, uma inflamação ou infecção na região dos sisos pode sim causar dor de garganta.

É normal ficar com o canto da boca machucado depois de extrair um siso, ou o meu dentista é um troglodita?

Acontece. Considere a localização dos sisos… eles ficam lá no fundo da boca. Quando seu dentista faz uma extração, ele precisa enxergar o que está fazendo. Pra ajudar, ele usa um instrumento para afastar a bochecha, e esse afastador estica tudo! Por isso, é tão comum ficar com a comissura labial machucada… acredite, não é por falta de cuidado.

Lembrando que as recomendações pós-operatórias que valem para qualquer extração dentária também valem para os sisos, ok?! Boa recuperação pra você e, se você achar que tem alguma coisa errada, não hesite em entrar em contato com o seu dentista! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

No Plantão: Ana Tokus

Cirurgiã-dentista graduada pela Universidade Federal do Paraná, especialista em Radiologia Odontológica e Imaginologia pela ABO-PR, convicta de que medo de dentista se combate (também) com informação. Diva-Boss do OdontoDivas e administradora da OdontoPédia. Twitter: @AnaTokus e @medodedentista Veja todos os posts de Ana Tokus
Postado em: Cirurgia | Marcadores: , , ,

5

  1. Oi, obrigada pelo post! Ajudou a me tranquilizar de certa forma, extraí um siso faz dois dias e estava preocupada por conta do inchaço, mas como vi que é relativamente normal e não sinto dor fiquei bem mais calma.

    • Bom poder ajudar de alguma forma, Brenda. :)

  2. Boa tarde doutora,
    Retirei o dente do siso e não desincha, posso usar rama de mandioca ? Obrigado.

    • Não vejo benefício algum, Nilton. Para diminuir o inchaço é mais produtivo fazer compressas (frias nas primeiras 72 horas e, depois disso, quentes).

  3. Dra, bochechos de clorexidina no pré e no pós-operatório reduzem a incidência de alveolite. Isso já foi comprovado por um revisão Cochrane.

Comente ou pergunte!

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*


Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>